Palmas, 23/09/2017

Economia

Negócios

Agrotins 2017 bate recorde com mais de R$ 650 milhões em negócios

  • Em relação ao ano passado, quando o balanço apontou R$ 451 milhões em negócios, a Agrotins movimentou, em 2017, R$ 201 milhões a mais

Washington Luiz

Agrotins 2017 bate recorde com mais de R$ 650 milhões em negócios



Jesuino Santana Jr/Governo do Tocantins

Em balanço divulgado nesta quarta-feira, 17, o secretário de Estado do Desenvolvimento da Agricultura e Pecuária, Clemente Barros, anunciou que a 17ª Feira de Tecnologia Agropecuária do Tocantins (Agrotins) bateu recorde de movimentação financeira e público. De acordo com o gestor, o evento contou com um público de 120 mil visitantes e um volume de negócios de R$ 652 milhões. 

Em relação ao ano passado, quando o balanço apontou R$ 451 milhões em negócios, a Agrotins movimentou, em 2017, R$ 201 milhões a mais. A quantidade de visitantes também superou em 35 mil pessoas a quantidade do ano anterior, quando recebeu 85 mil visitantes. Para este ano, a projeção do Governo era que a feira movimentasse R$ 600 milhões e tivesse um público em torno de 100 mil pessoas.

"Desde que começamos a programar a Agrotins, no início do ano, já avisávamos que o cenário do evento seria totalmente diferente do que foi o do ano passado, quando a gente tinha sofrido frustração de safra, dificuldades com a crise financeira, falta de chuvas, enfim. Esses fatores prejudicaram a nossa safra e isso nos prejudicou tanto em volume de negócios como em público visitante. Já este ano, tínhamos um cenário positivo e o pessoal entusiasmado com o recorde da colheita da safra no Estado. Nós fizemos uma programação baseada nesse cenário de otimismo e o resultado foi além das nossas expectativas. Batemos o recorde de todas as Agrotins já realizadas", comemorou Clemente Barros.

A feira também trouxe outros números positivos. Conforme informações da Secretaria de Estado do Desenvolvimento da Agricultura e Pecuária (Seagro) foram realizadas, pela pasta, 377 atividades, que incluem cursos, palestras, oficinas e seminários para produtores rurais e estudantes. Participaram das ações da Seagro, 6.560 pessoas. Ao total foram mais de 12 pessoas capacitadas.

O evento contou também com a participação maciça de estudantes do primário, ensino médio, técnico e superior. Em relação aos alunos da rede pública (estadual e municipal) e particular de ensino, cerca de três mil estudantes visitaram a Agrotins. "Além de transferência de tecnologia, a feira gera também conhecimento sobre uma área que é essencial para o nosso País, que é a Agricultura", disse Clemente Barros.

Segundo os números divulgados pela Seagro, 652 empresas montaram seus estandes na Feira, sendo que 20 estiveram no evento pela primeira vez. Para realização da Agrotins, o Governo investiu cerca de R$ 6,7 milhões. Foram parceiros do evento o Conselho de Desenvolvimento Econômico do Estado (CDE) e o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). 

"A cada ano que passa, estamos crescendo mais e mais. Esse ano, por exemplo, tivemos várias fábricas e empresas que, ao invés de mandarem seus representantes locais, trouxeram sua estrutura completa de maquinário e tecnologia para expor e negociar aqui diretamente com os agricultores. Isso é um ganho de reconhecimento muito grande", assegurou Clemente Barros. 

Estrutura e Tecnologia

De acordo com Clemente Barros, a estrutura foi um dos pontos altos para que a Agrotins 2017 alcançasse o sucesso. "A feira ficou extremamente qualificada, tanto no acesso, como na disposição dos estandes e na integração das atividades. Ao contrário dos anos anteriores, a parte institucional foi democratizada, nós não tínhamos mais aqueles recintos fechados para cada instituição, colocamos todas em um espaço aberto e próximas. Além disso, os estacionamentos melhoraram, sendo ampliados e bem estruturados. A organização do trânsito, por parte da prefeitura, também é outro fator que destaco aqui como algo que ajudou no sucesso do evento", contou.

O secretário enfatizou também a importância da difusão da tecnologia para o homem do campo. "As vitrines tecnológicas, a cada ano, são importadas pela iniciativa privada, quer seja de milho, soja ou de outros segmentos. Os expositores trouxeram o que há de mais novo no mercado, deram visibilidade e, consequentemente, as vitrines foram uma das áreas mais visitados da feira", informou.

Ruraltins

Responsável pelas ações governamentais voltadas para a Agricultura Familiar e o pequeno produtor rural, o Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins) também apresentou balanço da sua participação no evento.

Diariamente, 250 pessoas participaram de capacitações e palestras voltadas para produtores rurais e técnicos. Nos estandes da Agricultura Familiar, 40 expositores comercializaram seus produtos, gerando uma renda total de R$ 20.600. O circuito da Fazenda Sustentável, organizado dentro da feira pelo Ruraltins, atraiu 135 caravanas de diversos municípios do Tocantins e duas do estado do Pará.

Conforme o balanço, 3.200 pequenos produtores rurais de todo o Estado, ligados à Agricultura Familiar, visitaram a Agrotins com suas caravanas apoiadas pelo Governo do Tocantins. A Vitrine da Agricultura Familiar recebeu, em média, a quantidade de cinco mil pessoas, por dia, visitando o local.

Governador

O governador Marcelo Miranda marcou presença durante dois dias na Agrotins. Na quarta-feira, 10, o chefe do Executivo fez a abertura oficial do evento. Na ocasião, o governador entregou 20 títulos definitivos de terras para proprietários rurais e destacou a importância da Agrotins no cenário econômico. "Por vários motivos, essa edição da Agrotins tem um significado especial: primeiro, porque, em meio a todas as incertezas econômicas que vivenciamos recentemente no Brasil, conseguimos realizar este evento, que já é referência no país; segundo, pelas discussões levantadas a partir do tema deste ano, assunto de extrema importância para nossa sobrevivência - Água: sustentabilidade da vida", pontuou o governador.

Na quinta-feira, 11, Marcelo Miranda retornou ao evento, onde visitou expositores e assinou dois documentos que visam melhorar e ampliar a cadeia do agronegócio tocantinense: o Termo de Cooperação para implantação do Pró-genética e o Protocolo de Intenções com a Secretaria da Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, que propõe trocas de experiências tecnológicas. Ainda na quinta-feira, o governador participou da Palestra Magna com o presidente da Associação Brasileira dos Produtores de Milho (ministro da Agricultura 1974/1979), Alysson Paulinelli, com o tema: A água na agricultura.

17ª Edição da Agrotins

Neste ano, a 17ª edição da Agrotins trouxe como tema Água, a Sustentabilidade da Vida e o slogan Os desafios de produzir frente às mudanças climáticas. O evento ocorreu de 9 a 13 de maio.

Durante mais de uma década e meia, a Agrotins vem se firmando como referência na divulgação, na transferência de conhecimento e tecnologia para o crescimento do segmento agropecuário regional, atraindo expositores e investidores de várias partes do Brasil e principalmente das regiões Norte e Nordeste, que têm, entre as fontes econômicas, a produção de grãos.

No evento, foram apresentadas vitrines tecnológicas com indicação de novas cultivares, adaptadas à realidade do clima e solo da região, e economicamente viáveis. Além de palestras e cursos voltados para a área rural, exposição e julgamento de raças de animais, torneio, e a modernidade de máquinas e implementos agrícolas, veículos e instituições de fomento.


Confira também


Comentários

comments powered by Disqus