.

Palmas, 30/04/2017

Economia

Kátia Abreu

Dinheiro do Compra Direta vai dobrar em 2017: R$ 26 milhões para os pequenos produtores rurais

  • Senadora Kátia Abreu reuniu-se com ministro do Desenvolvimento Social, Osmar Terra e secretário nacional de Segurança Alimentar, Caio Rocha, discutindo assuntos de interesse da população do Tocantins

Diego Araujo Silva

Dinheiro do Compra Direta vai dobrar em 2017: R$ 26 milhões para os pequenos produtores rurais



Em reunião no Ministério do Desenvolvimento Social, na tarde desta terça, 14,  a senadora Kátia Abreu recebeu do Secretário Nacional de Segurança Alimentar, Caio Rocha, a informação de que o Ministério vai destinar em 2017 o  montante de R$ 26,9 milhões para o Programa Compra Direta no Estado.
 
O valor é o dobro (100%), dos R$ 12,9 milhões liberados no ano passado e que atendeu 7.292 produtores rurais. "Se dobrou o valor dos recursos, vai dobrar também o número de produtores beneficiados", disse a parlamentar", ressaltando a importância dos recursos para os pequenos produtores da agricultura familiar.
 
Neste sentido, a senadora Kátia Abreu pretende realizar em abril um grande seminário no Estado para capacitar prefeitos e gestores para adesão ao Compra Direta. "Há muita dificuldade dos prefeitos e nós vamos fazer um treinamento com técnicos especializados para ajuda-los a se beneficiarem do programa", disse a parlamentar.
 
CRIANÇA FELIZ - A senadora Kátia Abreu também esteve na tarde desta terça, 14, no Ministério do Desenvolvimento Social fazendo gestões sobre demandas de interesse do Tocantins. Do ministro Osmar Terra recebeu a garantia de que no Tocantins nove mil famílias de 43 municípios serão beneficiadas com o Programa Criança Feliz, do governo federal.
 
O programa tem a finalidade de levar técnicos capacitados às casas das famílias para mostrar aos pais a maneira correta de estimular o desenvolvimento dos filhos. Os objetivos diretos, dentre outros, são promover o desenvolvimento infantil integral, apoiar a gestante e a família, cuidar da criança em situação de vulnerabilidade até os seis anos de idade e facilitar o acesso das família atendidas às políticas e serviços públicos.
 
A senadora Kátia Abreu também discutiu com o ministro Osmar Terra as demandas de pagamentos de parcelas dos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) e outros investimentos sociais previstos para o Estado.


Confira também


Comentários

comments powered by Disqus