Palmas, 13/12/2017

Economia

Boa Vista SCPC

Inadimplência do consumidor cai 2,0% no acumulado do ano, informa Boa Vista SCPC

  • Na varia√ß√£o acumulada em 12 meses, o indicador cedeu 2,6%

Inadimplência do consumidor cai 2,0% no acumulado do ano, informa Boa Vista SCPC



06 de outubro de 2017‚Äď A inadimpl√™ncia do consumidor caiu 2,0% no acumulado do ano at√© setembro (frente ao mesmo per√≠odo do ano anterior), de acordo com dados nacionais da Boa Vista SCPC. Na an√°lise acumulada em 12 meses (outubro de 2016 at√© setembro de 2017 frente aos 12 meses antecedentes) houve retra√ß√£o 2,6%. Na avalia√ß√£o mensal com ajuste sazonal, a inadimpl√™ncia apresentou queda de 7,1% quando comparado a agosto. J√° quando comparado o resultado contra o mesmo m√™s de 2016, o indicador caiu 12,1%.

Regionalmente, na an√°lise acumulada em 12 meses, ocorreu queda nas regi√Ķes Sudeste (-3,9%), Nordeste (-3,7%), Norte (-3,3%) e Centro-Oeste (-1,0%), enquanto na regi√£o Sul houve crescimento de 3,8%.

As adversidades ocorridas na economia ao longo dos √ļltimos dois anos geraram grande cautela nas fam√≠lias, inibindo o consumo e consequentemente contribuindo para a diminui√ß√£o do fluxo de inadimpl√™ncia. Mantendo a perspectiva de pequeno crescimento da economia e renda, juros menores e infla√ß√£o controlada, espera-se uma retomada sustent√°vel da demanda de cr√©dito, expandindo a renda dispon√≠vel das fam√≠lias, fatores que dever√£o colaborar para a manuten√ß√£o de um ritmo est√°vel do estoque de inadimpl√™ncia em 2017.

Metodologia

O indicador de registro de inadimpl√™ncia √© elaborado a partir da quantidade de novos registros de d√≠vidas vencidas e n√£o pagas informados √† Boa Vista SCPC pelas empresas credoras. As s√©ries t√™m como ano base a m√©dia de 2011 = 100 e passam por ajuste sazonal para avalia√ß√£o da varia√ß√£o mensal. A partir de janeiro de 2014, houve atualiza√ß√£o dos fatores sazonais e reelabora√ß√£o das s√©ries dessazonalizadas, utilizando o filtro sazonal X-12 ARIMA, disponibilizado pelo US Census Bureau. Em virtude da Lei Estadual de S√£o Paulo n¬į 15.659/2015, a partir de setembro de 2015 passou-se a usar como refer√™ncia para este estado o n√ļmero de cartas de notifica√ß√£o enviadas aos consumidores em vez dos n√ļmeros de d√©bitos ativos na base do SCPC.

A s√©rie hist√≥rica do indicador est√° dispon√≠vel em: 
http://www.boavistaservicos.com.br/economia/registro-de-inadimplencia/

SOBRE A BOA VISTA SCPC

A Boa Vista SCPC √© a gigante do segmento de intelig√™ncia anal√≠tica sobre consumidores e empresas. 
 
Com mais de 60 anos de atua√ß√£o e reconhecimento nos servi√ßos prestados, desde a origem do SCPC (Servi√ßo Central de Prote√ß√£o ao Cr√©dito), √© refer√™ncia em solu√ß√Ķes de cr√©dito, score, marketing, gest√£o de riscos e fraudes, certifica√ß√£o digital entre outros servi√ßos que estimulam a rentabilidade das empresas.  
 
Um dos grandes diferenciais da Boa Vista SCPC √© a transforma√ß√£o de dados de pessoas f√≠sicas e jur√≠dicas em informa√ß√Ķes inteligentes para o mercado. Para isso, combina tecnologia e inova√ß√£o, criando solu√ß√Ķes anal√≠ticas que d√£o seguran√ßa nas avalia√ß√Ķes de cr√©dito e decis√Ķes de neg√≥cios.  
 
A Boa Vista é pioneira em iniciativas marcantes para o consumidor brasileiro. Entre elas se destacam as campanhas de renegociação de dívidas, a autoconsulta gratuita de CPF pela internet e o monitoramento para proteção a fraudes. Além disso, a Boa Vista também inovou ao informar o score, uma pontuação que permite avaliar se o consumidor é ou não um bom pagador, hoje, disponível gratuitamente pela internet em www.consumidorpositivo.com.br
 
A Boa Vista SCPC √© precursora do Cadastro Positivo, que apresenta √†s empresas credoras o hist√≥rico de pagamentos honrados pelos consumidores, aumentando suas chances de conseguirem cr√©dito no mercado. 
 
Todas essas inova√ß√Ķes refor√ßam a lideran√ßa da Boa Vista em servi√ßos ao consumidor e em ser a parceira ideal nas decis√Ķes de neg√≥cios e em todo o ciclo de cr√©dito.
 
www.boavistascpc.com.br


Confira também


Coment√°rios

comments powered by Disqus