Palmas, 20/08/2017

Economia

Banco Central

Kátia Abreu cobra do BC mecanismos para fortalecer cooperativas de crédito

  • Senadora afirmou que essas instituições podem oferecer crédito mais barato, mas estão “crescendo sozinhas”

Kátia Abreu cobra do BC mecanismos para fortalecer cooperativas de crédito



Em audiência pública nesta terça-feira (4) com o presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, a senadora Kátia Abreu (PMDB-TO) cobrou mecanismos para fortalecer as cooperativas de crédito brasileiras. A parlamentar afirmou que essas instituições são capazes de oferecer crédito mais barato, especialmente aos pequenos e médios produtores rurais, mas estão "desamparadas".

"Gostaria que saber o que o Banco Central poderia fazer para fortalecer essas cooperativas. Elas estão sozinhas, crescendo só, pelo seu próprio esforço", questionou a senadora ao presidente do BC durante audiência na Comissão de Assuntos Econômicos do Senado.

A senadora destacou que, nos Estados Unidos, há 6.680 cooperativas de crédito que, juntas, representam o quarto maior volume de crédito do mundo e o segundo maior número de clientes. No Brasil, por outro lado, são 1.100 cooperativas, sendo 75% concentradas no Sul e no Sudeste. Apesar de sermos um gigante na produção agropecuária, ocupamos apenas a 16ª posição no mundo em número de cooperativas.

"Acredito que se o Banco Central tomasse algumas medidas, principalmente no que diz respeito à Caixa Econômica e ao Banco do Brasil, para tentar viabilizar mais recursos para essas cooperativas de crédito, inclusive para os fundos de crédito, seria da maior importância", completou.

Kátia Abreu afirmou ainda que as cooperativas cobram spread bancário (diferença entre o custo de captação dos bancos e a taxa efetivamente cobrada ao consumidor final) até 50% menor que os grandes bancos. Nas cooperativas, os juros médios cobrados de pessoas físicas giram entre 7,5% e 9,5%, enquanto nos bancos, entre 15% e 16%. Para pessoas jurídicas, as cooperativas trabalham com juros de 2,6% e os bancos, 4,6%.

"Além de cobrarem juros e spread mais baixos, as cooperativas conhecem de perto seus clientes", disse Kátia Abreu, destacando a importância que essas entidades têm no financiamento dos médios e pequenos produtores agrícolas.
 
Assista à participação da senadora na Comissão de Assuntos Econômicos: https://www.youtube.com/watch?v=0Glk-CVjQ9s&feature=youtu.be
 

Assessoria de Imprensa da Senadora Kátia Abreu/ PMDB – TO


Confira também


Comentários

comments powered by Disqus