Palmas, 22/11/2017

Economia

TIM

TIM lucra R$ 279 milhões no terceiro trimestre e confirma a trajetória consistente da companhia

  • A base de clientes continua em evolução, com quase dois milhões de adições líquidas no pós-pago em 2017

TIM lucra R$ 279 milhões no terceiro trimestre e confirma a trajetória consistente da companhia



A TIM registrou um lucro líquido de  R$ 279 milhões no terceiro trimestre, um aumento de 51,6% em relação ao 3T16. Os resultados do terceiro trimestre da TIM apresentam crescimento de receita em todas as frentes de negócio, confirmando a acertada estratégia da empresa na inovação das suas ofertas e no investimento em infraestrutura. 

A base de clientes continua em evolução, com quase dois milhões de adições líquidas no pós-pago em 2017. O segmento responde por 28% do total de usuários da empresa. Além disso, pelo sétimo trimestre consecutivo, a operadora registra aumento na receita média por usuário (ARPU), que cresce 11,4% em comparação com o mesmo período do ano passado. A empresa teve crescimento de 17,2% do EBITDA(1), que atinge a margem de 37,4%.

A receita líquida de serviços móveis expandiu 5,8% no terceiro trimestre, impulsionada pela receita de dados, que apresenta crescimento de 40,5% no comparativo anual. Já a receita líquida de serviços fixos e residenciais evolui 7,0% no mesmo período, sobretudo em decorrência do serviço TIM Live.

A cobertura 4G da TIM chegou a 2.401 cidades e alcançou 86% da população urbana. Os sólidos investimentos em infraestrutura de rede se traduzem na contínua liderança na tecnologia de quarta geração. Um dos novos serviços, como o VoLTE (voz em alta definição), já está presente em 177 municípios e chegará a mais de mil cidades até o fim do ano. A operadora segue evoluindo também na ativação do 4G na frequência de 700 MHz, realizada em 301 municípios, aprimorando ainda mais a experiência do cliente.

"Nossa estratégia de negócios é assertiva e consolida a evolução dos resultados financeiros e operacionais. Novamente, apresentamos um balanço trimestral com aceleração das receitas, uma excelente performance do EBITDA e um expressivo crescimento da nossa base de clientes de valor. A continua liderança em cobertura 4G segue em paralelo ao desenvolvimento de novas soluções e oportunidades, como a ultra banda larga fixa, que registrou 54% de crescimento na receita líquida. O foco fundamental da companhia está em customer experience, que será cada vez mais fortalecida com ofertas diferenciadas e digitalização do relacionamento com o cliente", afirma Stefano de Angelis.  
 
Evolução do 4G
 
Cerca A TIM mantém sua liderança na tecnologia de quarta geração, expandindo sua rede para 2.401 cidades e alcançando 86% da população urbana do país. Cerca de 90% do capex total é direcionado para infraestrutura, a fim de suportar a crescente demanda de dados.
 
A companhia lidera a expansão da faixa de 700 MHz  e alcançará mais de mil cidades até fim deste ano para potencializar a experiência dos seus clientes, oferecendo a maior e melhor cobertura de quarta geração.
 
A empresa é pioneira ainda na utilização da faixa de 1800 MHz no 4G, o que amplia a  penetração indoor e proporciona mais qualidade e estabilidade de conexão em pequenas e grandes cidades do Brasil. Rio de Janeiro e São Paulo, por exemplo, já contam com a frequência em toda a sua extensão.   Além disso, a TIM é a primeira operadora da América Latina a disponibilizar o VoLTE (voz sobre LTE), tecnologia de alta definição de voz e estabilidade nas ligações, entre outros benefícios.
 
Foco nos residenciais
 
Um dos grandes destaques é a evolução da companhia na ultra banda larga fixa. No 3T17, o serviço TIM Live registra 54,1% de aumento da receita na comparação anual, além de crescimento de 25,6% da base, que chega a 376 mil usuários. O ARPU cresce 25,4% ano sobre ano.

Os bons resultados operacionais refletem a qualidade reconhecida do serviço e o foco na melhor experiência do cliente. TIM Live aparece não apenas na liderança do ranking de provedores brasileiros da Netflix, assim como na liderança em satisfação geral na banda larga fixa na última pesquisa da Anatel.

Para complementar o portfólio residencial, a TIM lançou, em setembro, uma solução inovadora que aproveita a infraestrutura da maior rede 4G do Brasil para entregar banda larga sem fio via rede LTE nas velocidades de 2 Mbps e 4 Mbps, com franquias de 50 a 80 Giga. O TIM Casa Internet utiliza a tecnologia WTTX (Wireless to the X), que surge como opção de qualidade para atender regiões com demanda de banda larga reprimida devido à carência de ofertas e a uma infraestrutura de rede fixa ainda em desenvolvimento.

A evolução e inovação do negócio residencial continuam. No fim de outubro, a TIM iniciou o soft launch da tecnologia FTTH (Fiber to the Home), que leva fibra até a casa do cliente, entregando velocidades de 100 e 150 Mega. As novas ofertas estão disponíveis inicialmente em quatro bairros nas cidades do Rio de Janeiro e de São Paulo e a empresa trabalha para ampliar o alcance.


Confira também


Comentários

comments powered by Disqus