Palmas, 23/01/2018

Estado

Carne Bovina

Com unidade no Tocantins, Masterboi e Grupo Adir firmam parceria inédita

  • A proposta √© estabelecer uma rela√ß√£o de confian√ßa entre ind√ļstria e pecuarista para atender demandas do consumidor final

Com unidade no Tocantins, Masterboi e Grupo Adir firmam parceria inédita



Uma faixa crescente de consumidores de carne bovina de qualidade surge no Brasil a cada ano. √Č uma clientela preocupada com o sabor, a maciez e a apar√™ncia do produto oferecido nas g√īndolas dos supermercados, emp√≥rios de carne, restaurantes e food services.

Preocupado em atender a essa demanda o frigor√≠fico Masterboi decidiu adotar um novo par√Ęmetro de qualidade para os abates dos bovinos em suas plantas. Em uma primeira etapa do processo, desenvolver√° um Programa de Qualidade de Carne Bovina Nelore.

O objetivo √© ajudar os fornecedores a melhorar a qualidade do rebanho regional diminuindo a idade de abate para uma faixa entre 18 e 20 meses, com ganho de peso de 20@ e aumento do rendimento das carca√ßas.  Algo nunca antes realizado no Brasil.

O trabalho será realizado em conjunto com o Grupo Adir, que possui propriedades em Nova Crixás (GO) e Ribeirão Preto (SP), e há 57 anos se dedica ao melhoramento genético da raça Nelore a pasto. Neste início de projeto, os abates ocorrerão normalmente e serão remunerados conforme o preço de mercado.

A segunda fase envolver√° o fornecimento somente de animais fechados na gen√©tica ADIR. A partir dessa fase os produtores receber√£o b√īnus financeiro pela qualidade da carca√ßa.  "O Brasil √© hoje, um grande produtor de carca√ßas, mas precisa alcan√ßar a excel√™ncia na produ√ß√£o de carnes. H√° um p√ļblico que exige produtos de qualidade superior  e acreditamos que a parceria com o Grupo Adir nos ajudar√° a atender essa demanda", afirma Amaro Rodero, diretor do grupo Masterboi.

Rodero aposta nos pecuaristas e afirma que o Grupo Adir demonstrou que com  abates t√©cnicos e sele√ß√£o gen√©tica √©  poss√≠vel produzir a carne  que os consumidores desejam. "√Č poss√≠vel desenvolver um bom animal e ser remunerado pela excel√™ncia produzida", complementa.

O Frigor√≠fico Masterboi abate 500 mil cabe√ßas por ano e para que todos os animais estejam enquadrados no futuro programa,  2 milh√Ķes de vacas  ser√£o inseminadas com gen√©tica ADIR. "Sem d√ļvida, esse ser√° o maior programa de melhoramento gen√©tico visto no Brasil, e consequentemente com  a valoriza√ß√£o financeira dos animais ocorrendo no gancho", acredita Paulo Leonel, diretor do Grupo Adir.

"O mais interessante dessa proposta √© que ela estreita a rela√ß√£o entre ind√ļstria e pecuaristas, porque realmente valoriza a qualidade do produto diferenciado. Bem diferente do que vemos por a√≠, onde, na verdade, os pecuaristas s√£o penalizados quando n√£o fornecem dentro dos par√Ęmetros dos programas", observa Leonel.

Qualidade de carcaça

Com quase 60 anos de sele√ß√£o na ra√ßa Nelore, o Grupo Adir destaca-se pela padroniza√ß√£o e a funcionalidade do rebanho Nelore criado a pasto, o que gera animais abatidos ainda em idade jovem, com o peso, o acabamento e o rendimento de carca√ßa desejados pela ind√ļstria.

Apesar da alta temperatura e a criação em sistema extensivo em Nova Crixás, por exemplo, os bezerros ADIR desmamam com peso superior a 230kg. "Os animais que não conseguem viver bem e a pasto são descartados", resume o diretor. Quando submetidos ao regime de confinamento os ganhos tornam-se exponenciais.

Abate técnico de touros

Provavelmente, o que mais chamou a aten√ß√£o do grupo  Masterboi √© o projeto inovador iniciado em outubro de 2014 pelo Grupo Adir com a coordena√ß√£o do professor doutor S√©rgio Pflanzer, chefe da Faculdade de Engenharia de Alimentos da Unicamp, em Campinas (SP), que tem por finalidade provar touros por meio de abates t√©cnicos.

"Comprovamos que os animais desejáveis necessitam ser férteis, adaptados, equilibrados, com aprumos perfeitos, linha dorsal plana e racial preservado, pois sem ele é impossível obter padronização de carcaças", explica Paulo Leonel.

O processo compreendeu o abate de dez filhos de cada touro (comprovados por exame de DNA), com idade entre 18 e 19 meses, criados e recriados a pasto e terminados em confinamento. J√° foram comprovados Jiandut FIV, Jallad FIV da 2L e Palluk POI FIV da 2L (linhagem Golias), OPUS FIV do Brumado (linhagem Jeru) e Naman FIV da 2L (linhagem Visual).

Os resultados s√£o interessantes e mostram novilhos Nelore com peso m√©dio de 18@, rendimento de carca√ßa entre 57 e 59% e espessura de gordura subcut√Ęnea (EGS) de 4 a 6 mm.

Parcerias de peso

A iniciativa √© coroada por avalia√ß√Ķes de carca√ßa feitas in vivo por ultrassonografia pela DGT Brasil, que revelaram o touro Nelore n√ļmero um em marmoreio: Quanupur da 2L, superando outros 500 mil animais. Os resultados apresentados chamaram a aten√ß√£o dos dois maiores projetos pecu√°rios do Brasil: a Fazenda Nova Piratininga, uma propriedade de 135 mil hectares em S√£o Miguel do Araguaia (GO), e a Fazenda Conforto, em Nova Crix√°s, o maior confinamento do Brasil, com mais de 100 mil animais comercializados por ano.

Para a Piratininga, foram negociadas 90 mil doses de s√™men. A Fazenda Conforto inaugurou um programa para compra de bezerros com gen√©tica exclusiva ADIR. O pr√™mio pode chegar a 20% sobre o indexador boi gordo CEPEA-GO a prazo. "No Grupo ADIR, n√£o vendemos s√™men ou touros, disponibilizamos uma filosofia de produ√ß√£o sustent√°vel", conclui Paulo Leonel. 


Confira também


Coment√°rios

comments powered by Disqus