.

Palmas, 30/04/2017

Estado

Fesserto

Em debate, Fesserto convoca sindicalistas a fazerem campanha eleitoral contra quem aprovar PEC

  • Classificada como ‚ÄúPEC da Morte‚ÄĚ por Carl√£o, a proposta prev√™ que, para o trabalhador receber aposentadoria integral, precisa contribuir por 49 anos


Na sua manifesta√ß√£o no "Debate sobre a Reforma da Previd√™ncia", realizado pela OAB-TO (Ordem dos Advogados do Brasil no Tocantins) e v√°rias entidades sindicais, o presidente da Fesserto (Federa√ß√£o dos Sindicatos de servidores P√ļblicos do Tocantins), Carlos Augusto Melo de Oliveira (Carl√£o), convocou todos os sindicalistas a fazerem campanha eleitoral em 2018 contra todos os congressistas tocantinenses que ajudarem a aprovar a PEC 287 (Proposta de Emenda Constitucional N.¬ļ 287).

Classificada como "PEC da Morte" por Carl√£o, a proposta prev√™ que, para o trabalhador receber aposentadoria integral, precisa contribuir por 49 anos. "Somos contra essa PEC e se eles (os congressistas tocantinense) votarem a favor, faremos campanha contra eles. As institui√ß√Ķes n√£o podem se vender. Vamos procurar os nossos pol√≠ticos nosso e se eles n√£o forem contra, n√≥s vamos lembrar no per√≠odo da pol√≠tica. Temos que romper com esse medo", ressaltou Carl√£o.

O presidente da Fesserto destacou a sabedoria da OAB-TO em realizar o debate e elogiou a postura do presidente da Ordem, Walter Ohofugi.

O debate, que lotou as dependências da Ordem, contou com dois palestrantes, sendo um a favor e outro contra a reforma. A Fesserto foi uma das parceiras do evento. Embora os 11 congressistas tocantinenses (8 deputados federais e 3 senadores) tenham sido convidados, apenas a senadora Kátia Abreu compareceu.


Confira também


Coment√°rios

comments powered by Disqus