Palmas, 29/05/2017

Estado

Assistentes Sociais

Encontro reúne assistentes sociais de todo Estado e debate melhorias para a profissão

  • Muito esperado pelos assistentes sociais que atuam nos hospitais públicos do Tocantins, o encontro da categoria é um marco para esses profissionais da saúde que lidam diretamente com os usuários do SUS

Josy Karla

Encontro reúne assistentes sociais de todo Estado e debate melhorias para a profissão



Camilla Negre/ Governo do Tocantins
 
Muito esperado pelos assistentes sociais que atuam nos hospitais públicos do Tocantins, o encontro da categoria é um marco para esses profissionais da saúde que lidam diretamente com os usuários do SUS. A programação, que se iniciou nesta segunda-feira 15, data em que se comemora o Dia Nacional do Assistente social, segue até o dia 19 de maio com uma gama de atividades e discussões voltadas para melhorias na área de atuação dos profissionais. A abertura do encontro contou com a participação de aproximadamente cem profissionais que vieram de todas as regiões do Estado.
 
A coordenadora do Serviço Social do Hospital Geral de Palmas e uma das organizadoras do evento, Elmara Soares, destacou que o trabalho dos profissionais se dá na perspectiva de garantir direitos dos pacientes de serem atendidos corretamente, conforme preconizado na política do SUS, bem como garantir os direitos dentro da Política Nacional de Humanização.
 
"Discutiremos aqui assuntos pertinentes a atuação, intervenções e atribuições dos assistentes sociais nos hospitais públicos do Estado e importância do trabalho dentro da equipe multiprofissional. Tudo isso pensando no trabalho interdisciplinar, na integração das categorias que compõem a equipe multidisciplinar em benefício do atendimento do usuário", disse.
 
A coordenadora informou ainda que o evento vai ser propulsor para elaboração de um manual com informações sobre a instrumentalidade, o processo de trabalho e intervenção do assistente social nos hospitais. "O que produzirmos aqui vai embasar esse manual que está sendo construído por toda equipe. A previsão é apresentar o trabalho no congresso científico, organizado pela Secretaria de Saúde, que acontecerá nos dias 26 e 27 de maio", disse.
 
O diretor do Hospital Geral de Palmas, Daniel Hiramatsu, que na ocasião representou o secretário de estado da Saúde, Marcos Musafir, parabenizou os assistentes sociais pela data e disse que "o serviço social é um elo entre as outras profissões de saúde, os profissionais conseguem enxergar a necessidade do paciente, não só no olhar a doença, mas sim o paciente como um todo".
 
O diretor falou ainda sobre a interdisciplinaridade implantada no HGP. "Todos os setores em conjunto fazem o que cada um sabe fazer de melhor para o paciente. Estamos fazendo isso hoje no HGP, instituímos uma visita administrativa interdisplinar, temos conseguido enxergar o paciente como um todo. O acolhimento não é só na porta do hospital, ele segue até a hora que o paciente deixa a unidade. O paciente pode não ter somente aquela doença física, mas uma série de problemas. Pode não ter condições de comprar o remédio, estar sem comida em casa, sem equilíbrio mental. A importância do serviço social vai muito além de ver se o paciente tem condição social, é uma missão conciliadora entre os profissionais", reforçou.
 
Para a coordenadora do setor de serviço social, do Hospital Regional de Gurupi, Glacia Carneiro, o encontro é um divisor de águas. "Vamos trabalhar mais as unidades do serviço social no Estado, vamos trazer nossa classe pra mais perto. O encontro está servindo para moldarmos e implantarmos o que é realmente o Serviço Social dentro dos hospitais. Estamos trazendo o poder e a força que o Serviço Social tem, e estamos implantando o trabalho da forma como ele deve ser" disse.
 
Em sua palestra, o assistente social da Secretaria de Estado da Saúde, Robson José da Silva, fez uma trajetória histórica e contextualizou os participantes sobre a história do Serviço Social na área da saúde, em especial dentro das unidades de saúde no Tocantins, desde a criação do Estado. "Tentei mostrar para os assistentes sociais os desafios enfrentados e as fragilidades, e trazer alguns questionamentos para pensarmos no futuro do Serviço Social nos hospitais. Avançamos muito, mas isoladamente, precisamos nos unificar para ter forças. A Organização Pan Americana (OPAS) traz um novo questionamento para o serviço social, que é pensar a política de saúde em todas as políticas públicas. Tem que se pensar que saúde se dá em todas as políticas", reforçou. 
 
Certificado

Na ocasião, o diretor do HGP, Daniel Hiramatsu, entregou para a coordenadora de Serviço Social de Porto nacional, Anália Arruda Gomes, um certificado de reconhecimento concedido pela Secretaria de Estado da Saúde aos profissionais de Serviço Social das unidades hospitalares, destacando o serviço como essencial na efetivação da qualidade do atendimento humanizado na perspectiva da defesa dos direitos do usuário.
 
A entrega foi simbólica e posteriormente todas as coordenações das 18 unidades hospitalares irão receber o certificado. A coordenadora foi escolhida por ser uma das propulsoras do Serviço Social de Porto Nacional. "A minha jornada com os assistentes sociais foi de luta e busca por um Serviço Social cada dia melhor no Tocantins" disse Anália.


Confira também


Comentários

comments powered by Disqus