Palmas, 20/10/2017

Estado

Vacinas

Estado adquire c√Ęmaras refrigeradas e garante melhor armazenamento de vacinas

  • A gerente acrescentou ainda que, com as c√Ęmaras, n√£o haver√° mais a preocupa√ß√£o que se tinha com a conserva√ß√£o em geladeiras dom√©sticas

Nielcem Fernandes

Estado adquire c√Ęmaras refrigeradas e garante melhor armazenamento de vacinas



Aldenes Lima/Governo do Tocantins
 
Atendendo a recomenda√ß√£o do Programa Nacional de Imuniza√ß√£o/Minist√©rio da Sa√ļde para melhoria do armazenamento e acondicionamento de vacinas que constam no calend√°rio de vacina√ß√£o, o Tocantins adquiriu, em parceria com a Organiza√ß√£o Pan-Americana de Sa√ļde (OPAS), duas c√Ęmaras refrigeradas destinadas √† Central Estadual de Armazenamento e Distribui√ß√£o de Imunobiol√≥gicos da Rede de Frio do Estado/Ger√™ncia de Imuniza√ß√£o.
 
As c√Ęmaras v√£o permitir uma cadeia de frio eficiente, que compreende o armazenamento, conserva√ß√£o, distribui√ß√£o, transporte e manipula√ß√£o das vacinas, dando maior precis√£o no ajuste da temperatura, garantindo, assim, a manuten√ß√£o dos produtos em condi√ß√Ķes adequadas de conserva√ß√£o.
 
Segundo a gerente de Imuniza√ß√£o da Secretaria de Estado da Sa√ļde, Ros√Ęngela Bezerra Brito Guimar√£es, "para garantir a seguran√ßa e efetividade da vacina√ß√£o, √© importante que as vacinas sejam armazenadas em baixas temperaturas, pois s√£o sens√≠veis e sofrem interfer√™ncias das temperaturas as quais s√£o submetidas", afirmou.
 
A gerente acrescentou ainda que, com as c√Ęmaras, n√£o haver√° mais a preocupa√ß√£o que se tinha com a conserva√ß√£o em geladeiras dom√©sticas. "Estes equipamentos nos d√° a seguran√ßa que precisamos e garantir√£o uma melhor qualidade dos imunobiol√≥gicos que devem ser acondicionados em ambiente seguro, entre 2¬į e 8¬įC, para que suas caracter√≠sticas imunog√™nicas sejam mantidas", destacou.
 
As temperaturas informadas pela gerente são específicas, preestabelecidas pelo laboratório produtor considerando a sua composição.


Confira também


Coment√°rios

comments powered by Disqus