Palmas, 25/05/2017

Estado

Mulheres

Estado oferece serviços de saúde exclusivos para mulheres

  • Entre as ações estão a Lei do Parto Humanizado e o Acordo de Cooperação Técnica com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) para a implementação de ações de expansão e consolidação da Rede Brasileira do Banco de Leite Humano

Nielcem Fernandes

Estado oferece serviços de saúde exclusivos para mulheres



Governo do Tocantins
 
Uma vida profissional promissora, bons e sólidos relacionamentos, família estruturada e saúde para desfrutar de tudo isso é o desejo da maioria das mulheres que celebram neste 8 de março o Dia Internacional das Mulheres. Para garantir o último quesito da lista acima, o Estado do Tocantins atuado para fortalecer os serviços de assistência médica, psicológica e social às mulheres usuárias do Sistema Único de Saúde (SUS). Entre as ações estão a Lei do Parto Humanizado e o Acordo de Cooperação Técnica com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) para a implementação de ações de expansão e consolidação da Rede Brasileira do Banco de Leite Humano.
 
Por meio do Acordo de Cooperação serão realizadas capacitações que visam o desenvolvimento técnico dos profissionais tocantinenses, a fim de que sejam fortalecidos os atendimentos às centenas de mulheres e bebês que mensalmente são beneficiados com a doação de leite materno e/ou a orientação sobre a melhor forma de proceder com a amamentação, principalmente nos primeiros dias de adaptação para mães e filhos. "Estas capacitações somam para o Banco de Leite do Tocantins, pois todo conhecimento adquirido resulta em um melhor trabalho junto à população que é atendida por nós", enfatizou a coordenadora do Banco de Leite Humano do Hospital e Maternidade Dona Regina, Valquíria Pinheiro.
 
Além destas capacitações voltadas para o Banco de Leite, o Estado tem trabalhado para a melhoria do atendimento na Atenção Básica, com a qualificação dos profissionais de saúde, estimulando a realização de atividades, disponibilização de métodos contraceptivos e assessoria aos municípios quanto às ações de planejamento reprodutivo, por meio de oficinas regionais. "A evidência da zika e microcefalia colocou a mulher, desde o ano passado, como centro de nossas ações em saúde. Para tanto, foram elaborados protocolos e fluxos para melhor atender a mulher que pretende engravidar e também as gestantes que tem suspeita de infecção ou foram infectadas pelo vírus. Além disso, o acompanhamento e apoio às mães com bebês com microcefalia também estão organizados e objetivam atender as necessidades de cada uma", afirmou o técnico da área de Saúde da Mulher, Rogério Carvalho de Figueiredo.
 
Protocolo

O público feminino conta também com o Protocolo Estadual de Atenção a Mulher Tocantinense na pré-concepção, pré-natal, parto e puerpério, elaborado pelo Governo do Estado. O protocolo, que foi implementado em todos os municípios do Tocantins, subsidia e norteia o atendimento as mulheres nos diferentes ciclos de vida.


Confira também


Comentários

comments powered by Disqus