Palmas, 24/07/2017

Estado

Xerente

Governador autoriza início de obras rodoviárias para beneficiar povo Xerente

  • Serão recuperados 109 Km de estradas; obras incluem bueiros tubulares, bueiros celulares e pontes de vigas pré-moldadas com até 30 metros

Pedro Barbosa

Governador autoriza início de obras rodoviárias para beneficiar povo Xerente



Jarbas Coutinho/Governo do Tocantins
 
O governador Marcelo Miranda foi recebido com festa na Aldeia Salto, em Tocantínia, na manhã desta quarta-feira, 19, Dia do Índio, para autorizar o início de obras e serviços de melhoramento nas rodovias vicinais na área de reserva indígena Xerente, naquele município. O evento contou com a presença de líderes indígenas de todas as aldeias da reserva. As obras serão realizadas com recursos do Banco Mundial (BIRD), por meio do Projeto de Desenvolvimento Regional Integrado e Sustentável (PDRIS).
 
Marcelo Miranda disse que a iniciativa vai reduzir distâncias, aproximar culturas e proporcionar qualidade de vida. "Esse é o primeiro projeto de obras vicinais em área indígena, firmado entre o Governo do Tocantins e o Banco Mundial".
 
Ao todo serão recuperados 109 quilômetros de estradas, com investimentos na ordem de R$ 1.960.702,22. "Essas obras foram priorizadas pelos próprios indígenas das mais diversas aldeias do povo Xerente", pontuou o governador.
 
Valdir Citmõwe Xerente, ex-cacique da aldeia Xerente, destacou a importância das obras. "Vai melhorar o transporte escolar e o nosso acesso à cidade para vender os nossos produtos e comprar o que precisamos para as nossas famílias".
 
O prefeito de Tocantínia, Manoel Silvino, disse que as obras vão resolver de forma definitiva os problemas das pontes e o acesso às aldeias. "Vai atender não só a Aldeia Salto, mas todas as aldeias da reserva", destacou.
 
Obras
 
As obras incluem bueiros tubulares, bueiros celulares e pontes de vigas pré-moldadas até 30 metros (infra e meso estrutura), com aterros associados e revestimentos. Todas fazem parte do Programa de Desenvolvimento Regional Integrado e Sustentável (PDRIS), na modalidade Contrato de Reabilitação e Manutenção de Rodovias (Crema). Essa modalidade objetiva a melhoria da acessibilidade da população rural para as oportunidades de emprego, serviços, recursos e mercado em seus municípios.
 
O trabalho será desenvolvido em pontos críticos em estradas vicinais, por meio da construção de estruturas hidráulicas de concreto. Dentre elas, pontes de até 30 metros, bueiros e galerias. As obras serão executadas em dois trechos e vão beneficiar as aldeias Cabeceira da Água Fria, Brejo Comprido, Baixa Funda, Rio Preto, Cabeceira Verde, Recanto da Água Fria, Bela Vista, Porteira e Mata de Coco.
 
Povo Xerente
 
O Povo Xerente vive à margem direita do Rio Tocantins, no município de Tocantínia, a 70 quilômetros de Palmas. De acordo com censo realizado pela Fundação nacional de Saúde (Funasa), até 2010 habitavam as aldeias local 3.017 indígenas. Os Xerente exploram seu território por meio da caça e já incorporaram a agricultura como atividade complementar. As atividades de pesca, caça e a confecção de artesanato estão intimamente ligadas com o grande conhecimento que o povo Xerente tem da natureza.
 
A solenidade contou com a presença de prefeitos das cidades circunvizinhas, deputados estaduais, secretários de Estado e outras autoridades.


Confira também


Comentários

comments powered by Disqus