Palmas, 27/06/2017

Estado

Correios

Governo Federal aprova reajuste das tarifas postais

  • As novas tarifas n√£o se aplicam ao segmento de encomendas (PAC e Sedex) e marketing direto.

Governo Federal aprova reajuste das tarifas postais



O Minist√©rio da Fazenda publicou nesta quinta-feira (13), no Di√°rio Oficial da Uni√£o, a portaria n¬ļ 176/2017, que autoriza reajuste nas tarifas de servi√ßos postais e telegr√°ficos dos Correios. Para entrar em vigor, a medida ainda depende da publica√ß√£o da portaria do Minist√©rio da Ci√™ncia, Tecnologia, Inova√ß√Ķes e Comunica√ß√Ķes.

O reajuste m√©dio ser√° de 7,48% para servi√ßos nacionais e internacionais. O primeiro porte da carta n√£o comercial, por exemplo, ter√° seu valor atualizado de R$ 1,15 para R$ 1,23. No caso de telegrama nacional redigido pela internet, a nova tarifa √© de R$ 7,60 por p√°gina ‚Äď antes, a tarifa vigente era de R$ 7,07. A tarifa da Carta Social, destinada aos benefici√°rios do programa Bolsa Fam√≠lia, permanece inalterada, em R$ 0,01.

As novas tarifas n√£o se aplicam ao segmento de encomendas (PAC e Sedex) e marketing direto. Vale lembrar que os servi√ßos dos Correios s√£o reajustados anualmente com base na recomposi√ß√£o dos custos repassados √† estatal, como aumento dos pre√ßos dos combust√≠veis, contratos de aluguel, transportes, vigil√Ęncia, limpeza e sal√°rios dos empregados.

ISP ‚Äď As tarifas s√£o atualizadas com base no √ćndice de Servi√ßos Postais (ISP), indicador aplicado aos servi√ßos operados no regime de monop√≥lio pelos Correios. Ele √© formado a partir de uma cesta de √≠ndices (INPC, IPCA, IPCA Sa√ļde, IPCA Transportes e IGP-M), ponderada pela participa√ß√£o dos grupos de despesas da empresa.


Confira também


Coment√°rios

comments powered by Disqus