Palmas, 25/09/2017

Estado

Queimadas

Naturatins e parceiros discutem com Exército força tarefa para reduzir queimadas

  • Na pauta do encontro foram discutidas as medidas determinadas pelo governador do Tocantins, Marcelo Miranda, referentes à Força Tarefa que tem como objetivo reduzir os índices de queimadas no Estado

Tania Caldas

Naturatins e parceiros discutem com Exército força tarefa para reduzir queimadas



Tânia Caldas / Governo do Tocantins

Na tarde desta segunda-feira, 31, representantes do Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins), estiveram no 22º Batalhão de Infantaria, localizado em Palmas, onde se reuniram com representantes do Exército, Defesa Civil do Tocantins e Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh).

Na pauta do encontro foram discutidas as medidas determinadas pelo governador do Tocantins, Marcelo Miranda, referentes à Força Tarefa que tem como objetivo reduzir os índices de queimadas no Estado.

O vice-presidente do Naturatins, Edson Cabral, apresentou estratégias de prevenção e combate aos incêndios florestais desenvolvidas pelo Instituto, para este período de estiagem, com destaque para as Unidades de Conservação (UCs), como a contratação de brigadistas e a implantação do Manejo Integrado do Fogo (MIF).

A secretária da Semarh, Meire Carreira, enfocou que atualmente por meio de tecnologia de satélite é possível identificar os proprietários de terras que estão queimando, após a emissão da portaria do Naturatins que suspende a queima e a autorização de queimas controladas no Estado.

Segundo a secretária  "a reunião nos trouxe a expectativa de ter uma força tarefa integrada, para que a gente possa realizar ações como a prevenção das queimadas e também vir a ter resultados efetivos", considerou.

Compartilhando com a secretária da Semarh, Edson Cabral acredita que a integração entre as instituições poderá resultar em futuros autos de infração. "Estamos sensibilizando o produtor rural, depois o infrator que estiver praticando algum crime ambiental será notificado e posteriormente será penalizado", frisou.

O major Diógenes, diretor executivo da Defesa Civil, destacou os 10 municípios que estão no ranking das queimadas. E confirmou que a instituição quer contribuir para alcançar um único objetivo, que é reduzir os incêndios florestais. "Desde o mês de maio, estamos apoiando a prevenção e combate aos incêndios florestais nos municípios. Essa força tarefa, só vem engrandecer o nosso trabalho, juntamente como dos nossos parceiros, que são os órgãos ligados ao meio ambiente e o Exército brasileiro", ressaltou.

Legislação ambiental

Na visão do presidente do Naturatins, Herbert Brito (Buti), existe uma grande expectativa sobre as medidas apresentadas. Para ele somente unindo  esforços do governo federal, através do Exército brasileiro, que tem muita experiência na defesa do meio ambiente, no respeito à legislação ambiental e a pátria. Juntamente com os órgãos estaduais como Semarh, o Naturatins, a Defesa Social, com a participação dos municípios, será possível construir juntos mecanismos capazes de combater as queimadas descontroladas, que tanto afetam o meio ambiente e sociedade. "Para isso estamos trabalhando de forma integrada para o bem estar da sociedade, além de respeitar o meio ambiente", explicou.

O tenente coronel Athos enfatizou que a reunião tratou sobre a força tarefa recomendada pelo governador, Marcelo Miranda, no último dia 6 de julho, onde participaram todos os órgãos que podem colaborar no trabalho. "Neste  encontro ocorreu um estreitamento maior dos laços e trocamos informações, ideias, para que possamos buscar ações efetivas, principalmente de prevenção às queimadas. Através de solicitação do governo do Estado ao Exército, o Batalhão poderá participar mais ativamente nestas campanhas", sinalizou.


Confira também


Comentários

comments powered by Disqus