Palmas, 19/11/2017

Estado

PEJ

Parque Estadual do Jalapão recebe voluntários de São Paulo e outros Estados

  • A programação teve início no dia 03/07 e segue até o dia 15/08

SPEJ

Parque Estadual do Jalapão recebe voluntários de São Paulo e outros Estados



Tânia Caldas / Governo do Tocantins 
 
Nesta temporada de férias, o Parque Estadual do Jalapão (PEJ) recebeu 17 voluntários que fizeram parte do Programa Voluntário pela Natureza, promovido pelo Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins). Entre os voluntários, pessoas de São Paulo, Goiás e Tocantins, que estão conhecendo as particularidades deste território de rica biodiversidade e beleza cênica. Nesta quinta-feira, 03, a última equipe formada por quatro voluntários de São Paulo está na sede do escritório do Parque, auxiliando também em outras demandas da Unidade de Conservação. A programação teve início no dia 03/07 e segue até o dia 15/08.
 
"Como pessoal de São Paulo ficará aqui 15 dias, não trabalharão apenas nas  Dunas. Hoje, por exemplo, estamos fazendo um "brainstorm". Eles vão nos ajudar com  ideias para placas de informações, planejamento para a programação de datas comemorativas, como o Dia do Cerrado e outras ações de Educação Ambiental no Parque, além de outros projetos", informou  a inspetora de Recursos Naturais, Hellen Flávia Teixeira Cunha.
 
Caio Costabile Menegucci é acadêmico de Biologia Marinha e Gerenciamento Costeiro, da Unesp, SP. Ele explicou que descobriu o Programa Voluntariado pela Natureza por meio de pesquisa na internet. E como tinha muita curiosidade de conhecer a região, aproveitou a chance para ampliar os conhecimentos sobre a gestão de Áreas Protegidas.
 
"O Manejo integrado do Fogo, as boas práticas com as comunidades tradicionais que habitam a região, o manejo sustentável do capim dourado, o resgate da fauna e o Programa de Uso Público, foram experiências que com certeza serão engrandecedoras, tanto para minha formação pessoal, como para a profissional", destacou. O voluntário relatou ainda que cada vez mais observa que programas de voluntariado em UCs, são uma das melhores formas de aproximar a sociedade, das políticas ambientais e devem ser incentivadas, concluiu.
 
Também como Caio a engenheira ambiental de Goiânia-Go, Raissa Aires Gonçalves, soube do Programa no site do Naturatins. Ela conta que ficou  encantada com trabalho do Instituto e também de conhecer de perto o Parque Estadual do Jalapão. "Os dias que passei no Parque foram incríveis, uma somatória de troca de experiências e muito aprendizado. Foi muito bom conhecer uma Unidade de Conservação de proteção integral. Espero voltar outras vezes", argumentou.
 
Quem ainda esteve participando do Programa, foi o estagiário do Naturatins e estudante do curso de agrimensura do Instituto Federal do Tocantins (IFTO), Mateus Chagas. "A minha visita ao Parque, o trabalho que realizei, as pessoas e profissionais que conheci, irão me tornar uma pessoa melhor. Uma pessoa que conhece que preserva e que ama o meio ambiente em que vive. E tudo isso graças a esse lugar, que deixou de ser a "Jalapa de Mateiros" e se tornou o Jalapão do mundo", revelou.
 
Doação pessoal

A inspetora de Recursos Naturais, Hellen Flávia, relatou que o trabalho voluntário no PEJ busca muito mais que reforços humanos para contribuir nas ações. Ela ressaltou que o objetivo é trazer o olhar da sociedade para dentro da gestão da UC. "O PEJ não pertence somente ao Naturatins, pertence a toda sociedade. Aqui realizamos uma grande troca de conhecimento, onde todos saem de cada operação mais enriquecidos como seres humanos. Ser voluntário é uma doação pessoal de amor e cuidado pelo meio ambiente", considerou.
 
Para o supervisor do PEJ, João Miranda, o Programa Voluntário Pela Natureza apoia a gestão de uso público na Unidade. Ele conta que os voluntários auxiliam no monitoramento, acompanhamento, orientação e sensibilização e ainda nas ações de Educação Ambiental. "Eles ajudam no controle da entrada dos visitantes na base das dunas, orienta e acompanha os visitantes na contemplação do por do sol".
 
Segundo o gestor todas as atividades são realizadas juntamente com a equipe do PEJ. "O convívio que os voluntários têm dentro do Parque serve para suas vidas profissionais e para o dia a dia na sociedade. É muito gratificante a convivência com eles e desejo que possam vir mais vezes. Aproveito para agradecer a todos os voluntários que já passaram pelo Parque", finalizou.


Confira também


Comentários

comments powered by Disqus