Palmas, 20/11/2017

Estado

Tocantins

Prefeito de São Paulo põe modelo de Educação de Palmas na pauta da troca de experiência em gestão entre as duas capitais

  • A reunião contou ainda com a presença de empresários e representantes do Conselho de Inovação e Desenvolvimento Econômico de Palmas (Cidep), que conversaram sobre gestão municipal eficiente e cooperada com a iniciativa privada

Aline Batista

Prefeito de São Paulo põe modelo de Educação de Palmas na pauta da troca de experiência em gestão entre as duas capitais



Juliana Matos

O modelo de ensino público da Capital foi um dos focos da reunião entre o prefeito Carlos Amastha, o presidente da Federação Nacional dos Prefeitos (FNP), Jonas Donizette, e o vice-presidente da FNP e prefeito de São Paulo, João Doria, nesta segunda-feira, 14, no Gabinete II do Prefeito, em Palmas. "Uma das razões que motivaram a minha vinda aqui é conhecer a educação de Palmas, porque, ao lado da saúde, é a prioridade na gestão da cidade de São Paulo, mas também vim avaliar outras políticas de desenvolvimento que vêm permitindo a Palmas crescimento mesmo em um momento recessivo, do qual estamos saindo, mas que o Brasil ainda vive", ressaltou Dória, garantindo que está sob sua gestão a maior cadeia de educação municipalista da América Latina.

A reunião contou ainda com a presença de empresários e representantes do Conselho de Inovação e Desenvolvimento Econômico de Palmas (Cidep), que conversaram sobre gestão municipal eficiente e cooperada com a iniciativa privada, citada pelo prefeito paulistano como uma estratégia de seu governo que ele tem tentado disseminar através da FNP a outros municípios. "Pretendemos evoluir em ações cooperadas para levar experiências daqui de Palmas para São Paulo e que possam ser aplicadas em diferentes campos", ressaltou Dória.

O prefeito Carlos Amastha agradeceu a disponibilidade da comitiva da FNP e a importância desta primeira visita do presidente da Federação Nacional dos Prefeitos (FNP) a Palmas. "Estamos muito gratos com a visita. Queremos falar de gestão eficiente, discutir o futuro de nossas cidades e implicitamente do futuro do Brasil", ressaltou Amastha. O presidente da FNP, Jonas Donizette, agradeceu à recepção e manifestou contentamento em ter o prefeito Carlos Amastha dentro da FNP. "É uma alegria estar em Palmas e referendar este prefeito ativo e dinâmico que, na FNP, tem nos ajudado, em nome de todos os prefeitos, a fazer com que o poder local seja fortalecido", disse Donizette, também citado como uma das referências no País em razão do bom desempenho de sua gestão municipal em Campinas (SP).

Gestão cooperada

O prefeito João Doria, se dirigindo aos representantes do Cidep e empresários presentes, frisou a importância da colaboração do setor privado com o setor público para implementação de parcerias que visem a otimização de serviços voltados ao cidadão, especialmente à frente de conselhos dedicados ao ramo econômico. "São conselhos feitos para melhorar a qualidade da ideia e ajudar a fiscalizar. É de grande importância a valorização dos conselhos porque é ali onde se fortalecem as ideias", disse Doria, citando que a própria administração pública precisa se espelhar no setor privado para definição de metas para alcançar uma gestão mais eficiente. O presidente do Cidep, Luciano Rosa, reconheceu a importância das palavras de Dória. "Para nós do Cidep, é uma honra ouvir sobre a importância de conselhos de quem temos muito a aprender e acompanhar de perto o que o conselho de São Paulo tem desenvolvido", disse, ressaltando que o setor empresarial de Palmas já colabora em diversas áreas como a educação através de programas de contratação de menores aprendizes e estagiários.

"A oportunidade é única, pois mostra a importância de não utilizar os velhos hábitos da política antiga e, sim, você ser gestor, tanto na iniciativa privada como na pública. Esse tipo de experiência mostra que o prefeito Amastha está no caminho certo, gerindo Palmas de forma organizada e responsável e buscando sempre uma gestão com eficiência, com a máquina pública enxuta e trazendo retorno para a sociedade", frisou o secretário de Desenvolvimento Econômico (Sedem), Kariello Coelho.
 
Visão dos empresários

"O que a gente vê hoje é que as gestões de São Paulo e de Palmas são similares, por serem mais rápidas e porque os gestores vêm  do segmento empresarial, onde a gente tem aquela força de mudança, de procurar fazer mais rápido. Essa palavra de recuperação ao lado da iniciativa privada é importante. O que for possível de agregar de pessoas como ele que tem o dom de liderar e de empreender para nós é positivo", disse Maria de Fátima de Jesus, presidente da Associação Tocantinense de Supermercados (Atos) e vice-presidente da Associação Brasileira de Supermercados (Abras).

"É muito bom ver esses exemplos, porque o prefeito João Doria é um empresário que chegou à Prefeitura de São Paulo e que tem mostrado bom exemplo de gestão. Exatamente por isso, ele tem muitos exemplos para nos mostrar resultados cada vez mais eficiente. Para nós é uma oportunidade de poder absorver muita coisa, especialmente com ele que tem know-how sobre gestão", disse Juliano Meurer, presidente da Associação das Lojas de Materiais de Construção do Estado do Tocantins (Acomac-TO).

O presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Palmas, Davi Goveia, frisou que o ramo empresarial enxerga neste intercâmbio de ideias uma oportunidade ímpar. "Acho muito importante esta interação entre a maior cidade do País e caçula da Federação. É uma troca de experiência que deveria acontecer em todas as capitais. É louvável o prefeito de São Paulo vir conhecer também nossa experiência e, para nós, empresários, é uma oportunidade de absorver porque acho que o ditado "pouco se cria e muito se copia" vale até porque uma cidade como São Paulo tem muita coisa para ensinar para nossa cidade também", frisou Davi Goveia. Também participou do encontro o prefeito de Ribeirão Pires, Adler Alfredo Jardim Teixeira.


Confira também


Comentários

comments powered by Disqus