Palmas, 12/12/2017

Estado

Marcelo Miranda

Proteção ambiental e atração de investidores são destaques da missão internacional do Governo do Tocantins

  • Comitiva tocantinense, comandada pelo governador Marcelo Miranda, esteve na Europa de 12 a 17 de novembro

Pedro Barbosa

Proteção ambiental e atração de investidores são destaques da missão internacional do Governo do Tocantins



Suzana Barros e Cláudio Paixão/Governo do Tocantins
 
Debates em torno de políticas de proteção ambiental e a busca por parcerias para investimentos no Tocantins foram destaques em agenda internacional do governador Marcelo Miranda. À frente da comitiva tocantinense, o Governador esteve na Europa de 12 a 17 de novembro, onde participou de uma extensa agenda, como a Conferência Mundial do Clima (COP23), em Bonn, na Alemanha. A comitiva também cumpriu agenda em cidades da Holanda.
 
Para o governador, a viagem foi muito importante. "Não podíamos ficar de fora dessa discussão. O mundo inteiro está preocupado com o futuro ambiental e, claro, o Tocantins também. Hoje somos um grande exemplo de que é possível criar medidas que contribuam para a redução do desmatamento. Estamos fazendo nosso dever de casa", destacou.
 
Durante o Amazon Bonn, evento realizado dentro da Conferência, o governador discutiu assuntos relacionados à proteção da floresta amazônica. Na ocasião, o Tocantins foi destaque e referência a ser seguida pelo mundo, sendo o Estado que mais reduziu o desmatamento este ano na Amazônia Brasileira, com o percentual de 55%. O índice é referente ao período de agosto de 2016 a julho de 2017.
 
Na oportunidade, Marcelo Miranda apresentou os investimentos do Governo do Estado em ações tecnológicas que contribuem para reduzir a emissão de gases de efeito estufa no sistema agropecuário, aumentando a produção e a renda, e preservando os recursos naturais. É o caso do Plano de Agricultura de Baixo Carbono (ABC) e a criação do Comitê de Proteção à Amazônia (Copal).
 
Falando em nome dos nove governadores da Amazônia, Marcelo Miranda defendeu a união e a integração dos estados da região, como forma de somar medidas viáveis e reais para a redução do desmatamento.
 
Em audiência com o embaixador da Noruega, Nils Martin Gunneng, o Governador também mostrou as ações desenvolvidas no Estado, como a implementação do Programa de Redução das Emissões por Desmatamento e Degradação (REDD+); o Cadastro Ambiental Rural (CAR), fruto de convênio com o Fundo Amazônia; a Plataforma de Compartilhamento de Informações (PCI - Semarh); e a implantação do Centro de Monitoramento Ambiental e Manejo do Fogo (Cemaf), em parceria com a Universidade Federal do Tocantins (UFT) em Gurupi; dentre outros.
 
Desmatamento
 
Ainda na COP 23, o Tocantins participou de dois momentos importantes envolvendo a Força Tarefa dos Governadores para o Clima e Floresta (GCF). Participaram pelo Estado, o subsecretário da Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh), Fabio Lelis; e o diretor de Instrumentos de Gestão Ambiental da pasta, Rubens Brito. A primeira reunião teve o tema ligado à produção agrícola e ao desmatamento tropical, e o outro momento um painel de perguntas e questões pontuais sobre projetos, resultados e desafios enfrentados pelos estados.
 
Infraestrutura fluvial
 
Paralelo à agenda ambiental, a comitiva cumpriu outros compromissos. A busca por investimento em infraestrutura fluvial para o Tocantins, por exemplo, levou a comitiva até a cidade de Haia, na Holanda. Lá, membros da comitiva se reuniram com a diretora de Assuntos Logísticos do Ministério da Infraestrutura e Portos, Brigit Gijsbers; e com a embaixadora do Brasil nos Países Baixos, Regina Dunlop. Em Gorichem, também na Holanda, conheceram empreendedores de duas grandes empresas: Chris Kornet, CEO (diretor executivo) da Concórdia Group; e o presidente da Damen Shipyards, René Berkvens.
 
Nas duas empresas, Marcelo Miranda e comitiva apresentaram números e condições naturais do Estado do Tocantins, que favorecem investimentos em ferrovia e hidrovia.
 
Combate a queimadas
 
Na agenda, uma passagem pela cidade de Ulm, a cerca de 570 quilômetros de Bonn. A comitiva tocantinense visitou a fábrica da empresa Magirus, para conhecer a linha de produção da empresa. A Magirus fornece ao Governo do Tocantins os caminhões auto-bomba tanque florestal, considerados os mais modernos no combate às queimadas.
 
Foram adquiridos três desses caminhões, que contam com cabines pressurizadas que permitem a travessia em meios às chamas. Os três veículos se juntarão a outros dois que já estão em operação. Ainda existem outros dois caminhões negociados pelo Governo do Estado, em fase final de fabricação na Itália.
 
Encerramento
 
A agenda do Governo na Europa encerrou na sexta-feira, 17, com uma visita ao Porto de Amsterdã. De propriedade do município, o Porto emprega, aproximadamente, 68 mil trabalhadores. Com mais de 97 milhões de toneladas de movimentação de carga por ano, encontra-se entre os cinco maiores portos da Europa Ocidental.


Confira também


Comentários

comments powered by Disqus