Palmas, 23/01/2018

Geral

Compra Direta

Compra Direta abre chamada pública para aquisição de alimentos

  • Agricultores familiares que querem vender seus produtos para o programa têm até dia 20 de janeiro para entregar a documentação; a previsão é de investir mais de R$ 700 mil em 2018

Marcos Filho

Compra Direta abre chamada pública para aquisição de alimentos



Gláucia Mendes


Está aberta a chamada pública para aquisição de alimentos de produtores da agricultura familiar da região pelo Programa Compra Direta em Araguaína. Estão previstos para serem investidos este ano mais de R$ 700 mil em produtos frescos que serão destinados gratuitamente a mais de 90 entidades beneficentes. O objetivo da Prefeitura é estimular a produção dos agricultores familiares da região, a partir da certeza da comercialização dos seus produtos a preços justos.
 
Os interessados podem apresentar a documentação necessária até o dia 20 deste mês, das 8 às 11 horas e das 14 às 17 horas, no departamento do programa, localizado no prédio da Prefeitura, à Rua 25 de Dezembro, nº 265, no Centro. Podem participar do programa agricultores e empreendedores familiares rurais enquadrados no Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (PRONAF).
 
Todos os critérios de participação e documentos necessários estão disponíveis no Diário Oficial do Município nº 1.482, publicado na última segunda-feira, 8, ou pelo link: https://goo.gl/E4tNvJ.
 
Alimentos

Os tipos de alimentos adquiridos serão frutas, verduras, legumes, peixes, ovos, grãos, cereais, frango caipira melhorado, polpa de frutas, pão caseiro, carne suína, mel e derivados de leite. Todos os produtos devem ser processados, manipulados e embalados desde de que atendam às exigências da legislação vigente do Município e Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (MAPA).
 
Uma das razões que atraem os produtores na hora de aderir ao programa é o preço que o programa paga pelos produtos, já que não há atravessador, o que representa maior ganho ao agricultor familiar. O pagamento é em dias e sempre em depósito bancário na conta do produtor, no prazo de 25 dias após o recebimento das notas fiscais referentes aos produtos entregues.

Após a seleção, a entrega dos produtos pode ser realizada na central de recebimento, localizada na frente do Centro de Atividades do Trabalhador (CAT), setor Cimba, nos períodos de março e dezembro de 2018. Cada produtor tem uma cota de até R$ 6.500 para vender ao programa.

Benefícios

Em 2017, foram adquiridos pelo Programa Compra Direta mais de 234 mil quilos de alimentos, com investimentos de mais de R$ 734 mil. Os 150 agricultores beneficiados forneceram seus produtos a 94 entidades beneficentes, entre escolas, creches, lar de idosos e orfanatos, garantindo alimentos frescos a cerca de 25 mil pessoas diretamente.


Confira também


Comentários

comments powered by Disqus