Palmas, 12/12/2017

Geral

Oi

Oi amplia seu backbone para maior capacidade e resiliência nos serviços de dados

  • Ampliação de capacidade vai suportar o crescimento do tráfego de dados em todas as regiões. Projeto estruturante se estende agora para o Centro-Oeste do país

Oi amplia seu backbone para maior capacidade e resiliência nos serviços de dados



Região Centro-Oeste 16 de junho de 2017 - A Oi continua a ampliação de sua rede de transmissão em capacidade e resiliência. Para suportar o crescimento do tráfego de dados, o backbone OTN (Optical Transport Network) disponibiliza vias de 100 Gigabit por segundo ao longo de 30.000 km de fibras ópticas, interligando as capitais e grandes cidades do Sul, Sudeste e Nordeste do Brasil por múltiplos caminhos. Desde sua implantação em 2015 esta rede já cresceu em cerca de 4 vezes sua capacidade para suportar os requerimento de crescimento e de qualidade.
 
Dentro da estratégia capacidade e qualidade, a Oi está estendendo sua  malha OTN na Região Centro-Oeste com múltiplas vias de 100 Gigabits por segundo, interligando Brasília, Goiânia, Campo Grande, Cuiabá, Palmas e Porto Velho e mais 8 cidades. Nesta nova etapa de crescimento o backbone 100G passará a cobrir  mais 18.000 km de malha óptica. Este Backbone possui uma estrutura flexível  que permite crescimento de sua capacidade de forma ágil a fim de acomodar a explosão do consumo de tráfego IP na região Centro-Oeste.
 
A Oi já investiu mais de R$ 125,5 milhões na Região Centro-Oeste no primeiro trimestre de 2017. A companhia está priorizando investimentos em infraestrutura e modernização da rede para melhoria da qualidade do serviço aos clientes em todas as regiões do país. No mesmo período foram implantados 7 novos sites de telefonia móvel e outros 88 foram ampliados/modernizados. Além disso, 9,1 mil novas portas para o serviço de banda larga fixa foram criadas. Sites são locais onde ficam as antenas que realizam a transmissão do sinal do serviço móvel. A Oi oferece cobertura 4G em Brasília (DF), Águas Lindas de Goiás, Anápolis, Aparecida de Goiânia, Formosa, Goiânia, Luziânia, Rio Verde, Trindade e Valparaíso de Goiás (GO), Campo Grande, Corumbá, Dourados e Três Lagoas (MS), Cuiabá, Rondonópolis, Sinop e  Várzea Grande (MT).
 
  
Polibio Figueiredo Braga


Confira também


Comentários

comments powered by Disqus