Palmas, 23/01/2018

Geral

Tocantins

Tocantins bate recorde em recebimento de embalagens vazias de agrotóxicos em 2017

  • A vice-presidente da Ag√™ncia de Defesa Agropecu√°ria do Tocantins (Adapec), M√°rcia Helena da Fonseca disse que os dados representam o crescimento do setor agr√≠cola

Lenito Abreu

Tocantins bate recorde em recebimento de embalagens vazias de agrotóxicos em 2017



Welcton de Oliveira / Governo do Tocantins, 08 de janeiro de 2018

O Tocantins registrou em 2017, um recorde em devolução de embalagens vazias de agrotóxico, segundo dados do Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias (InpEV), no ano passado foram devolvidas 722,3 toneladas de embalagens, com um crescimento de 22,1% em relação ao ano de 2016, onde foram devolvidas aproximadamente 600 toneladas.

A vice-presidente da Ag√™ncia de Defesa Agropecu√°ria do Tocantins (Adapec), M√°rcia Helena da Fonseca disse que os dados representam o crescimento do setor agr√≠cola, mas tamb√©m, a import√Ęncia da fiscaliza√ß√£o e orienta√ß√£o feita pela Ag√™ncia juntos aos produtores rurais, sobre o uso correto e seguro de agrot√≥xicos nas lavouras.

O respons√°vel t√©cnico pela a√ß√£o de agrot√≥xicos da Adapec, Juliano Milhomem disse que a Ag√™ncia realiza em todo o Estado, um trabalho de fiscaliza√ß√£o nas lavouras no intuito de retirar do campo esse passivo. "Para alcan√ßarmos estes n√ļmeros √© preciso entender que nosso trabalho de fiscaliza√ß√£o come√ßa na autoriza√ß√£o √†s revendas para comercializa√ß√£o dos produtos agrot√≥xicos, armazenamento nas lojas especializadas, nas propriedades sobre o uso correto do produto no campo e se estende at√© a destina√ß√£o das embalagens nos postos ou centrais," detalhou Juliano, acrescentando que todo este processo √© acompanhado de perto pela Adapec.

RI

Também em 2017 o projeto de recebimento itinerante (RI) de embalagens vazias de agrotóxicos, cresceu 39,2% em quantidade de embalagens devolvidas em relação ao ano de 2016, saltando de 10.856 unidades para 15.113 no ano passado.

O n√ļmero de pequenos produtores rurais beneficiados pelo projeto tamb√©m cresceu em 25%, sendo 400 em 2016 e 500 agricultores em 2017. O projeto foi realizado em 14 munic√≠pios tocantinenses.

"Este projeto, configura uma importante ferramenta para o pequeno agricultor, que na maioria das vezes, por falta de recursos, dist√Ęncia e outros fatores, n√£o realizam a correta destina√ß√£o das embalagens de agrot√≥xicos", disse M√°rcia Helena.

Legislação

Pela legislação, os agricultores têm o prazo de um ano após a compra do produto agrotóxico para fazer a devolução das embalagens vazias. Se o produtor não usar todo o produto, este prazo é estendido por mais seis meses. A Adapec orienta os produtores para que guardem o comprovante de devolução por um ano, pois em caso de fiscalização na propriedade e as embalagens não tenham sido devolvidas, ele pode ser autuado.

Dados

Conforme dados do inpEV do ano de 2017, dos 20 estados que fizeram a devolu√ß√£o, em sete deles houve queda no n√ļmero de embalagens devolvidas. Em todo o Brasil houve um aumento no n√ļmero de embalagens devolvidas de 1,3%.  

O Tocantins conta com duas centrais de recebimento de embalagens vazias de agrotóxicos, que estão localizadas nos municípios de Pedro Afonso e Silvanópolis e mais cinco postos, nos municípios de Araguaína, Tocantinópolis, Colinas, Gurupi e Lagoa da Confusão.


Confira também


Coment√°rios

comments powered by Disqus