Palmas, 22/01/2018

Justica

Taguatinga

Polícia Civil prende homem suspeito por estupro de vulnerável em Taguatinga

  • Policias Civis da Delegacia de Taguatinga, comandados pelo delegado Márcio Duarte Teixeira, efetuaram, no final da tarde da última sexta-feira, 5, a prisão em flagrante de Waldyvan Júnior, 18 anos

Dennis Tavares

Polícia Civil prende homem suspeito por estupro de vulnerável em Taguatinga



Rogério de Oliveira/Governo do Tocantins  

Policias Civis da Delegacia de Taguatinga, comandados pelo delegado Márcio Duarte Teixeira, efetuaram, no final da tarde da última sexta-feira, 5, a prisão em flagrante de Waldyvan Júnior, 18 anos. Ele é suspeito pela prática do crime de estupro de vulnerável e foi capturado quando estava em uma residência em Taguatinga.

Conforme o delegado Márcio, os policiais civis flagraram o indivíduo na cama de um quarto ao lado de uma criança, de apenas 11 anos de idade, que estava com roupas íntimas, em cena sugestiva da prática de relação sexual. Diante disso, os policiais deram voz de prisão a Waldyvan e o conduziram, juntamente com a vítima e testemunhas para a Delegacia de Polícia.

Ainda segundo o delegado, os policiais civis deflagraram a ação que resultou na prisão do indivíduo, após receberem denúncia anônima de que a menor, juntamente com outras adolescentes, estavam alojadas em uma residência, a qual era frequentemente utilizada por usuários de drogas. Diante dos fatos, os policiais civis foram até o local e, com a permissão da proprietária, fizeram buscas na casa e flagram a cena do abuso que ocorria.

Durante as oitivas, a vítima, que reside na cidade de Campos Belo-GO, confirmou que tinha tido relação sexual consentida com o conduzido, fato também confirmado por outras testemunhas que estavam na casa. Após a lavratura do flagrante e a realização dos exames periciais a vítima foi entregue ao Conselho Tutelar do município de Campos Belo-GO.

Já o autor foi recolhido à carceragem da Cadeia Publica de Taguatinga - TO, onde permanecerá a disposição do Poder Judiciário. 


Confira também


Comentários

comments powered by Disqus