Palmas, 20/10/2017

Justica

Elei√ß√Ķes 2018

Procurador requer que candidaturas avulsas sejam autorizadas em 2018

  • O jurista defendeu que o monop√≥lio dos partidos afasta o cidad√£o da pol√≠tica

Procurador requer que candidaturas avulsas sejam autorizadas em 2018



O procurador federal Cleiton Bandeira protocolizou na √ļltima sexta-feira a√ß√£o judicial na qual requer que as candidaturas avulsas (sem partido) sejam autorizadas j√° para as elei√ß√Ķes de 2018 no Tocantins.
 
O jurista defendeu que o monopólio dos partidos afasta o cidadão da política. "Acabamos de dar um grande passo em prol da democracia e da liberdade, pois queremos assegurar que os cidadãos de bem que não pactuam com os partidos possam recuperar o interesse pela política e poder contribuir com sua comunidade", afirmou o procurador.
 
Segundo Cleiton Bandeira, que tamb√©m √© pr√©-candidato ao Governo do Tocantins, esse modelo pol√≠tico falido baseado nos partidos √© um dos respons√°veis pela corrup√ß√£o. "A candidatura avulsa ser√° a reforma pol√≠tica mais efetiva nesse pa√≠s, pois vai for√ßar os partidos a se reformularem diante da concorr√™ncia dos candidatos independentes. Eu tenho um sonho de que nos livraremos dessa corrup√ß√£o que mata dezenas de pessoas todos os dias, pela falta de sa√ļde e de seguran√ßa, bem como rouba o futuro das crian√ßas pela falta da educa√ß√£o ", finalizou Bandeira.
 
O tema se encontra no Supremo Tribunal Federal (STF) que est√° discutindo se √© constitucional um candidato sem filia√ß√£o partid√°ria poder disputar elei√ß√Ķes. Por unanimidade, o Tribunal reconheceu a repercuss√£o geral da mat√©ria. Segundo a decis√£o, a quest√£o tem relev√Ęncia social e pol√≠tica e por isso deve a decis√£o vai ser aplicada a todos os casos.
 
A a√ß√£o foi ajuizada com pedido no liminar no Tribunal Regional Eleitoral e j√° foi distribu√≠do e tem como relator o Juiz Agenor Alexandre da Silva e est√° sob o n√ļmero 0600148-10.2017.6.27.0000.


Confira também


Coment√°rios

comments powered by Disqus