Palmas, 20/08/2017

Política

Norte do TO

Candidato à presidência estadual do PT, Zé Roberto participa de plenárias no norte do Estado

  • Os encontros aconteceram nos municípios de Augustinópolis, Araguaína e Couto Magalhães com participação de vários municípios da região norte do Estado

Candidato à presidência estadual do PT, Zé Roberto participa de plenárias no norte do Estado



O deputado estadual e candidato a presidente do Partido dos Trabalhadores (PT) no Tocantins, Zé Roberto, participou no último final de semana, 10 e 11 de março, de plenárias preparatórias para o 6° Congresso Nacional do PT. Os encontros aconteceram nos municípios de Augustinópolis, Araguaína e Couto Magalhães com participação de vários municípios da região norte do Estado.
 
As próximas plenárias estão marcadas para os dias 18 e 19 de março nos municípios de Gurupi, Arraias e Dianópolis.  "Nesses encontros iremos debater as teses das chapas que irão concorrer a nível estadual. O processo eleitoral do PT é fundamental para resgatar e apresentar grandes propostas neste cenário em que o Brasil se encontra" explicou uma das organizadoras da Comissão Eleitoral da sigla, Eutália Barbosa.
 
Durante os encontros, Zé Roberto debateu o cenário internacional e nacional, balanço dos governos e organização partidária. O petista também fez um balanço sobre o momento atual e apresentou a defesa da chapa de delegados "Por um Partido Socialista e de Luta", que eleitos, elegerá o diretório e presidente estadual do partido no Congresso Estadual.
 
O petista explicou que todas as organizações sindicais, sociais e de trabalhadores estão passando por um momento difícil.  Para Zé Roberto, o golpe de Estado parlamentar dado pelo Congresso Nacional que tirou a presidente Dilma Rousseff, veio para derrubar as conquistas e os direitos das trabalhadoras e trabalhadores e entregar as riquezas do nosso país ao capital internacional e a elite golpista. "O golpe não foi construído do dia para noite, teve o apoio do sistema financeiro internacional, juízes, imprensa, oligarquia política e classe empresarial para desestabilizar o governo e substituí-lo", explicou.
 
Zé Roberto explicou que o nome da chapa é socialista por ter certeza que o sistema capitalista só traz miséria para a maioria da população, e de luta porque é preciso voltar às origens do PT e ir para a rua lutar pelos direitos, como sempre foi feito. "Essa é nossa luta e não podemos virar as costas para a sociedade, pois temos um papel obrigatório de ajudar as trabalhadoras e trabalhadores do nosso Estado".
 
O parlamentar também destacou como proposta para a chapa, quatro pontos principais que compõe a plataforma da campanha: organização partidária; política financeira; formação política e atuação política. "Essa é uma orientação política que precisamos assumir para voltar a ser referência para o povo trabalhador de nosso país. O PT e seus militantes precisam reconciliar com o povo trabalhador e suas organizações "pontuou.


Confira também


Comentários

comments powered by Disqus