Palmas, 18/11/2017

Política

Mulher-Cidad√£

Deputada Dorinha entrega Diploma Mulher-Cidad√£ a Dona Raimunda, a quebradeira

  • O pr√™mio √© dedicado √†s mulheres que tenham contribu√≠do para o pleno exerc√≠cio da cidadania, na defesa dos direitos da mulher e nas quest√Ķes de g√™nero

Deputada Dorinha entrega Diploma Mulher-Cidad√£ a Dona Raimunda, a quebradeira



Em sess√£o solene realizada nesta quinta-feira (26), a deputada Professora Dorinha (Democratas/TO) entregou o Diploma Mulher-Cidad√£ Carlota Pereira de Queir√≥s para Raimunda Gomes da Silva, mais conhecida como "Dona Raimunda, a quebradeira". O pr√™mio √© dedicado √†s mulheres que tenham contribu√≠do para o pleno exerc√≠cio da cidadania, na defesa dos direitos da mulher e nas quest√Ķes de g√™nero.

Dorinha ressaltou o trabalho de dona Raimunda na região do Bico do Papagaio, norte do Tocantins. "Ela se tornou uma líder comunitária e ativista, lutando contra a ameaça dos grileiros e pela garantia dos direitos de seu povo", destacou.

A parlamentar lembrou ainda que as mulheres daquela regi√£o tinham como √ļnica oportunidade de trabalho a extra√ß√£o do baba√ßu e at√© isso era negado a elas. "Dona Raimunda teve uma atua√ß√£o muito forte na cria√ß√£o da Lei do Baba√ßu Livre, para conseguir casas populares para as mulheres quebradeiras de coco e a sua luta reflete nos v√°rios pr√™mios que j√° recebeu. Pessoa humilde de forma√ß√£o, mas que mostrou como n√≥s mulheres temos que lutar para conquistar o nosso espa√ßo e o quanto podemos fazer a diferen√ßa na vida das pessoas."

Dona Raimunda agradeceu a homenagem e disse que o pr√™mio √© um reconhecimento a todas as mulheres quebradeiras de c√īco que lutam para garantir os seus direitos. "N√≥s, mulheres quebradeiras, somos discriminadas, mas somos fortes, guerreiras, lutamos juntas e esse pr√™mio √© em homenagem a todas as quebradeiras e extrativistas", disse.
 
Sobre a homenageada

M√£e de sete filhos, sendo um de cria√ß√£o, a quebradeira atuou desde muito jovem no trabalho extrativista da quebra de c√īco baba√ßu, fundou o Movimento Interestadual das Quebradeiras de Coco Baba√ßu (MIQCB), em 1991, que engloba os Estados do Tocantins, Piau√≠, Par√° e Maranh√£o.

Tamb√©m foi respons√°vel pela Secretaria da Mulher Trabalhadora Rural Extrativista do Conselho Nacional dos Seringueiros (CNS), uma das fundadoras da Associa√ß√£o das Mulheres Trabalhadoras Rurais do Bico do Papagaio (Asmubip), onde contribui na conscientiza√ß√£o das mulheres sobre sa√ļde, sexualidade e direitos civis.

Pela sua atua√ß√£o e hist√≥ria, recebeu o t√≠tulo de Doutora Honoris Causa da Universidade Federal do Tocantins e pr√™mios como o Diploma Mulher-Cidad√£ Guilhermina Ribeira da Silva (Assembleia Legislativa do Tocantins) e o Diploma Bertha Lutz (Congresso Nacional) e tamb√©m recebeu homenagens internacionais de defesa dos direitos humanos de pa√≠ses como Finl√Ęndia e Inglaterra.


Confira também


Coment√°rios

comments powered by Disqus