Palmas, 18/11/2017

Política

Economia

Deputado Paulo Mourão defende fortalecimento da economia popular para impulsionar desenvolvimento

  • Fortalecer a economia popular como mola propulsora para a retomada do crescimento da economia foi o que o deputado estadual Paulo Mourão (PT) defendeu neste sábado, dia 20, durante o Encontro da Família MEI

Antonio Gonçalves

Deputado Paulo Mourão defende fortalecimento da economia popular para impulsionar desenvolvimento



Fortalecer a economia popular como mola propulsora para a retomada do crescimento da economia foi o que o deputado estadual Paulo Mourão (PT) defendeu neste sábado, dia 20, durante o Encontro da Família MEI, realizada pelo Sebrae Tocantins em Porto Nacional. Entendendo o Microempreendedor Individual (MEI) como peça chave da economia popular, Mourão ressaltou que para o Estado se organizar no processo de desenvolvimento é preciso munir os pequenos empresários de informações sobre o seu negócio, bem como garantir o acesso ao crédito para investimentos em aperfeiçoamento.
 
"Eu quando fui prefeito aqui em Porto Nacional, implantamos o empreendedorismo como matéria curricular e os prefeitos que me sucederam tiraram isso do currículo. Nós implantamos por entender que o empreendedorismo é o que faz com que as pessoas possam pensar que elas são realmente melhores do que elas podem imaginar", destacou o deputado ao avaliar que o Tocantins hoje é considerado um Estado "falido" por seus governadores não terem se preocupado com as pequenas ações, com os pequenos empreendedores.
 
"São gestos pequenos que garantem um bom governo e isso tem sido, de certa forma, uma falta de sentimento ou de compromisso. Os governos ficam tentando fazer somente coisas grandiosas e o que se percebe é que são justamente nestas coisas grandiosas, que se projetam verdadeiros ralos. Os recursos que são aplicados, as vezes, em grandes proporções e atividades, boa parte deles vão para mão de pessoas indevidas. Isso é uma história do Brasil que nós estamos hoje conhecendo e nos perguntamos como que um pequeno grupo de empresas consegue fazer a prioridade das ações políticas em um País da grandeza do Brasil. Então é essa corrupção que precisa ser parada, ser contida", disse o parlamentar.
 
Para ele nos gestos pequenos e aos pequenos é que a sociedade é de fato atendida. "Observe este momento que o Sebrae, em parceria com a prefeitura de Porto Nacional e os outros parceiros aqui presentes como o Banco da Amazônia, o Banco do Brasil, o Sicoob, a Câmara de Dirigentes Logistas, está realizando. É um momento em que o trabalhador tem a oportunidade para se formalizar e adquirir a sua autonomia enquanto cidadão", ressaltou.
 
Aproveitando a presença dos representantes das instituições bancárias, Paulo Mourão fez menção ao acesso ao crédito em países como China e Portugal. "Lá os créditos são para os microempresários, porque é a economia popular é que faz um estado se organizar no processo de desenvolvimento. Em um Estado como o Tocantins que hoje conta com 51 mil microempreendedores cadastrados, é preciso garantir orientação financeira, para que eles saibam onde tem crédito mais barato. É preciso ainda, por parte do governo, fomentar o interesse popular em abrir os seus pequenos negócios", afirmou Mourão.
 
O superintendente do Sebrae Tocantins, Omar Hennemann acertou que "Deus gosta de quem trabalha, daqueles que se qualificam" e agradecer a presença de Mourão e daqueles que tiraram o sábado para investir no aperfeiçoamento profissional lembrou que o Tocantins é um estado rico, mas que ainda precisa ajustar em alguns pontos para aproveitar melhor o seu potencial.
 
Carteira de Trabalho
 
Durante todo o sábado o Sebrae Tocantins ofereceu diversos serviços ao empreendedor ou aspirante a pequeno empresário. Entre as atividades estavam palestras sobre gestão, orientação financeira, oficinas, exposição de tecnologia e ainda o serviço de emissão de carteira de trabalho, que foi bastante procurado pelos jovens portuenses, pois o município hoje está sem o serviço que é prestado pelo Governo do Estado. "Temos que aproveitar o dia de hoje, pois se deixarmos passar só temos oferta para tirar a carteira de trabalho em Palmas", afirmou o estudante Igor Silva.
 
"Desde que eu cheguei aqui pelo menos oito pessoas me abordaram dizendo que vieram para tirar a carteira de trabalho e não vão conseguir porque as senhas acabaram", alertou o deputado Paulo Mourão ao convidar o prefeito Joaquim Maia para visitar a sede do Ministério do Trabalho em Palmas para pleitearem a disponibilização do serviço para os moradores de Porto Nacional.


Confira também


Comentários

comments powered by Disqus