Palmas, 24/07/2017

Política

MCMV

Governo reúne prefeitos para tratar das obras de programa habitacional

  • A diretora de produção habitacional de obras, Valéria Hollunder, destacou que este acompanhamento é fundamental para assegurar o benefício à moradia para quem mais precisa

Jarlene Souza

Governo reúne prefeitos para tratar das obras de programa habitacional



O superintendente de Habitação da Secretaria de Infraestrutura, Habitação e Serviços Públicos, Jorge Mendes, juntamente com a  equipe técnica habitacional, reuniu os prefeitos dos municípios Novo Jardim, Antônio Arlindo (PMDB) e de Monte do Carmo, Arquivardes Ribeiro (PSD) na tarde desta sexta-feira, 10, com o intuito de situar a nova gestão quanto ao andamento das obras do Minha Casa Minha Vida 1 (MCMV1). "Por incumbência do Governador Marcelo Miranda, estamos acompanhando de perto a situação das obras do MCMV1 em cada município, inclusive informando os novos gestores e orientando-os, para que o quanto antes estas casas sejam entregues às famílias contempladas", explicou o superintendente Jorge Mendes.
 
A diretora de produção habitacional de obras, Valéria Hollunder, destacou que este acompanhamento é fundamental para assegurar o benefício à moradia para quem mais precisa. "Além de orientar os prefeitos também avaliamos como estão os processos das obras, o cronograma e a atualização da situação cadastral das famílias. Um levantamento realizado pela equipe do social para que as casas sejam entregues a pessoas em situação de vulnerabilidade social".
 
A construção das casas estava paralisada e graças ao empenho da atual gestão junto aos atores envolvidos, como prefeitura, instituição financeira, Ministério das Cidades e Ministério Público,  foi possível a retomada das obras.
 
Nestes dois dias, 9 e 10, a equipe da habitação recebeu ainda os prefeitos de Natividade, Matinha Rodrigues;  Paranã, Fabrício Viana; São Valério, Olímpio dos Santos; Rio da Conceição, Mauro Júnior; e Arraias, Antônio Barbosa.
 
Programa MCMV-1
 
A gestão atual identificou o problema na execução das 3.539 unidades habitacionais do Programa Minha Casa, Minha Vida – 1, em 122 municípios do Estado do Tocantins. O contrato foi assinado em 2010 e o Estado foi proponente com investimento no valor de R$ 10.887 milhões. O valor restante é repassado pela União para as instituições financeiras selecionadas pelo Ministério. A contratação da construtora é feita pela Instituição Financeira e a Comissão de Acompanhamento de Obras (CAO) do município. Já a prefeitura viabiliza a infraestrutura mínima necessária, a fiscalização e acompanhamento das obras, entre outros. Já foram entregues 750 casas do projeto no Estado.


Confira também


Comentários

comments powered by Disqus