Palmas, 22/01/2018

Saúde

Saúde

Especialização do Sírio-Libanês encerra com apresentação de projetos elaborados pelos profissionais de saúde

  • As apresentações acontecem nesta quinta, 30, no auditório da Universidade Estadual do Tocantins (Unitins), na Arse 13, durante o 11º Encontro de Metodologias Ativas de Ensino e Aprendizagem

Especialização do Sírio-Libanês encerra com apresentação de projetos elaborados pelos profissionais de saúde



Redação Semus
 
Os 12 Projetos Aplicativos, elaborados ao longo das especializações em Vigilância em Saúde, Regulação no SUS e Gestão da Clínica nas Regiões de Saúde, serão apresentados pelos profissionais das redes municipal e estadual de saúde que estão concluindo os cursos. As apresentações acontecem nesta quinta, 30, no auditório da Universidade Estadual do Tocantins (Unitins), na Arse 13, durante o 11º Encontro de Metodologias Ativas de Ensino e Aprendizagem.
 
As especializações foram desenvolvidas numa parceria entre o Instituto de Ensino e Pesquisa do Hospital Sírio-Libanês (IEP/HSL), Ministério da Saúde (MS), Conselho Nacional de Secretarias Estaduais de Saúde (Conass), Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems), Conselho de Secretarias Municipais de Saúde do Tocantins (Cosems/TO), Secretaria da Saúde de Palmas (Semus), Fundação Escola de Saúde Pública de Palmas (Fesp) e Secretaria Estadual da Saúde por meio da Escola Tocantinense do Sistema Único de Saúde (ETSUS). O encontro terá um segundo momento na manhã desta sexta-feira, 1º de dezembro, na ETSUS e à tarde retorna para Unitins.
 
Os Projetos Aplicativos são propostas de intervenção construídas a partir da identificação de problemas por parte dos alunos de cada especialização. "A intenção deste encontro é a promoção de um espaço para o diálogo e contribuições que ampliem a possibilidade de aplicação dos projetos em cada contexto estudado", destaca a gestora de Aprendizagem do IEP/HSL, Aniara Nascimento.
 
De acordo com o docente e facilitador de Aprendizagem do Curso de Vigilância em Saúde, Marcos Fabiano Monteiro da Costa, serão apresentados projetos desenvolvidos em grupos compostos por técnicos e gestores que atuam na saúde. "Os projetos têm foco na melhoria do trabalho e dos atendimentos e no cuidado mais qualificado aos usuários. Consistem também em intervenções para um melhor planejamento das ações de saúde, com um olhar mais ampliado, com raciocínio epidemiológico, trabalhando numa assistência mais qualificada e com o olhar de rede. Hoje a lógica é trabalhar em rede, com informações qualificadas que ajude o gestor na tomada de decisão das ações de saúde", ressalta o facilitador.
 
Além da apresentação dos projetos, haverá visitação aos banners sobre os trabalhos desenvolvidos, momento de contribuições, perguntas e análises.
 
Confira a programação
 
Quinta (30 de novembro)

Local: Auditório da Unitins (Arse 13)
8 horas - Acolhida
8h30 - Mesa de abertura com gestores de saúde municipal e estadual e representante IEP/Sírio Libanês
9h30 - Apresentação dos projetos:
 
Vigilância em Saúde: "Tecnologias Inovadoras em Saúde: Perspectivas e Desafios no Estado do Tocantins", "Qualificando as Informações Notificadas no SINAN pelos Profissionais da Rede de Saúde de Palmas", "Metamorfose - Inovação dos Processos de Trabalho da Vigilância com Vistas a Redução da Sífilis em Gestantes e Congênita no Tocantins", e "Transcedentes - Fortalecimento da análise da situação de saúde em Palmas, Tocantins".
 
Regulação em Saúde: "UniverSUS - Regulação do Acesso: As práticas regulatórias entre os pontos de atenção à saúde da rede hospitalar do Estado do Tocantins", "Regula Fácil - Oficinas de Articulação e Integração, como estratégia para o fortalecimento dos espaços de diálogos na RAS de Palmas – TO", "Agiliza SUS - Despreparo dos Profissionais da Regulação de Saúde das Regiões Ilha do Bananal e Amor Perfeito, pela insuficiência de Educação Permanente que dialogue com o perfil de competência, dificultando a organização dos processos de trabalho", "Regula SUS - Fortalecer a Regulação Integrada em Saúde na Região da Ilha do Bananal no ambulatório de especialidade do Hospital Regional de Gurupi: Possibilidades para o cumprimento do princípio da equidade".
 
Gestão da Clínica: "Integralidade - Utilização do teste rápido como cuidado essencial no período pré-natal para redução de sífilis em gestantes", "Inovação - Práticas de Acolhimento para os Trabalhadores do Pronto Socorro adulto do Hospital de Referência de Gurupi/TO", "Esperança - A implantação da alta responsável da puerperal do Hospital de Referência de Gurupi – TO para Unidade de Saúde da Família Manoel Pedro Pires Filho Cariri - TO: uma proposta de modelo para a gestão", "Humanizar - Humanização e acolhimento: Práticas includentes na saúde com ênfase na Atenção Básica dos municípios de Porto Nacional e Dueré – Tocantins".
 
12 horas - Intervalo para almoço
14 às 18 horas - Apresentação dos Banners dos projetos
 
Sexta (1º de dezembro)

Local: Escola Tocantinense do SUS (ETSUS)
8 às 12 horas - Oficina de Trabalho e Avaliação com os grupos, facilitadores e especialista do IEP/HSL
Local: Auditório da Unitins (Arse 13)
14 às 17 horas - Avaliações
18 horas - Coquetel

(Edição: Lorena Karlla)


Confira também


Comentários

comments powered by Disqus