Palmas, 12/12/2017

Saúde

Atenção Básica

Evento do Estado em parceria com o Ministério da Saúde reforça a importância da Atenção Básica

  • Ainda segundo Carlos, no evento “os gestores são esclarecidos e empoderados para a busca de novas fontes de recursos ou como melhorar os financiamentos das ações que já desenvolvem”, destacou

Josy Karla

Evento do Estado em parceria com o Ministério da Saúde reforça a importância da Atenção Básica



Aldenes Lima/Governo do Tocantins

"Um momento importante para os municípios terem propriedade e conhecimento sobre as políticas públicas para geração de saúde e terem ciência da importância da atenção básica na solução das necessidades da população". Assim o superintendente de Políticas de Atenção à Saúde da Secretaria de Estado da Saúde, Carlos Felinto, definiu a Oficina Estadual sobre Programas e Ações da Atenção Básica e da Atenção Hospitalar e de Urgência, realizada pela pasta, em parceria com o Ministério da Saúde e encerrada na tarde desta terça-feira, 05.

Ainda segundo Carlos, no evento "os gestores são esclarecidos e empoderados para a busca de novas fontes de recursos ou como melhorar os financiamentos das ações que já desenvolvem", destacou.

Para o secretário de saúde do município de Ponte Alta do Bom Jesus, Rodolfo Pereira Martins, "o evento foi um momento de empoderamento dos municípios. Trouxe temas atuais que lidamos no dia-a-dia e ainda novidades nas políticas de saúde, além do apoio técnico que o Ministério coloca à nossa disposição, que nos enriquece de conhecimento para lidarmos com as ações rotineiras", enfatizou.

O apoio técnico citado pelo secretário, também foi destacado pela digitadora do Sistema de Informação em Saúde do Ministério da Saúde (E-SUS ), no município de Almas, Meridalva Lopes dos Santos. Segundo ela, "podemos tirar todas as dúvidas que tínhamos em relação ao sistema e agora realizar nossas atividades de forma mais eficaz. Para ficar melhor, só os técnicos do Estado serem multiplicadores das orientações gerais também", afirmou.

A oficina teve como objetivo capacitar gestores dos municípios para o debate junto às equipes em prol da qualificação da atenção básica, hospitalar e de urgência nos territórios, tendo em vista os eixos estruturantes: acesso, acolhimento, estrutura, gestão, processo de trabalho e resolutividade.


Confira também


Comentários

comments powered by Disqus