Palmas, 23/01/2018

Sa√ļde

HGP

Governo retira tendas e dobra quantidade de leitos no Hospital Geral de Palmas

  • Um grande marco na administra√ß√£o do Governo do Tocantins no ano de 2017 foi ter colocado fim √†s tendas do Hospital Geral de Palmas (HGP)

Aldemar Ribeiro

Governo retira tendas e dobra quantidade de leitos no Hospital Geral de Palmas



Jesuino Santana Jr/Governo do Tocantins

Um grande marco na administra√ß√£o do Governo do Tocantins no ano de 2017 foi ter colocado fim √†s tendas do Hospital Geral de Palmas (HGP). Com a inaugura√ß√£o das obras de reforma, mais duas alas com 192 leitos foram entregues, ampliando de 147 para 334 a quantidade total de leitos na maior unidade hospitalar do Estado. O 2¬ļ andar do HGP conta com 96 leitos de interna√ß√£o e 48 quartos. A entrega da obra promoveu maior conforto aos pacientes, acompanhantes e servidores atuantes na unidade. No 3¬ļ andar, foram instalados mais 96 leitos de interna√ß√£o. Ambos os ambientes s√£o climatizados.

As inaugura√ß√Ķes das obras do HGP colocam fim a um longo per√≠odo, que se arrastava desde as gest√Ķes anteriores. "Estamos em um momento de humaniza√ß√£o, vivendo a honra de poder inaugurar essa parte da obra, dentre tantas outras que ainda temos que entregar aqui no HGP", ressaltou o governador Marcelo Miranda.

De acordo com o secret√°rio de Estado da Sa√ļde, Marcos Musafir, o processo de amplia√ß√£o do hospital segue pelos pr√≥ximos meses, onde est√£o previstas a entrega de outro centro cir√ļrgico, amplia√ß√£o de leitos de Unidade de Terapia Intensa (UTI) adulto e infantil, al√©m de novas alas de emerg√™ncia cl√≠nica e centro de trauma. "Conclu√≠das estas obras no ano que vem, o Norte do Brasil vai ter um dos maiores hospitais p√ļblicos do Pa√≠s funcionando a pleno vapor", afirmou.

A t√©cnica em enfermagem, Maria Luisa Ferreira, viu as novas enfermarias como um local que ir√° beneficiar os pacientes e servidores. "√Č um espa√ßo mais arejado, mais amplo. Fico feliz, pois proporcionar√° uma estrutura melhor para os pacientes e servidores", destacou.

Para a paciente Luc√©lia Oliveira do Nascimento, do munic√≠pio de Novo Alegre, o conforto do ambiente √© o grande destaque. "As instala√ß√Ķes novas t√™m ar-condicionado e est√° tudo √≥timo. √Č muito importante esta inaugura√ß√£o, pois vai beneficiar outros pacientes", disse.

Al√©m da conclus√£o de parte da reforma do HGP, outras a√ß√Ķes tamb√©m marcaram a gest√£o do Governo na √°rea da Sa√ļde tocantinense no ano de 2017, como a entrega do Centro de Informa√ß√Ķes e Decis√Ķes Estrat√©gicas em Sa√ļde (IntegraSus), a realiza√ß√£o do mutir√£o de Cirurgias Ortop√©dicas, a entrega de reformas de unidades hospitalares no interior do Estado e  a regulagem do estoque de medicamentos e insumos.

Ainda no HGP, o Governo inaugurou, no mês de março de 2017, o Banco de Olhos do Tocantins, formado por uma equipe multidisciplinar e com estrutura que permite a abordagem, a captação, o preparo e o armazenamento de córneas para transplante. Equipe identifica os potenciais doadores e aborda familiares na busca do consentimento pela doação.

IntegraSus

Inaugurado em 2017, o Centro de Informa√ß√Ķes e Decis√Ķes Estrat√©gicas em Sa√ļde (Integra Sa√ļde Tocantins) funciona dentro da Secretaria de Estado da Sa√ļde. Nele, est√£o centralizadas informa√ß√Ķes coletadas de todos os segmentos da sa√ļde para que sejam tratadas, analisadas, disponibilizadas e sirvam de subs√≠dio para que t√©cnicos possam coordenar, com mais precis√£o, as a√ß√Ķes do Sistema √önico de Sa√ļde (SUS) no Tocantins.

Esse foi o 2¬ļ Centro implantado no Brasil e ele √© respons√°vel por monitorar em tempo real os indicadores de sa√ļde. Durante a inaugura√ß√£o, tamb√©m foram entregues, pelo governador Marcelo Miranda, ve√≠culos e ambul√Ęncias a v√°rios munic√≠pios tocantinenses.

Mutirão de Cirurgias Ortopédicas e Exames Noturnos

O Mutir√£o de Cirurgias Ortop√©dicas no HGP atendeu a pacientes que estavam na lista de cirurgias eletivas ortop√©dicas do Servi√ßo de Regula√ß√£o do Estado. Eles tiveram a oportunidade de passar por procedimento cir√ļrgico de alta complexidade de quadril e joelho, por meio de parceria entre o Governo do Tocantins e o Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia Jamil Haddad (Into).

Com rela√ß√£o √†s cirurgias ortop√©dicas de baixa, m√©dia e alta complexidade, o Estado cumpriu e superou o n√ļmero de 128 pacientes acordado em audi√™ncia realizada dia 14 de junho de 2017, com a Defensoria P√ļblica do Estado (DPE).

As cirurgias ocorreram nas unidades hospitalares de médio porte do Estado de Porto Nacional, Paraíso e Miracema, além do HGP, num total de 373 pacientes de julho a agosto. No mês de setembro, foram realizadas 329 cirurgias ortopédicas nestes quatro hospitais sendo 32 eletivas no HGP, já da iniciada Força Tarefa acordada em juízo.

Já o Exame Noturno, realizado no HGP, a pacientes oriundos de 126 municípios do Tocantins que estavam na fila de espera para realização de exames de alta complexidade, ocorreu entre os dias 3 de agosto e 21 de setembro. O objetivo foi reduzir o tempo de espera, promover o diagnóstico preciso e precoce, em alguns casos, e acelerar o tratamento.

De acordo com os dados divulgados pela Secretaria de Estado da Sa√ļde, foram realizados 1.931 exames, sendo 358 tomografias, 611 resson√Ęncias e 962 mamografias a pacientes do Sistema √önico de Sa√ļde (SUS). Para realiza√ß√£o dos procedimentos, o Governo ajudou os pacientes com o deslocamento at√© a Capital. Segundo o setor de Regula√ß√£o da Sa√ļde, eram esperados 3.124 pessoas, que constavam nos sistemas dos munic√≠pios, mas nem todos compareceram.

Hospitais Regionais, Catracas Biométricas e UTI Pediátrica

Al√©m das a√ß√Ķes citadas acima, s√£o tamb√©m destaques na gest√£o de Marcelo Miranda, na √°rea da Sa√ļde, a entrega de mais de 80 leitos nos hospitais de Para√≠so e Porto Nacional; reforma de amplia√ß√£o do Hospital Regional de Augustin√≥polis (HRA); instala√ß√£o de equipamento de raios-x no Hospital Regional de Xambio√° (HRX); entrega da obra de adequa√ß√£o e amplia√ß√£o e retomada do atendimento no Centro Cir√ļrgico do Hospital de Alvorada; retorno do atendimento m√©dico 24 horas no Hospital de Dian√≥polis; reforma do Centro de Atendimento Psicossocial (Caps) II, em Aragua√≠na; entrega de ambul√Ęncias; e entrega de leitos para UTI.

Com o objetivo de adotar um sistema mais r√≠gido de seguran√ßa e controle de entrada e sa√≠da dos servidores e usu√°rios, o Governo do Tocantins instalou catracas biom√©tricas e c√Ęmeras de seguran√ßa nas 18 unidades hospitalares e nos anexos da Secretaria de Estado da Sa√ļde no m√™s de agosto.

 "A partir de agora, conseguiremos ter uma maior efic√°cia nas escalas dos plant√Ķes, porque teremos como garantir que o profissional cumpriu sua jornada do in√≠cio ao fim", argumentou o diretor administrativo do Hospital Geral de Palmas (HGP), Leonardo Toledo.

Outra ação da gestão é o investimento no valor de R$ 568.014,47 em mais dez leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Pediátrica que serão instalados em Araguaína, no Hospital Municipal Eduardo Medrado.

Ainda em Aragua√≠na, foi inaugurada a Casa Divina Provid√™ncia de acolhimento a gestantes, beb√™s e pu√©rperas. O local, mantido pelo Hospital Dom Orione, atende uma reivindica√ß√£o de 2013, onde o Estado assinou conv√™nio para implementa√ß√£o da Rede Cegonha, do Minist√©rio da Sa√ļde, que visa assegurar √†s mulheres o direito ao planejamento reprodutivo e a aten√ß√£o humanizada √† gravidez, ao parto e ao puerp√©rio.

Estoque de Medicamentos e Insumos

Uma not√≠cia bastante positiva para os pacientes e usu√°rios do servi√ßo p√ļblico de Sa√ļde foi o fato de o Governo ter regulado a compra de medicamentos e materiais nas unidades hospitalares de todo o Estado. Quando assumiu a gest√£o, o governador Marcelo Miranda encontrou os estoques com apenas 50% de abastecimento. Atualmente, esse n√ļmero saltou para 85%, com previs√£o de alcan√ßar 90% ainda no final do ano.

Isso aconteceu em razão de do governador ter determinado, em 2015, quando assumiu o Governo do Tocantins, a implantação de um sistema de padronização de medicamentos, que por meio da série histórica do consumo de cada hospital possibilita a compra correta, evitando atraso e gerando economia.

"N√≥s j√° estivemos aqui antes e a situa√ß√£o era bem diferente. Atualmente, o que vemos √© resultado de planejamento e de comprometimento de toda equipe da Sa√ļde. Nos pr√≥ximos meses a meta √© chegar a 90% de abastecimento e isso √© motivo para nos alegrar, porque tudo isso resulta no bom atendimento ao paciente", afirmou o governador Marcelo Miranda.

Sa√ļde Infantil

No mês de abril, o Hospital e Maternidade Dona Regina (HMDR) realizou o primeiro implante de marca-passo em bebê. O procedimento de alta complexidade do hospital foi um sucesso. Na ocasião, a menina de 26 dias, Ayla Vitória Silva da Conceição, nasceu com bloqueio atrioventricular congênito, ou seja, com frequência cardíaca de 40 bpm, bem abaixo do que é considerado normal: de 110 a 120 bpm. A menina, que mora com os pais em Araguaína, região norte do Estado, leva atualmente uma vida normal.

J√° no Hospital Infantil P√ļblico (HIP), foi realizado o 11¬ļ Mutir√£o Nacional de Cirurgia da Crian√ßa. Ao todo, 25 crian√ßas foram atendidas, com 30 procedimentos cir√ļrgicos entre hernioplastias inguinal e umbilical, orquidopexia e postectomia. Os procedimentos foram realizados pelo Servi√ßo de Cirurgia Pedi√°trica do HIP, composto pelos cirurgi√Ķes pedi√°tricos.

Ainda na √°rea da sa√ļde infantil, mais de 20 crian√ßas que estavam na lista do Servi√ßo de Regula√ß√£o Estadual para realiza√ß√£o de cirurgias eletivas foram beneficiadas em a√ß√£o que ocorreu no Hospital Regional de Augustin√≥polis (HRA).  O hospital realizou o 1¬ļ Mutir√£o de Cirurgia Pedi√°trica da unidade e beneficiou pacientes de 9 meses a 12 anos, referenciados de 24 munic√≠pios, com o total de 23 procedimentos. 


Confira também


Coment√°rios

comments powered by Disqus