Palmas, 18/08/2017

Saúde

Banco de Olhos

Marcelo Miranda inaugura novas instalações do Banco de Olhos do Hospital Geral de Palmas

  • Governador ressaltou que a saúde é uma prioridade do governo e que as novas instalações do Banco de Olhos vão melhorar ainda mais esse serviço

Luciano Ribeiro

Marcelo Miranda inaugura novas instalações do Banco de Olhos do Hospital Geral de Palmas



Jarbas Coutinho/Governo do Tocantins
 
O governador Marcelo Miranda inaugurou na manhã desta quinta-feira, 16, as novas instalações do Banco de Olhos do Hospital Geral de Palmas (HGP). No Tocantins, duas unidades hospitalares estão habilitados a realizar esse procedimento, o HGP e uma instituição privada.
 
Marcelo Miranda disse que a saúde é uma prioridade no seu governo e que as novas instalações do Banco de Olhos chegam para melhorar ainda mais esse serviço à população. "A nossa presença no HGP é para dar o indicativo que estamos trabalhando sério para atender as demandas, agregar valores à saúde, salvar e proporcionar qualidade de vida às pessoas".
 
Qualidade de vida é o que comemora a maranhense Lourença Soares dos Santos, de 92 anos, que voltou a enxergar após se submeter ao procedimento. Como é que a gente não fica alegre de voltar a enxergar. Antes eu não via nada de um olho, mas agora estou enxergando dos dois", comemorou.
 
Presente ao evento, a coordenadora da Central Nacional de Transplantes, Rosana Reis Nothen, disse que o Banco de Olhos é uma excelente iniciativa para ajudar os pacientes que precisam de transplante. "É um passo muito importante para o amadurecimento do Sistema Estadual de Transplante", afirmou.
 
O titular da pasta da Saúde, secretário Marcos Musafir, disse que a estrutura do Banco de Olhos do Tocantins atende as exigências do Ministério da Saúde. "Atende todas as etapas preconizadas pelo ministério, agora o importante é conscientizar a população que a doação do órgão é importantíssima nesse processo", explicou.
 
A médica e responsável técnica pelo Banco de Olhos do HGP, Núbia Cristina Freitas Maia, explicou que todas as pessoas acima de dois anos e abaixo de 80, são potenciais doadores. "A equipe identifica esses potenciais doadores, realiza uma análise, já que existem algumas contra indicações e, a partir daí, os profissionais realizam a captação e preparam as córneas para o transplante".
 
Banco de Olhos
 
O Banco de Olhos do Tocantins é formado por uma equipe multidisciplinar e conta com estrutura que permite a abordagem, captação, preparo e armazenamento de córneas para transplante. Ele funciona dentro do HGP, identifica os potenciais doadores e aborda familiares na busca do consentimento pela doação. O Banco de Olhos iniciou as atividades em dezembro de 2016 e desde que foi implantado, o Serviço de Transplante do Estado, já realizou 18 procedimentos, dos quais nove foram realizados no HGP.
 
Os pacientes que precisam passar pelo transplante devem procurar o médico oftalmologista para que sejam inscritos na lista de espera. As córneas disponibilizadas para as cirurgias são preparadas pela equipe do Banco de Olhos e distribuídas por uma Central de Distribuição, que respeita a ordem cronológica de inscrição dos pacientes receptores.
 
Doações
 
No Brasil, há mais de 11 mil pessoas aguardando a realização do procedimento e nesta lista há pessoas de todas as faixas etárias, incluindo crianças. A retirada das córneas só pode ser feita em paciente doador com o coração parado. Autorizada a doação, a equipe do Banco de Olhos realiza a captação das córneas e as prepara para a cirurgia. Após esse procedimento, as córneas serão analisadas pelo Banco de Olhos, onde ficarão armazenadas em um líquido próprio enquanto aguardam resultados de exames sorológicos. Diante de um tecido de qualidade e resultados sorológicos negativos, a córnea será distribuída, podendo ser utilizada até 14 dias após o preparo.
 
Autorização para captação
 
A autorização da doação depende da família. Por isso é de suma importância que aqueles que desejam ser doadores avisem aos familiares e compartilhem o desejo de doar. Apenas os parentes até segundo grau são autorizados a assinar o termo de consentimento. Pessoas com idade acima de dois anos e abaixo de 80, são considerados doadores em potencial.


Confira também


Comentários

comments powered by Disqus