Palmas, 13/12/2017

Saúde

Fesp

Trabalhos de residentes da Fesp são selecionados para serem apresentados no VII Encontro Nacional das Residências

  • Três projetos desenvolvidos por residentes multiprofissionais que atuam na rede municipal de Saúde de Palmas serão apresentados durante o VII Encontro Nacional das Residências em Saúde, que acontecerá em Recife (PE), de 14 a 18 de agosto

Cleia Gomes

Trabalhos de residentes da Fesp são selecionados para serem apresentados no VII Encontro Nacional das Residências



Redação Semus

Três projetos desenvolvidos por residentes multiprofissionais que atuam na rede municipal de Saúde de Palmas serão apresentados durante o VII Encontro Nacional das Residências em Saúde, que acontecerá em Recife (PE), de 14 a 18 de agosto. Ao todo 14 pessoas entre residentes, tutores, preceptores, coordenadores de programa e gestores vinculados ao Programa de Residência Multiprofissional, desenvolvido pela Fundação Escola de Saúde Pública de Palmas (Fesp) e a Semus, participarão do encontro que traz a temática "Refletindo o hoje e construindo o amanhã: a organização das Residências em Saúde na defesa do SUS e da democracia".

Um dos trabalhos traz por título "Oportunizando espaço de educação em saúde por meio da sala de espera" e é de autoria da psicóloga Carla Fernanda Silvestre que o desenvolveu enquanto residente do Programa de Saúde da Família e Comunidade atuante no Núcleo de Apoio de Saúde da Família (Nasf). "Enquanto as pessoas aguardavam as consultas ou procedimentos eram transmitidas algumas informações e realizadas rodas de conversas. Teve envolvimento de vários profissionais da rede e do Nasf e a aceitação e o interesse da população foram muito bons e até sugeriram vários temas. E os profissionais passaram a utilizar essa ferramenta sempre que precisavam transmitir alguma informação", ressalta.

Já as enfermeiras Vanessa Gomes e Marcela Menezes desenvolvem o projeto "Gestão da clínica e vigilância epidemiológica da Hanseníase: relato de experiência" nos centros de saúde da comunidade do território Kanela (CSC José Luiz Otaviane, CSC Arno 42 e CSC Arno 44). "Realizamos uma auditoria dos prontuários dos pacientes que estão em tratamento da hanseníase nessas unidades e levantamos os problemas no acompanhamento clínico desses pacientes. Depois de listados esses problemas foram feitas reuniões com as equipes e pactuado ações para resolvê-los. O projeto ainda está em andamento e a nossa ideia é alinhar o acompanhamento desses pacientes em tratamento com o que preconiza as diretrizes do Ministério da Saúde", enfatiza Vanessa.

O terceiro projeto tem por título "Promoção de saúde em combate às causas externas: Violência sexual contra criança e adolescente", desenvolvido pela assistente social Érica Pollyana Oliveira, no território Xerente junto às escolas públicas da área de abrangência dos CSCs Laurides Milhomem e Liberdade, ambos no Jardim Aureny III, são elas:  as municipais Estevão de Castro e Eurídice de Melo e  a estadual Liberdade. "O objetivo é a prevenção com ações que conscientizem as crianças, os adolescentes e aqueles que fazem parte do ciclo de vida quanto ao abuso e exploração sexual nessa faixa etária. As atividades consistem em rodas de conversas e debates com os alunos e professores", destaca, lembrando que as atividades nessas escolas acontecerão nos meses de setembro e outubro.

As outras residentes que participarão do VII Encontro Nacional das Residências em Saúde são as psicólogas Stéfhane Santana e Ana Caroline Milhomem e a assistente social Elizângela Cunha.

Para a coordenadora da Fesp, Juliana Bruno, é fundamental esse protagonismo dos residentes que resulta em melhoria dos serviços de saúde ofertados à comunidade. "A residência nas mais diversas áreas foi uma das maiores conquistas da saúde do município e isso nos enche de orgulho, porque estamos formando não só novos trabalhadores em saúde, como também militantes do Sistema Único de Saúde que têm também a missão de lutar pelo SUS", reitera.


Confira também


Comentários

comments powered by Disqus