Palmas, 12/12/2017

Últimas

Seca

Evento da UFT, no Câmpus de Palmas, debaterá o impacto da seca

  • Afim de discutir a atual situação das águas no Tocantins, com problemas que causam impactos sérios nos recursos hídricos do Brasil e do Estado, o Encontro das Águas buscará soluções ao conteúdo tratado

Evento da UFT, no Câmpus de Palmas, debaterá o impacto da seca



No dia 27 de novembro, o Câmpus da UFT em Palmas sediará o Encontro das Águas, evento organizado pela Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-graduação (Propesq). Com início às 8h e término às 17h, as atividades acontecerão no Centro Universitário Integrado de Ciência, Cultura e Arte (Cuica). A inscrição para o evento, que contará com emissão de certificado de participação, pode ser feito pelo endereço eletrônico disponibilizado aqui.

Afim de discutir a atual situação das águas no Tocantins, com problemas que causam impactos sérios nos recursos hídricos do Brasil e do Estado, o Encontro das Águas buscará soluções ao conteúdo tratado. Para isso, o evento contará com a presença dos palestrantes Dr. Altair Sales Barbosa, especialista na questão dos impactos sobre as águas; e o empresário rural Vitor Rodrigues da Costa, que discorrerá sobre o ponto de vista dos agricultores e produtores rurais, público carente de recursos hídricos para o trabalho e qualidade de vida.

O pró-reitor de pesquisa da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (Propesq), Raphael Sanzio Pimenta, relata que o principal problema que cerca o debate no evento é o questionamento do que aconteceu com os rios e córregos que estão secando.

Durante a manhã, acontecerão as duas palestras dos convidados abordados. Logo em seguida, haverá a mesa redonda, mediada pelo deputado estadual Paulo Mourão, com participação da plateia nas discussões e dúvidas sobre o conteúdo abordado. "Depois, faremos um intervalo, para continuar com as atividades da tarde. Nela, dividiremos a plateia em dois grandes grupos: um avaliará as ações imediatas que devem ser tratadas pelo Poder Estadual para tentarmos reverter esse problema da seca; e o outro tentará propor pesquisas para médio e longo prazo que necessitam de financiamento, afim de resolver os problemas pautados", expõe o pró-reitor.

Para encerramento do evento, por volta das 16h, haverá as considerações finais das ideias alimentadas pelos dois grupos para redigir um documento com proposições e indicações de políticas públicas que devem ser adotadas em todas as esferas do Governo (Federal, Estadual e Municipal).

Para mais informações, ligue para o telefone da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (Propesq), (63) 3232-8037.


Confira também


Comentários

comments powered by Disqus