.

Palmas, 26/03/2017

√öltimas

MCMV

Ministro Bruno Ara√ļjo esclarece metas de 2017 do MCMV para representantes de movimentos sociais

  • Os parlamentares Afonso Florence (PT-BA), Pedro Uczai (PT-SC), Wadih Damous (PT-SP) e Nilto Tatto (PT-RJ) tamb√©m acompanharam a audi√™ncia

Ministro Bruno Ara√ļjo esclarece metas de 2017 do MCMV para representantes de movimentos sociais



O ministro das Cidades, Bruno Ara√ļjo, recebeu, nesta quarta-feira (22), na sede da Pasta em Bras√≠lia, o deputado Paulo Teixeira (PT-SP) e representantes de movimentos sociais e entidades sindicais do campo e da cidade. Na pauta da audi√™ncia, foram esclarecidas as metas do programa Minha Casa Minha Vida para este ano. Os parlamentares Afonso Florence (PT-BA), Pedro Uczai (PT-SC), Wadih Damous (PT-SP) e Nilto Tatto (PT-RJ) tamb√©m acompanharam a audi√™ncia.
 
"Em 2017, dentro de um conjunto conciliado ao limite or√ßament√°rio da Uni√£o, o desafio √© cumprir duas miss√Ķes: entregar moradia a quem precisa e movimentar a economia por meio da constru√ß√£o civil", refor√ßou o ministro. Dentro das pr√≥ximas semanas, 170 mil novas unidades habitacionais ser√£o contratadas na Faixa 1 sendo: 100 mil no Fundo de Arrendamento Residencial, 35 mil rural e 35 mil na modalidade urbana.
 
Entre as demandas do movimento, est√° a amplia√ß√£o de contrata√ß√Ķes no modelo entidades e o aumento na produ√ß√£o de residenciais.  "√Č um n√ļmero recorde de contrata√ß√Ķes na modalidade "Entidades". Dobramos o valor pra 35 mil, enquanto, em 2014, foram pouco mais de 18 mil contrata√ß√Ķes" ressaltou Ara√ļjo. As unidades habitacionais est√£o previstas para serem entregues no prazo de dois anos, seguindo o cronograma do fluxo das obras, bem como as medi√ß√Ķes realizadas pela Caixa Econ√īmica Federal.
 
A amplia√ß√£o da participa√ß√£o social nas etapas do programa e discuss√£o de novos normativos tamb√©m esteve entre as reivindica√ß√Ķes do grupo. "Em cumprimento aos crit√©rios de sele√ß√£o estabelecidos pelo programa, todos ter√£o acesso √†s unidades anunciadas, inclusive munic√≠pios com menos de 50 mil habitantes, que ser√£o contemplados pelo FAR", esclareceu o ministro.
 
Na oportunidade, o ministro Bruno Ara√ļjo anunciou ainda que vai publicar uma portaria que garante mais celeridade √†s contrata√ß√Ķes. O texto, que deve sair nas pr√≥ximas semanas, estabelece, por exemplo, crit√©rios de pontua√ß√£o para sele√ß√£o de projetos em todas as faixas do programa, transformando os residenciais em equipamentos sociais mais adequados.
 
"Ao longo do ano, se for preciso, faremos ajustes necess√°rios em conson√Ęncia com a equipe da Secretaria Nacional de Habita√ß√£o e demais representantes do governo e da sociedade civil para aprimorar resultados e tornar o programa ainda mais eficiente", disse Bruno Ara√ļjo.


Confira também


Coment√°rios

comments powered by Disqus