Palmas, 22/11/2017

Últimas

PPB

Secretária Wanessa Sechim representa o Consed no lançamento da 10ª Edição do Prêmio Professores do Brasil

  • O evento contou ainda com a presença do ministro da Educação, Mendonça Filho, e do secretário de Educação do Estado de São Paulo, Renato Nalini

Ascom/Consed

Secretária Wanessa Sechim representa o Consed no lançamento da 10ª Edição do Prêmio Professores do Brasil



Thaís Souza / Governo do Tocantins
 
A secretária de Estado da Educação, Juventude e Esportes, professora Wanessa Zavarese Sechim, participa nesta segunda-feira, 8, em São Paulo (SP), da solenidade de lançamento do Prêmio Professores do Brasil (PPB). O evento contou ainda com a presença do ministro da Educação, Mendonça Filho, e do secretário de Educação do Estado de São Paulo, Renato Nalini.
 
A premiação visa reconhecer o trabalho dos professores da educação básica pública do País que desenvolvem experiências bem-sucedidas, criativas e inovadoras, visa também valorizar o papel dos profissionais como agentes no processo formativo das novas gerações, bem como dar visibilidade às experiências pedagógicas conduzidas pelos professores, consideradas exitosas e que sejam passíveis de adoção por outros professores e pelos sistemas de ensino.
 
Ao longo das edições, o PPB contou com a participação de 31.644 professores da educação básica de todo o País, totalizando 293 premiados. A iniciativa foi instituída em 2005 pelo Ministério da Educação (MEC), por meio da Secretaria de Educação Básica (SEB).
 
O evento contou com uma programação que envolveu exibição de vídeo sobre o prêmio, apresentação do projeto pelo secretário da SEB, Rossieli Silva, discurso da representante do Consed, professora Wanessa Zavarese Sechim, e do representante da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), Luis Miguel Martins.
 
Para a titular da Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc), que representa o Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed), o Prêmio Professores do Brasil é uma importante ferramenta de disseminação de boas práticas pedagógicas. "Quando uma prática se torna conhecida, outros professores podem utilizar essa metodologia, essa mesma forma de fazer educação, ou até mesmo se inspirar nela e adaptar para a sua sala de aula de acordo com o nível de aprendizagem de suas turmas, séries, anos", completou.
 
Neste ano, conforme a professora Wanessa Sechim, o trabalho de divulgação do PPB para as escolas será intensificado. O objetivo é, segundo a secretária, fazer com que os educadores tenham conhecimento do prêmio. "O Consed, nesse momento, se sente também responsável por levar essas informações a todas as escolas. Nós vamos utilizar todos os meios, além de fazer encontros com os coordenadores das regiões do Brasil e com os coordenadores municipais. O professor precisa acreditar que é possível ensinar e aprender no Brasil", destacou.
 
Premiação

Neste ano, serão distribuídos R$ 255 mil em premiação, além de viagens educativas no Brasil e no exterior, distribuição de equipamentos de informática e de atletismo. A seleção será realizada em três etapas.
 
Na fase estadual, serão 162 vencedores que montam comitês conforme a área de atuação. O trabalho é coordenado pelo Consed e pela Undime. A etapa regional corresponde às cinco regiões geográficas do País. Nesta etapa, serão selecionados 30 vencedores, que receberão prêmios no valor de R$ 7 mil reais, troféus e placas comemorativas, além de equipamentos de informática e softwares com conteúdos educacionais para facilitar o processo de ensino e aprendizagem nas unidades escolares.
 
Durante a seleção da etapa regional, os professores irão trabalhar temas de suas áreas específicas, sendo Esporte como estratégia de aprendizagem, que premiará os professores que apresentarem propostas para a utilização do esporte e seus valores como instrumento pedagógico para o desenvolvimento integral dos alunos. O segundo tema abordará a Conservação e uso consciente da água, o terceiro, o Estímulo ao conhecimento científico por meio da inovação e o quarto tema tratará do Uso de Tecnologias de Informação e Comunicação no processo de inovação educacional.
 
A etapa nacional é formada por um Comitê Nacional de Avaliação com especialistas em educação indicados pelo MEC, pelo Consed, pela Undime e pelos demais parceiros do Prêmio. Além de analisar os 30 trabalhos, o Comitê entrevista os professores, realiza encontro presencial com duas questões referentes à proposta pedagógica relatada.  Ao final, serão seis vencedores – um por cada categoria. Cada um receberá mais R$ 5 mil reais e o troféu.
 
Global Teacher Prize

O Prêmio Professor Global é concedido desde 2015 ao docente que tenha feito a maior contribuição para a sua profissão no ano anterior, impactando os alunos e a sua comunidade.
 
Em 2017, dois professores foram selecionados, o amazonense da cidade de Parintins, Valter Pereira de Menezes, e o capixaba de Nova Venécia, Wemerson da Silva Nogueira, como destaques no Global Teacher Prize e serão homenageados com a entrega das placas.


Confira também


Comentários

comments powered by Disqus