Palmas, 24/09/2017

Últimas

Seduc

Seduc promove a educadores e gestores formação de Programa para implementação de escolas em tempo integral

  • A formação para professores, diretores, coordenadores pedagógicos, coordenadores de área, orientadores educacionais, coordenadores de apoio e técnicos de laboratório acontece até a próxima sexta-feira, 17

Elias Oliveira

Seduc promove a educadores e gestores formação de Programa para implementação de escolas em tempo integral



Fernanda Veloso / Governo do Tocantins
 
A Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc), em parceria com os Institutos de Corresponsabilidade pela Educação (ICE), Sonho Grande e Natura, está realizando em Palmas, a formação com educadores e gestores das escolas contempladas com o Programa de Fomento à Implantação de Escolas de Ensino Médio de Tempo Integral, Escola Jovem em Ação.
 
A formação para professores, diretores, coordenadores pedagógicos, coordenadores de área, orientadores educacionais, coordenadores de apoio e técnicos de laboratório acontece até a próxima sexta-feira, 17. A abertura do evento contou com apresentações culturais de alunos da Escola Raquel de Queiroz e ainda dos servidores da Seduc, com a Trupe da Cultura, que apresentou o esquete teatral Belezas do Tocantins.
 
Para a secretária de Estado da Educação, Juventude e Esportes, professora Wanessa Zavarese Sechim, é importante iniciar a implantação de uma nova proposta pedagógica preparando e qualificando quem vai atuar diretamente nessas 12 escolas de Ensino Médio em Tempo Integral. Segundo a secretária, o novo modelo de ensino médio em tempo integral irá possibilitar uma escola mais dinâmica, mais atrativa, mais prazerosa e com a cara da juventude tocantinense.
 
"A proposta é que o aluno, o jovem, seja o centro da gestão pedagógica, tudo será pensado para e com a participação dele, os temas de cada semestre serão discutidos conforme as necessidades pedagógicas. Outro ponto diferencial será a construção do projeto de vida, em que os alunos serão apoiados a sonhar e a colocar em prática esses sonhos", afirmou.
 
A professora Wanessa ressaltou ainda a importância dos institutos parceiros nesse processo de implementação. "Sem os nossos parceiros não seria possível implantar, em tão pouco tempo, uma perspectiva inovadora de ensino no Tocantins. Eles estão aqui com seus consultores, trazendo também alunos egressos de escolas em tempo integral de todo o Brasil para nos ensinar, nos orientar. A experiência desses institutos vai nos ajudar a errar menos, acertar mais e voltar a proposta para o protagonismo juvenil, em uma implantação mais eficiente e mais eficaz", pontuou.
 
A diretora pedagógica do Instituto ICE, Thereza Paes Barreto, apresentou o Instituto e o papel de cada agente na implantação do programa, lembrando que a proposta principal da parceria é fortalecer e tornar a educação tocantinense mais rica. "Essa semana vai ser de muito trabalho e produtividade, com debate de muitos temas que deverão ajudá-los nos próximos meses de trabalho".
 
Thereza Paes informou ainda que a implementação do programa tem como proposta fundamental apoiar o jovem tocantinense na construção de um projeto para sua vida. "Esse projeto se dá na construção dentro da escola, com o apoio dos professores, mas de uma maneira estruturada que começa a partir da manifestação do sonho do aluno, até o aprendizado de como transformar o sonho em plano, e efetivamente como colocar o plano em ação", finalizou.
 
Vindo de Pernambuco, Dayane Oliveira, de 20 anos, egressa do programa e estudante de Psicologia na Faculdade de Ciências Humanas, relatou as transformações ocorridas em sua vida por meio da participação do programa. "Eu estava acostumada a estudar apenas em escola particular e devido à situação financeira lá de casa, fui para a rede pública. Inicialmente eu não queria ficar no projeto, porque era o dia inteiro na escola. Atualmente agradeço a escola por todos os objetivos que alcancei, porque todos eles eu criei dentro do meu projeto de vida, dentro da escola", lembrou.
 
Outro ponto citado por Dayane foi o processo avaliativo pelo qual passou dentro da escola. "Eu não era avaliada só por minhas notas, eu era avaliada pelo geral, como jovem protagonista da minha vida", ponderou.
 
A coordenadora financeira do Centro de Ensino Médio Dona Filomena Moreira de Paula da cidade de Miracema, Luziene Valadares, ressaltou a importância da capacitação. "Esse momento é um passo fundamental para o esclarecimento das dúvidas que surgiram, tanto para os professores, quanto para nós coordenadores. Teremos também a oportunidade de socializar com escolas que estão passando pelo mesmo processo e assim unificarmos a linguagem e o modo de transmissão do saber", disse.
 
Ansiosa pelas mudanças, a professora da disciplina de Física do Colégio Estadual Professora Joana Batista Cordeiro, do município de Arraias, Elisângela Gonçalves, também participou da formação. "Tenho certeza de que esse novo formato de Escola irá refletir muito no aprendizado dos alunos. Estou ansiosa para a implantação do programa", concluiu.
 
Escolas contempladas pelo Programa

As escolas de ensino médio que em 2017 ofertarão a modalidade em tempo integral são 12, distribuídas nos seguintes municípios: Colégio Estadual Rui Barbosa (Araguaína); Centro de Ensino Médio Benjamim José de Almeida (Araguaína); Centro de Ensino Médio (CEM) Paulo Freire (Araguaína); CEM Dona Filomena Moreira de Paula (Miracema); CEM Darcy Marinho (Tocantinópolis); CEM Bom Jesus (Gurupi); CEM Antônio Póvoa (Dianópolis); CEM Oquerlina Torres (Guaraí); CEM Presidente Castelo Branco (Colinas); Colégio Estadual Professora Joana Batista Cordeiro (Arraias); Colégio Militar de Palmas (Palmas) e Escola Estadual Madre Belém (Palmas).


Confira também


Comentários

comments powered by Disqus