Palmas, 27/06/2017

Viver

América do Sul

América do Sul enviou 56,7% de todos os turistas estrangeiros que vieram ao Brasil em 2016

  • Dado integra o Anu√°rio Estat√≠stico do Minist√©rio do Turismo referente aos visitantes de outros pa√≠ses e comprova recorde hist√≥rico de chegada de estrangeiros no pa√≠s

América do Sul enviou 56,7% de todos os turistas estrangeiros que vieram ao Brasil em 2016



Os sul-americanos foram os turistas estrangeiros que mais visitaram o Brasil em 2016. A conclus√£o √© do Anu√°rio Estat√≠stico do Minist√©rio do Turismo. Segundo o levantamento divulgado pela Pasta nesta segunda-feira (03), dos 6,6 milh√Ķes de visitantes de outros pa√≠ses que vieram ao Brasil em 2016 - recorde hist√≥rico, com um crescimento de 4,3% em rela√ß√£o a 2015 - 3,7 milh√Ķes sa√≠ram dos nossos pa√≠ses vizinhos. Destaque para a Argentina, respons√°vel pela emiss√£o de 2,3 milh√Ķes desses viajantes, um crescimento de 10% em rela√ß√£o a 2015.

O recorde de recebimento de visitantes de outros pa√≠ses ocorreu no ano em que o pa√≠s sediou os jogos ol√≠mpicos e paral√≠mpicos e confirmou a efic√°cia dos grandes eventos para atra√ß√£o de turistas e divulga√ß√£o do Brasil entre os grandes destinos mundiais.  O continente sul-americano foi respons√°vel por 56,7% desses turistas, seguido do europeu (24,4%) e do norte-americano (11,2%).

A import√Ęncia do turismo regional para o pa√≠s fica clara tamb√©m na lista dos cinco pa√≠ses que mais enviaram turistas para o Brasil. Apenas um n√£o integra o continente sul-americano. Cerca de 570 mil turistas que visitaram nosso pa√≠s no ano eram americanos, que ocupa o 2¬ļ lugar na lista, perdendo para a Argentina. A terceira coloca√ß√£o ficou com o Paraguai (316,7 mil), seguido do Chile (311,8 mil) e Uruguai (284,1 mil). O pa√≠s europeu que mais contribuiu para a marca in√©dita de 6,6 milh√Ķes de estrangeiros foi a Fran√ßa, com  263,7 mil visitantes.

"Os bons n√ļmeros s√≥ comprovam que estamos no caminho certo, mas queremos ainda mais. Estamos investindo fortemente na melhoria da infraestrutura tur√≠stica e qualifica√ß√£o profissional para recebermos cada vez melhor esses turistas. Nossa meta √© colocar o Brasil em definitivo na prateleira dos grandes destinos mundiais e para isso devemos lan√ßar em breve um conjunto de medidas para impulsionar a atividade no pa√≠s", avaliou o ministro do Turismo, Marx Beltr√£o.

O meio de transporte mais utilizado por quem chega ao Brasil foi o avi√£o (4,4 milh√Ķes). J√° para 2 milh√Ķes de turistas preferiram chegar ao pa√≠s pelas estradas. Ainda segundo o anu√°rio, a via de acesso fluvial foi utilizada por 95,9 mil visitantes estrangeiros, seguido do meio n√°utico, que transportou 40,4 mil pessoas.

OLIMP√ćADA - Os meses de janeiro e fevereiro, no auge do ver√£o brasileiro, foram os preferidos dos turistas, com 1,1 milh√£o e 810,5 mil dos visitantes respectivamente. Apesar disso, os meses de agosto e setembro, per√≠odo em que foram realizados do jogos ol√≠mpicos e paral√≠mpicos Rio 2016 apresentaram uma movimenta√ß√£o bem acima do ano anterior. Em agosto foram registradas as entradas de 542,9 mil estrangeiros, crescimento de 48% em rela√ß√£o ao ano anterior. Em setembro, o aumento foi ainda maior, 74%, passando de 243,3 em 2015 para 422,2 em 2016.

Coincidentemente, no per√≠odo ol√≠mpico, o Minist√©rio do Turismo testou a iniciativa de dispensa de visto entre 1¬ļ de junho a 18 de setembro. Dos 163.104 turistas dessas quatro nacionalidades que entraram no pa√≠s nesse per√≠odo, 74,06% usaram a dispensa do visto e mais de 85% disseram que a manuten√ß√£o da isen√ß√£o de vistos facilitaria um retorno ao pa√≠s. Estes estrangeiros deixaram US$167,7 milh√Ķes na economia nacional, aproximadamente 8,68 vezes a mais que o valor que o Brasil deixou de arrecadar em taxas consulares.


Confira também


Coment√°rios

comments powered by Disqus