Palmas, 23/01/2018

Viver

Especial

Arcebispo de Palmas faz visita a UTI e leva conforto emocional a paciente internada há mais de 30 dias

  • A visita do líder religioso foi viabilizada pela família da paciente Hilda Alzira de Lima, de 71 anos, que nesta quarta-feira, 10, completa 32 dias de internação

Arcebispo de Palmas faz visita a UTI e leva conforto emocional a paciente internada há mais de 30 dias



O arcebispo de Palmas, Dom Pedro Brito Guimarães visitou a Unidade de Terapia Intensiva da Intensicare no Hospital Oswaldo Cruz, em Palmas, no final da tarde desta terça-feira, 9, para levar conforto espiritual a uma paciente que está há mais de 30 dias internada na UTI.

A visita do líder religioso foi viabilizada pela família da paciente Hilda Alzira de Lima, de 71 anos, que nesta quarta-feira, 10, completa 32 dias de internação. Conforme o filho de Hilda, a paciente está bem de saúde, mas em função da quantidade de dias internada, estava triste e a família percebeu que seria positivo se ele recebesse uma visita especial.

"Minha família conhece Dom Pedro há muitos anos e para a nossa família é uma alegria muito grande ele vir aqui porque ele é o pastor maior nosso. Minha mãe é muito católica, e mesmo internada na UTI ela reza o terço todos os dias. Eu trabalho na igreja há 19 anos, então nossa família é muito ligada à fé, que nos foi ensinada por minha mãe. Não tenho dúvidas que essas visitas fazem um grande bem aos pacientes. Nessa última semana o quadro de saúde dela está bom, mas ela estava ficando cada dia mais tristinha, então estamos sempre buscando meios de alegrá-la, para que ela fique mais animada e fortaleça também essa parte emocional, para que ela saia logo daqui", conta Dalmir Lucas de Lima, filho da dona Hilda.
 
Durante a ocasião, Dom Pedro destacou a importância de estar presente no ambiente hospitalar, levando conforto emocional aos pacientes. "Eu visito de vez em quando aqueles que me pedem e é interessante que quando a gente visita tem sempre mais de uma pessoa pedindo oração. É uma das coisas que mais nos pedem. Às vezes tranquilizamos as pessoas até mesmo através das redes sociais. Eu não sou médico, mas a medicina, unida à fé, à oração, produz um efeito muito bom na vida das pessoas e tem um poder muito grande de salvar e recuperar as pessoas. Se eu fosse médico eu receitaria, além do tratamento médico, que as pessoas meditassem mais, buscassem mais a tranquilidade, o perdão, a caridade, a alegria, a fraternidade, fazer o bem", afirma.
 
As visitas à UTI no Oswaldo Cruz são realizadas sempre à tarde, quando os pacientes podem, durante uma hora, em média, receber o apoio e carinho dos familiares e amigos.


Confira também


Comentários

comments powered by Disqus