Palmas, 23/10/2017

Viver

Parque Cimba

Lago do Parque Cimba conta com cachoeira e paisagismo sustent√°vel

  • Para confec√ß√£o foram utilizados materiais reciclados, como garrafas pet, isopor e a utiliza√ß√£o de 3260 pneus. Cachoeira funciona no lago, constru√≠do para recuperar a nascente do C√≥rrego Canind√©

Marcos Filho/Ascom

Lago do Parque Cimba conta com cachoeira e paisagismo sustent√°vel



Gl√°ucia Mendes

Valorizando o meio ambiente, com um trabalho totalmente sustent√°vel, j√° est√° em funcionamento no Parque Cimba a cachoeira no lago, constru√≠do recuperar e preservar a nascente do C√≥rrego Canind√©. O paisagismo ganhou pedras artificiais confeccionadas com garrafas pet, isopor e a utiliza√ß√£o de 3.260 pneus velhos. 
 
De acordo com o paisagista Luiz Serrano, esse √© o √ļnico trabalho realizado no Tocantins. "J√° fiz outros com pneus mas nesse formato e com essa quantidade de pneus, s√≥ a cachoeira do Parque. Al√©m de estarmos preservando o meio ambiente, a obra fica econ√īmica, tivemos uma redu√ß√£o de custos de 40%", destacou.
 
O paisagista explica que para a cachoeira funcionar tem uma casa de máquinas, que é ligada jorrando então água para a queda de 5 metros. "Neste início a saída de agua é de 32 m², mas chegará a 60 m² dependendo do nível de água do lago", explicou.
 
A cachoeira ainda conta com iluminação em led que, a cada mês, ganhará uma cor diferente.
 
Lago  

O lago tem 81 metros de comprimento e 2,6 mil metros quadrados de área, com uma profundidade aproximada de 5,5 metros. Tem ainda uma galeria de fundo, torre de tomada d"água e vertedouro (escoamento de água). Foram utilizadas telas para contenção e as paredes do lago foram feitas com uma cortina de pedras pequenas para reforçar as margens.
 
Irrigação

A irrigação do Parque também é sustentável e utiliza as águas do Córrego Canindé. No total, são 466 aspersores implantados em 12 pontos distribuídos em todo o parque. O sistema é automático e para cada ponto, são 30 minutos regando a grama.


Confira também


Coment√°rios

comments powered by Disqus