Palmas, 20/11/2017

Viver

Palmas

Projeto Lua Feliz inicia atividades do segundo semestre

  • De acordo com a diretora de Proteção Básica Municipal, Ana Maria Catão, “o único critério de exclusão é caso a criança já esteja matriculada em uma escola de período integral durante o dia, pois isso dificultaria a convivência familiar” explicou.

Projeto Lua Feliz inicia atividades do segundo semestre



O atendimento às crianças que fazem parte do Projeto Lua Feliz no segundo semestre de 2017 terá início nesta terça-feira, 15. De acordo com a coordenação do projeto ainda há vagas para crianças de um a seis anos de idade e as inscrições podem ser feitas durante o ano inteiro. Para inscrever uma criança os pais ou responsáveis devem comprovar que realizam atividades escolares ou laborais noturnas. São ofertadas 30 vagas remanescentes do primeiro semestre.
 
Para se inscrever basta o responsável pela criança se dirigir ao Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) mais próximo da sua residência e apresentar os seguintes documentos: comprovante escolar e/ou de trabalho (podendo ser uma declaração de matrícula ou a carteira de trabalho, por exemplo); Número de Identificação Social (NIS) adquirido por meio da inscrição no Cadastrado Único (realizado no CRAS) e documento pessoal com foto (RG).
 
De acordo com a diretora de Proteção Básica Municipal, Ana Maria Catão, "o único critério de exclusão é caso a criança já esteja matriculada em uma escola de período integral durante o dia, pois isso dificultaria a convivência familiar" explicou.
 
Ainda de acordo com Ana Maria Catão, "o Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos na modalidade noturna, objetiva principalmente a proteção social e prevenção de riscos sociais na primeira infância".
 
Outros documentos necessários para inscrição são: Cópias dos documentos pessoais com foto para os pais; Certidão de nascimento da criança.
 
Lua Feliz
O projeto funciona no formato de Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos para crianças de 0 a 6 anos, em conformidade com as orientações do Conselho Nacional de Assistência Social Resolução Nº 109 de 11 de novembro de 2009 (Tipificação dos Serviços Socioassistenciais).
 
O Serviço é ofertado em três núcleos que funcionam nos Centros Municipais de Educação Infantil (CMEI) Recanto Infantil (Aureny III), Pequenos Brilhantes (403 Norte) e Fontes do Saber, no Setor Taquari.
 
O Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos tem por foco o desenvolvimento de atividades com crianças, familiares e comunidade, para fortalecer vínculos e prevenir ocorrência de situações de exclusão social e de risco.
 
Pauta-se no reconhecimento da condição peculiar de dependência, de desenvolvimento desse ciclo de vida e pelo cumprimento dos direitos das crianças, numa concepção que faz do brincar, da experiência lúdica e da vivência artística uma forma privilegiada de expressão, interação e proteção social.
 
No projeto as crianças participam de atividades de convivência voltadas para o estabelecimento e fortalecimento de vínculos e socialização com foco na garantia das seguranças de acolhida e convívio familiar e comunitário, por meio de experiências lúdicas, acesso a brinquedos favorecedores do desenvolvimento e da sociabilidade e momentos de brincadeiras.

As famílias também estão inclusas no projeto visto que os profissionais buscam estabelecer discussões reflexivas, atividades direcionadas ao fortalecimento de vínculos e orientações sobre o cuidado com a criança nesta faixa etária.


Confira também


Comentários

comments powered by Disqus