Sunday, 26 de January de 2020

CONCURSOS


Boa campanha

Apesar da derrota, belgas estão felizes com desempenho do país na Copa do Mundo

05 Jul 2014

A Bélgica perdeu o jogo contra a Argentina por 1 a 0, hoje (5), pelas quartas de final da Copa do Mundo, mas os belgas não deixaram a animação de lado por estarem no Brasil. Muitos belgas, que esperavam chegar à semifinal no dia 9 de julho em São Paulo, na Arena Corinthians, o Itaquerão, já têm passagem marcada para a capital paulistana.

“Vou continuar no Brasil até o dia 11 [de julho]. A Bélgica perdeu e estou decepcionado, mas já estou com passagem marcada e vou aproveitar para conhecer o país. De qualquer forma, estamos felizes de termos chegado até aqui [ quartas de final]”, disse o técnico em tecnologia, o belga Paul Weisenburgen, 32 anos.

Para Ebert Domeker, 31 anos, belga que mora há cinco anos em Porto Alegre, a seleção da Bélgica  tinha time para virar o jogo. “Jogamos bem, tínhamos um time pra confrontar a Argentina, mas não deu. Acontece. Agora é esperar pelo campeão. Espero que seja o Brasil”, disse.

De acordo com o estudante Michael Nowler, 16 anos, que veio ao Brasil com o pai da Antuérpia, cidade no Norte do país, a Bélgica jogou bem. “Tínhamos esperança de ganhar. Jogamos tão bem contra os Estados Unidos, em Salvador, e esperávamos que hoje pudesse ser igual. Foi uma pena”, explicou o jovem.

O contador Richard Meertens, 52 anos, esperava que a Bélgica empatasse em 1 a 1 no primeiro normal, levando a partida para a prorrogação. “Seria mais 30 minutos de prazo para a Bélgica virar. Foi um azar. Jogamos bem e demos o nosso melhor”, disse o torcedor.

O brasileiro Fábio Penteado, 30 anos, com o rosto todo pintado de vermelho, preto e amarelo, estava torcendo pelos belgas, por oposição à Argentina. “Não gosto dos argentinos e não quero ter de enfrentá-los na final, em pleno Maracanã”, disse.

O mesmo foi justificado pela torcedora brasileira, Mariana da Rocha, 25 anos. “Os argentinos são pedantes e, honestamente, tenho medo de enfrentá-los na final. Ainda mais agora, sem o Neymar”, explicou, em referência à lesão do camisa 10 da seleção brasileira  - que, depois de uma lesão na lombar, está fora da Copa.    

Mesmo sem Neymar, no entanto, muitos brasileiros não perdem a esperança de, pelo menos, chegar à final do Mundial. "Com a atuação de Fred [na seleção], nos acostumamos a jogar com uma pessoa a menos. A perda do Neymar será sentida, claro, mas temos de superar”, brincou Carlos Figueiredo, 37 anos. (ABr)

COMPARTILHE:


Confira também:


Procon

Tocantins apura vendas de lotes contaminados de marcas da cervejaria Baker

No último dia 17, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) interditou cautelarmente por 90 dias todas as marcas de cerveja da Backer com data de validade igual ou posterior a agosto de 2020.

Heber Fidelis

Secretário da Cidadania e Justiça participa de reunião em Brasília sobre a criação da polícia penal

Grupo de Trabalho criado para debater a regulamentação da Polícia Penal Federal tem a finalidade de definir as atribuições do cargo, estrutura, organização e funcionamento da carreira.


Bahia

Carlesse prestigia inauguração do Centro de Convenções de Salvador e busca investidores para o Tocantins

Cerimônia também contou com a presença do vice-governador Wanderlei Barbosa e o coordenador da bancada federal do Tocantins, Carlos Gaguim


Municipalismo

Repassado mais de R$ 11,5 milhões aos municípios para o transporte escolar

Investimentos asseguram atendimento aos estudantes da rede estadual que dependem de transporte escolar para chegar às unidades de ensino


Boas expectativas

Governo abre oficialmente colheita da safra da produção de grãos 2019/2020 na próxima sexta, 31


Campos Lindos

Polícia Civil fecha oficina mecânica que funcionava como desmanche clandestino de carros no interior do Estado


Palmas

Polícia Civil prende em flagrante dois suspeitos de furto de energia


Educação Superior

Marcelo Müller é eleito novo reitor do Ceulp/Ulbra


Alerta

SISEPE-TO cobra o reajuste de 4,48% para aposentados e pensionistas do Igeprev


Tobasa

Na região norte do Tocantins, gestor visita a maior fábrica de carvão ativado do Brasil



  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira