Thursday, 21 de November de 2019

CONCURSOS


Audiência pública discute congelamento de salários de servidores públicos

28 Mar 2019    17:37    alterado em 28/03 às 17:37
Clayton Cristus Audiência pública discute congelamento de salários de servidores públicos

Com foco na Medida Provisória 002/2019 (MP2), que dispõe sobre a suspensão por 30 meses de progressões e indenizações dos servidores efetivos do Governo do Estado, foi realizada na manhã desta quinta-feira, 28, audiência pública na Assembleia Legislativa que reuniu representantes
dos sindicatos das diversas categorias de funcionários públicos.


O debate foi promovido pelas Comissões de Finanças, Tributação, Fiscalização e Controle e de Administração, Trabalho e Defesa do
Consumidor, Transportes, Desenvolvimento Urbano e Serviço Público, presididas pelos deputados Nilton Franco e Elenil da Penha (ambos do
MDB), respectivamente.

O Governo foi representado na audiência pelo secretário-chefe da Casa Civil, Rolf Vidal, e pelo secretário de Assuntos Parlamentares, José
Humberto. Eles defendem a aplicação da medida como necessária para o reequilíbrio financeiro do Estado.

Já os servidores, em consenso, são contrários à medida de suspensão dos direitos das categorias. Eles defendem a redução do prazo para
congelamento dos salários. “Os sindicatos e associações dos militares reivindicam a redução do tempo de suspensão para 12 meses. Existe uma
proposta de 24 meses e talvez pode chegar a 18”, ressaltou o presidente do Sisepe, Cleiton Pinheiro.

Durante a audiência alguns pontos também foram sugeridos para negociação com o Governo antes da votação da matéria no Plenário desta Casa de
Leis, como a garantia dos interstícios, a realização das avaliações e a oferta de cursos para garantir a evolução funcional após o período de
suspensão desses direitos. Outra questão é a garantia do pagamento das progressões implementadas até janeiro de 2019, prevista em emenda
aprovada na CCJ.

COMPARTILHE:


Confira também:


Hospital de Amor

Com apoio de voluntários da AL, unidade do Hospital do Amor de Palmas será entregue em 2020

A construção do Hospital do Amor em Palmas está orçada em R$ 120 milhões e contempla três unidades: de diagnóstico, tratamento e de prevenção e pesquisa.

Refis 2019

Refis 2019 já negociou R$ 96,6 milhões, mas débitos ainda podem ser regularizados até 30 de novembro

O secretário de Finanças, Rogério Ramos alerta para que os contribuintes fiquem atentos para não perderem a oportunidade de negociar seus débitos e ficarem em dias com os tributos municipais.



Segurança

Carlesse busca mais recursos para Segurança Pública em audiência com ministro Moro

Reunião ocorrida nesta quarta-feira, 20, no Ministério da Justiça e Segurança Pública, serviu também para apresentação do plano de investimentos dos recursos já assegurados


Vestibular Unitins

Estão abertas as inscrições para primeiro vestibular do novo Câmpus da Unitins em Paraíso

As inscrições são feitas exclusivamente pelo site da instituição www.unitins.br. As provas serão aplicadas no dia 19 de janeiro e as aulas já começarão em fevereiro, seguindo o calendário acadêmico dos outros câmpus já existentes, Palmas, Araguatins, Augus


Museu

Palacinho é reaberto e ex-governador Siqueira Campos homenageado

Obras de manutenção e reabertura foi fruto de parceria do Governo do Estado e do Grupo Amigos do Palacinho


Sarampo

Segunda etapa de vacinação contra o sarampo segue até dia 30 de novembro


Novembro Azul

Acreditar Tocantins: Pesquisa revela que 31% dos homens não têm o hábito de ir ao médico regularmente


Museu Histórico

Palacinho reabre com expografia e projeto museológico renovados


Estradas

Governo conclui obras de melhoria de estradas vicinais que ligam aldeias indígenas na região noroeste do estado


Bloqueio de Celulares

Celulares pré-pagos desatualizados são bloqueados hoje em 17 estados


Educação Superior

Unitins lança Vestibular com 120 vagas para novo Câmpus de Paraíso



  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira