Thursday, 12 de December de 2019

CONCURSOS


Suspensão de Concurso

MPE ajuíza Ação para pedir a suspensão e posterior anulação de concurso em Goianorte por suspeitas de fraude

07 Nov 2018

O Ministério Público Estadual (MPE), por meio do Promotor de Justiça Caleb Melo, ajuizou Ação Civil Pública em desfavor do município de Goianorte e do Instituto de Capacitação Assessoria e Pesquisa Ltda. (ICAP) por suspeitas de fraudes no concurso público, realizado em setembro, e favorecimentos de servidores que têm vínculo de parentesco ou/amizade íntima com detentores de cargos do primeiro escalão do Executivo e Legislativo.


Na Ação Civil Pública, proposta pelo Promotor de Justiça Caleb Melo, em desfavor do município do Goianorte e do Instituto de Capacitação Assessoria e Pesquisa Ltda. (ICAP), são apresentadas diversas irregularidades que comprometem a lisura do concurso. O ICAP foi contratado, por meio de processo licitatório, pelo valor de R$ 168.622,92 para organização, execução, planejamento, impressão e correção das provas.


O principal problema identificado, a partir de denúncia, é que mais da metade dos candidatos aprovados detém vínculo de parentesco ou amizade íntima com membros da Câmara Municipal de Goianorte, bem como foi identificado que um dos membros da comissão do concurso teve a sua esposa entre os aprovados, além de que, uma candidata que não assinou a folha de respostas (o que seria motivo para sua desclassificação) figurou entre os classificados, sendo constatado que tal pessoa, além de ser irmã de um político da base aliada do gestor, seria secretária deste.


Dentre os aprovados, estariam cinco esposas, doze primos, dois irmãos e cinco amigos íntimos dessas pessoas.


Os oito vereadores, supostamente integrantes da base aliada, e os detentores de cargos diretivos no Poder Executivo puderam indicar seus apadrinhados. Só o prefeito, Luciano Pereira de Oliveira, indicou oito pessoas, sendo seis de sua família e dois amigos íntimos.


Dentre os pedidos apresentados pelo promotor de Justiça Caleb Melo, além da suspensão, consta a realização de novo concurso, sem ônus para o ente público. (Paulo Teodoro)

COMPARTILHE:


Confira também:


Araguaína

MPF ajuíza Ação Civil Pública contra Claro e Anatel por má prestação de serviços em Araguaína e região

A Ação Civil Pública tem como objetivo reconhecer o vício de qualidade na prestação de serviço de telefonia móvel da Claro em Araguaína e região.

TJTO

Desembargador Ronaldo Eurípedes nega pedido de liberdade provisória a Iury Italu Mendanha

E arrematou sua decisão ponderando que, “em detida análise da ação penal originária, não se verifica desídia ou omissão, seja da autoridade judiciária ou do Ministério Público, que estão exercendo seus respectivos encargos de forma devida e em conformidade


Seciju

Governo do Tocantins realiza dia D de atendimentos em alusão ao Dia Internacional dos Direitos Humanos

Ação foi realizada através de parceria entre diferentes secretarias de estado e contou com emissão de documentos, realização de palestras e outras atividades.


Sustentabilidade

Comitê das Bacias Hidrográficas dos Rios Lontra e Corda elege novos membros e mesa diretora

O Comitê de Bacia Hidrográfica é um órgão colegiado da gestão de recursos hídricos, com atribuições de caráter normativo, consultivo, e deliberativo que integra o Sistema Estadual de Gerenciamento de Recursos Hídricos.


Boas novas

Governo apresenta resultados de projetos do Turismo de Base Comunitária no Jalapão, em Brasília


Europa

Comitiva do Tocantins é recebida na Embaixada Brasileira em Madrid


Melhorias

Rodovia que liga Taquaruçú a Buritirana recebe manutenção corretiva e preventiva


Intercâmbio Cultural

Vice-governador e Presidente da Ilha Príncipe manifestam Interesse em Programa de Intercâmbio Cultural


Palmas

Relatório final da LDO é aprovado em sessão extraordinária


CGE

Combate à Corrupção é tema de evento realizado pela Controladoria e parceiros



  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira