Sunday, 15 de December de 2019

ECONOMIA


Brasil

Academic Working Capital do Instituto TIM apresenta projetos que transformam trabalhos universitários em soluções e startups tecnológicas

16 Aug 2019

O Academic Working Capital (AWC), programa de empreendedorismo universitário do Instituto TIM, terá uma intensa programação neste final de semana (17 e 18). Além de um workshop (17) para os alunos participantes, focado em soluções para problemas concretos, o projeto participa do evento “A universidade como plataforma do seu negócio” da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP).

O encontro acontece no domingo (18), na sede da FIESP na Avenida Paulista, e debaterá temas como tecnologias e inovação nas universidades e open innovation como meio de conexão entre grandes empresas e startups. Os universitários selecionados da turma de 2019 do AWC apresentarão suas soluções em uma feira aberta ao público, que contará com a participação dos visitantes para a evolução dos projetos.

“O AWC do Instituto TIM atua na transformação de ideias em empreendedorismo inovador. Ajudamos a tirar do papel Trabalhos de Conclusão de Curso (TCCs) com potencial de se traduzir em soluções inéditas e na criação de startups focadas em aplicações relevantes para a vida das pessoas. Ao mesmo tempo, o programa incentiva os jovens no final do percurso acadêmico a vislumbrar um mercado de trabalho mais dinâmico, atual e com oportunidades baseadas no seu próprio talento”, explica Mario Girasole, Presidente do Instituto TIM.

Na turma de 2019 do AWC estão 34 projetos de alunos de 27 faculdades de seis estados (São Paulo, Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Sul, Amazonas e Ceará) mais o Distrito Federal. Alguns exemplos de projetos que estarão na feira:

Agri9 – Projeto de alunos do curso de Engenharia Elétrica e Energia da Universidade Federal de Juiz de Fora, é um biodigestor que utiliza esterco de vacas para geração de energia em fazendas produtoras de leite. “Mergulhamos na idealização de protótipo e agora estamos entendendo as dificuldades da execução. Queremos fazer um protótipo maior que permita geração de energia elétrica e, na sequência, entregar um projeto para o produtor rural testar e continuarmos os estudos”, conta Anna Beatriz Bergo, uma das integrantes do grupo.

Beep Solutions – Solução da equipe da Universidade de Brasília, que está desenvolvendo um braço robótico que vai auxiliar a realização de cirurgias laparoscópicas no SUS. Fernanda Melo, uma das participantes, de destaca a relevância do programa AWC para a construção do modelo de negócio. “Validamos e aprimoramos nossa ideia conversando com possíveis clientes e investidores. Eu vejo o AWC como uma oportunidade que vai muito além do projeto que saiu de um TCC. Estamos aprendendo técnicas que podemos aplicar em qualquer produto que possamos criar no futuro”.

Executivos da TIM serão palestrantes no evento na FIESP. Janilson Bezerra, diretor de Inovação e Desenvolvimento de Negócios, e Alexandre Dal Forno, diretor de Produtos Corporativos e IoT, contarão como a operadora se relaciona com negócios inovadores e o que a empresa busca em uma startup. Paulo Braga, Gerente de Corporate Venture na Eurofarma, também participa do painel. Marcio Lino, diretor do Instituto TIM, encerrará o encontro.

 

Entenda o Academic Working Capital

O AWC é um programa de educação empreendedora que, desde 2015, apoia universitários de todo o país que querem transformar seus Trabalhos de Conclusão de Curso em uma startup de base tecnológica. As propostas de projetos são selecionadas por meio de edital coordenado pela Escola Politécnica da USP. Os jovens recebem apoio financeiro para desenvolver suas ideias e soluções, além de orientação técnica e de negócios, por meio de workshops e acompanhamento semanal com monitores. No fim do ano, participam da feira de investimentos do programa e apresentam suas soluções para profissionais do mercado e investidores-anjo.

Já participaram do programa 300 estudantes, desenvolvendo 109 projetos, alguns com destaque nacional e internacional. Na edição de 2018, três projetos do AWC estiveram entre os cinco finalistas da HackBrazil, competição que premia ideias inovadoras realizada na Brazil Conference at Harvard & MIT, em Boston (EUA). A equipe da Aqualuz, dispositivo que utiliza a radiação solar para tornar potável a água de poços ou cisternas, ficou na segunda colocação e recebeu apoio financeiro para continuar investindo na sua solução.

 

Sobre o Instituto TIM

O Instituto TIM (www.institutotim.org.br) tem como missão criar e potencializar recursos e estratégias para a democratização da ciência, tecnologia e inovação, promovendo o desenvolvimento humano, utilizando a tecnologia móvel como um dos principais habilitadores. Define sua atuação em projetos focados em quatro pilares: Ensino (projetos educacionais para crianças e jovens); Aplicações (soluções em software livre); Inclusão (difusão do conhecimento) e Trabalho (novas oportunidades de atuação e capacitação).

Em parceria com diversas instituições federais e aproximadamente 70 secretarias municipais e estaduais, como de Educação, Cultura e Planejamento em todo o País, as ações do Instituto TIM já alcançaram cerca de 500 municípios, em todos os 26 estados e Distrito Federal, beneficiando mais de 700 mil pessoas, especialmente, crianças de 6 a 12 anos.

 

A UNIVERSIDADE COMO PLATAFORMA PARA O SEU NEGÓCIO

Data: 18 de agosto (domingo)

Horário: das 10h às 17h

Local: FIESP – Av. Paulista, 1313, São Paulo

Programação

Inscrições gratuitas

COMPARTILHE:


Confira também:


SSP

Polícia Civil prende três pessoas e apreende 10,5 kg de pasta base de cocaína

Policiais monitoraram por cinco meses atuação criminosa. Droga era oriunda do estado do Mato Grosso.


  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira