Sunday, 18 de February de 2018

Sunday, 18 de February de 2018

ECONOMIA


Palmas

Cai número de palmenses que consideram o cartão de crédito como principal dívida

03 Aug 2017

Em julho, o cartão de crédito foi apontado por 66,4% dos palmenses como principal tipo de dívida, resultado 4,8% menor que o do mesmo período do ano passado, quando chegou a 71,2% dos entrevistados. Os dados são da Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (PEIC), apurada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo em parceria com a Fecomércio Tocantins.
 
Personagem do orçamento familiar, o cartão de crédito ganha destaque como vilão, ficando no topo do ranking do tipo de dívidas, apesar do recuo. E um dos motivos para essa queda, além da diminuição do índice geral de endividamento, pode ser as recentes mudanças no uso do cartão de crédito.
 
Essas mudanças se referem às restrições para fazer o pagamento mínimo da fatura e acessar o crédito rotativo. As novas regras foram divulgadas em janeiro pelo Banco Central e começaram a valer em abril. Os consumidores que não conseguirem pagar integralmente a tarifa do cartão de crédito só poderão ficar no crédito rotativo por 30 dias, conforme Conselho Monetário Nacional (CMN).
 
Ainda sobre o ranking de dívidas, depois do cartão de crédito, seguem os financiamentos de automóveis, para 26,2% dos palmenses, os carnês (cartões fidelidade ou crediários) como opção para 24,1% dos entrevistados e o financiamento de casa, para 18%. A lista conta, ainda, com o cheque especial, crédito consignado, crédito pessoal, entre outros itens.

PEIC
 
O nível de endividamento aumentou 0,3% na comparação mensal, sendo que o total de palmenses que se declararam endividados ficou em 66,9%. Entre os entrevistados, 14,6% afirmaram que as dívidas estão atrasadas e 0,3% não terão condições de pagar as contas em atraso no próximo mês.
 
O tempo em que os palmenses disseram levar para pagar as contas ficou em 52,5 dias de atraso. Os consumidores afirmaram, também, que estão comprometidos com as dívidas durante 8,8 meses e 32,4% de suas rendas estão afetadas pelas contas. Os dados PEIC de julho foram coletados nos últimos 10 dias de junho.
 

COMPARTILHE:

O que você achou da notícia?

0

PARABÉNS!
PARABÉNS!

0

BOM
BOM

0

AMEI!
AMEI!

0

KKKK
KKKK

0

ENGRAÇADO
ENGRAÇADO

0

Ñ GOSTEI
Ñ GOSTEI

0

CREDO!
CREDO!

Comentários

comments powered by Disqus


Confira também:


Palmas

Prefeitura não cobrará mais taxa de revisão de IPTU

Zini reafirmou que a Prefeitura está à disposição dos contribuintes que observarem eventuais divergências de valores do imposto.

Amastha

Em vídeo, Amastha detalha descontos do IPTU, reforça diálogo e faz apelo a servidores

Prefeito da Capital reforça que gestão está aberta para atender a contribuintes que observarem eventuais distorções no valor venal do imóvel, base de cálculo do imposto


Ciência & Tecnologia

Aspectos centrais sobre TI na Gestão Institucional - Parte 7

Por Daniel Nascimento-e-Silva*


Palmas

Amastha prestigia abertura de empreendimento que investiu meio milhão de reais em Palmas

O empresário Daniel Oliveira, um dos sócios do Wings, afirmou que o planejamento para a instalação do estabelecimento começou há um ano e meio e há oito meses começou a implantação


Tocantins

Projetos sociais desenvolvidos nas unidades prisionais do Tocantins transformam vidas de detentos


Palmas

Prefeita em exercício entrega chave da cidade para presidente do Comadec


Ataídes

Em reunião com trabalhadores rurais, Ataídes concluiu programação no Bico do Papagaio, nessa quinta


Brasil

Deputados do Tocantins são homenageados por vereadores de todo Brasil


Câmara

Líderes de Câmaras Municipais de todo o país são recebidos na Câmara de Palmas


Irrigação

O que é irrigação inteligente?



  Blogs & Colunas


TiViNaLili

Lili Bezerra


Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira