Tuesday, 20 de October de 2020

ECONOMIA


Contenção

Governo limita gastos mensais da administração pública federal

08 Jan 2015

As despesas correntes de caráter inadiável do Poder Executivo passarão a ser limitadas a um dezoito avos do projeto de Lei Orçamentária de 2015 até que ocorra a publicação da Lei Orçamentária deste ano. O bloqueio das despesas corresponde a uma vedação de gastos não obrigatórios como obras de conservação, materiais de consumo e contratos terceirizados. Despesas inadiáveis são as que mantêm a máquina administrativa funcionando mesmo antes da aprovação do orçamento pelo Congresso Nacional.

A medida significa retenção de R$ 1,9 bilhão ao mês nos gastos da administração pública federal direta, fundos e entidades do Poder Executivo, conforme nota divulgada nesta quinta (8) pelo Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão. Não são atingidos pela norma os gastos constitucionalmente protegidos como desembolsos com pessoal, aposentadorias e benefícios assistenciais.

A decisão da presidenta Dilma Rousseff está em decreto publicado hoje no Diário Oficial da União que dispõe sobre a execução orçamentária dos órgãos, dos fundos e das entidades do Poder Executivo. O decreto também foi assinado pelo ministro do Planejamento, Orçamento e Gestão, Nelson Barbosa.

Antes, a expectativa de limitação de despesas era de um doze avos até a aprovação do orçamento deste ano. No último dia 2, a presidenta Dilma sancionou a Lei de Diretrizes Orçamentárias que orienta a elaboração do Orçamento e define as metas e prioridades para a equipe econômica neste ano, entre elas, a meta do superávit primário. Pelo decreto, o ministro do Planejamento, Orçamento e Gestão poderá ampliar ou remanejar os valores, por ato próprio ou mediante delegação. (ABr)

COMPARTILHE:


Confira também:


Tocantins

Estatística de assédio sexual pode ser subnotificada por vergonha e medo de desemprego, avalia DPE-TO

Mesmo se o crime ocorreu sem testemunhas ou provas físicas, a vítima deve procurar ajuda

Tocantins

Concessionárias são orientadas pelo Procon a informar isenções para consumidor com deficiência ou portador de doença grave

Em vigor desde o dia 28 de julho de 2020, a Lei 3.710 dispõe sobre a fixação de cartaz nos estabelecimentos de comercialização de veículos automotores novos, para informar sobre isenções específicas para o consumidor com deficiência ou portador de moléstia


Região Central

Polícia Civil abre inquérito para apurar morte de idosa de Lajeado que estava desaparecida

A idosa estava desaparecida desde o dia 29 de setembro e foi encontrada neste domingo, 18, nas proximidades de um ponto de ônibus localizado logo após a ponte que liga Lajeado à Miracema.


Assistência

Governo do Tocantins atendeu mais de 13 mil pessoas na Casa de Apoio, de janeiro a setembro

A Casa de Apoio Vera Lúcia Pagani é uma instituição gerida pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social – Setas


Coronavírus

Tocantins contabiliza 365 novos casos confirmados da Covid-19


Tocantins

Governo do Tocantins moderniza unidades de atendimento do É Pra Já


Palmas

Eli Borges se reúne com produtores rurais onde apresenta suas propostas para gerar cerca de 3 mil empregos no campo


Palmas

Cinthia Ribeiro diz que som ambiente com voz e violão está liberado em Palmas, sem aglomeração


Eleições 2020

Alan Barbiero ressalta implantação da UFT e reforça compromisso com a educação


Ruth Almeida

História da chef Ruth Almeida é contada em festival de gastronomia no Maranhão



  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira