Saturday, 07 de December de 2019

ECONOMIA


Economia

Saldo da carteira para financiamento de veículos segue em queda

05 Jul 2013

As vendas de veículos seguem aquecidas no primeiro semestre de 2013, impulsionadas pela prorrogação do IPI reduzido e pela manutenção no ritmo de financiamento de veículos, haja vista que as vendas à vista se mantiveram no mesmo patamar observado nos últimos anos. A avaliação é da ANEF (Associação Nacional das Empresas Financeiras das Montadoras), que observou também nos últimos meses, que a liberação de recursos se manteve elevada, embora o saldo total da carteira para financiamento de veículos não tenha atingido o patamar esperado.

 

Durante o mês de maio, foram concedidos R$ 9,3 bilhões, enquanto em abril foram R$ 9,5 bilhões, queda de 2,3%. Na comparação com maio do ano passado, quando foram liberados R$ 9,6 bilhões, houve um decréscimo de 3,1%.

 

 

O saldo total das carteiras de financiamentos para a aquisição de veículos seguiu em queda. De abril, quando estava em R$ 235,8 bilhões, registrou baixa de 0,6%, atingindo R$ 234,3 bilhões em maio. Na comparação com o mesmo mês de 2012, saldo de R$ 244,4 bilhões, a redução foi de 4,1%.

 

 

“Verificado que as modalidades de pagamento de veículos de passeio, comerciais leves e veículos comerciais não sofreram alterações significativas, os principais motivos para a não recuperação do saldo das carteiras de financiamentos são a utilização de maiores valores para a entrada na aquisição dos veículos, o encurtamento de prazos de financiamento e campanhas promocionais como as de Taxa Zero, o que acaba diminuindo o ticket médio das operações”, explica o presidente da ANEF, Décio Carbonari.

Em maio, os associados da ANEF praticaram uma taxa média mensal de juros de 1,24% a.m., 1,1 p.p abaixo da praticada em abril –1,25%. A taxa média anual foi de 15,94%, ao passo que em abril havia sido de 16,08%. Enquanto isso, a ponderação média das taxas praticadas pelo mercado (bancos de varejo) no financiamento de veículos passou de 1,52% a.m. e 19,9% a.a, para 1,51% a.m. e 19,7% a.a, no CDC para pessoa física. No CDC para Pessoa Jurídica, a taxa manteve-se estável em 1,26% a.m. e 16,2% a.a. Já a taxa Selic foi elevada no período, subindo de 0,60% a.m e 7,50% a.a, para 0,64 % a.m e 8% a.a.

 

 

Inadimplência

A falta de pagamento de contratos de financiamento (CDC) acima de 90 dias, no caso de Pessoa Física, manteve-se estável em 6,3%, durante maio. Apesar da estabilidade, é importante ressaltar que essa inadimplência era de 7,2%, no mesmo mês de 2012.

Os atrasos de pagamento, entre 15 e 90 dias, nos financiamentos para Pessoa Física com contratos em CDC,também ficaram estáveis no período, em 8,6%. Doze meses antes, o porcentual era de 9,8% e apresentou queda de 1,2 p.p.

 

 

Planos e prazos de pagamento

Os planos máximos disponibilizados pelos bancos aos consumidores seguiram em 60 meses, neste ano. No entanto, o prazo médio em maio foi de 42 meses. No mesmo período de 2012, era de 43 meses.

 

Fonte: ANEF

COMPARTILHE:


Confira também:


Economia

Governo do Estado quer qualificar operações logísticas de empresa referência mundial em tecnologia instalada no Tocantins

Estudos realizados pelo Centro de Desenvolvimento e Pesquisa da Corteva no Estado trazem mais produtividade ao agronegócio brasileiro

Meio Ambiente

Governo do Tocantins participa do maior evento de Mudanças Climáticas do mundo

O vice-governador Wanderlei Barbosa representará o Tocantins na Conferência das Partes da Convenção Quadro das Nações Unidas para Mudanças Climáticas, a COP 25



Câmara

Damaso integra comissão especial que irá debater PEC da 2ª instância

A Constituição estabelece que ninguém será considerado culpado até o trânsito em julgado de sentença penal condenatória. Atualmente, o trânsito em julgado ocorre depois do julgamento de recursos aos tribunais superiores


CGE

Controladoria e parceiros realizam evento em alusão ao Dia Internacional Contra a Corrupção nesta segunda, 9

Programação contará com premiação de vencedora da rede estadual do Concurso de Desenho e Redação da CGU sobre o mesmo tema.


Carlesse

Carlesse participa da troca de comando no Corpo de Bombeiros e destaca importância de uma mulher assumir o 1º Batalhão

Tenente-coronel Andreya de Fátima Bueno é a primeira mulher a assumir o posto de comando de batalhão no Estado


Palmas

Arte leva esperança e tranquilidade aos pacientes do HGP


Infraestrutura

Governo realiza recuperação de pontos críticos da TO-239 entre Itacajá e Itapiratins


Região central

Polícia Civil conclui investigações sobre estupro de vulnerável em Miranorte


Solidariedade

Governo atende mais de 30 aldeias indígenas no Tocantins com o Criança Feliz


Capital por um dia

Governador anuncia implantação de Colégio Cívico-Militar em Miracema


"Salve Maria"

Modelo do aplicativo “Salve Maria” poderá ser implantando no TO



  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira