Friday, 26 de April de 2019

ESPECIAL


Meio Ambiente

Em 2018, BRK Ambiental diz que retirou 500 toneladas de lixo da rede de esgoto em Palmas

27 Jan 2019    21:50    alterado em 27/01 às 21:50
Em 2018, BRK Ambiental diz que retirou 500 toneladas de lixo da rede de esgoto em Palmas

Quatro em cada cinco casos de entupimentos e vazamentos nas tubulações de esgoto são provocados por lixo descartado em local inadequado e direcionamento indevido da água de chuva. Em 2018, a BRK Ambiental, concessionária de água e esgoto 47 cidades tocantinenses, retirou mais de 500 toneladas de lixo de dentro da rede coletora de esgoto na capital tocantinense, volume equivalente a dois dias de toda a produção de lixo da cidade. Fraldas, sacos plásticos, fio dental, papel higiênico, absorventes, cabelo e óleo de cozinha são os principais vilões das redes de coleta do esgoto. O acúmulo desses resíduos poderá resultar no entupimento das redes, no vazamento das tubulações espalhadas pela cidade e até no retorno de esgoto para dentro dos próprios imóveis.

Para o engenheiro da área Operacional da BRK Ambiental, Rodrigo Lacerda, o apoio da população atendida é essencial. “Problemas no serviço de esgoto vão acontecer sempre que houver um comportamento inadequado como jogar lixo sólido em privadas, pias e ralos. Esses entupimentos não geram apenas transtornos como mau cheiro, mas colocam em risco o meio ambiente e a saúde da população, principalmente das crianças”, explica.

De acordo com a empresa, uma rotina preventiva contínua de limpeza das redes é realizada para evitar os transtornos: só no ano passado a concessionária vistoriou mais de 128 mil metros da rede. Além dos entupimentos, outras 2 toneladas de lixo e areia são removidos pela concessionária em sua maior Estação de Tratamento de Esgoto na Capital, a ETE Norte, onde é mantido um pequeno museu com os objetos inusitados que chegam pelas tubulações, como aparelhos celulares, calçados e até cédulas de dinheiro.

Bom exemplo
Marlene Morais, 46 anos e moradora do Setor Santa Bárbara em Palmas, é dona de casa e descobriu uma forma de economizar e colaborar para eliminar esse problema. Ela conta que passou a recolher o óleo vegetal utilizado em sua casa para fabricação de sabão. “Eu separo tudo o que eu uso em uma garrafa pet, depois compro soda e faço a preparação do sabão. Diminui meu gasto com sabão em casa totalmente e não deixo mais uma gota de óleo ir pro lugar errado”, explica.

Marlene foi uma das alunas de um curso de capacitação promovido pela BRK Ambiental em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) para capacitar donas de casa para a produção de sabão ecológico artesanal que formaram 80 pessoas em 2018.
 
Além do lixo, o lançamento da água de chuva para a rede de esgoto também é um dos principais causadores de vazamentos. “O volume que chega a estação de tratamento de esgoto aumenta em até 50% nos dias de chuva, uma mostra simples de que não se trata de esgoto das residências, e sim de um volume grande de chuva que não deveria estar ali", afirma Rodrigo. O técnico reforça que a água de chuva deve ser direcionada para as galerias pluviais e bocas de lobo.
 
Ralos externos como este, encontrado em uma fiscalização, levam água da chuva incorretamente para a rede de esgoto.
A empresa combate as irregularidades por meio de vistorias. Os dados são encaminhados aos órgãos de fiscalização e podem resultar até em multa para o morador com hábitos inadequados. Além disso, palestras em escolas e visitas a estações de tratamento também contribuem para a orientação da população. A empresa ainda solicita à população que qualquer vazamento de esgoto seja informado de imediato por seus canais de atendimento: 0800 6440 195, brkambiental.com.br ou pelas redes sociais.

Confira outras orientações da empresa:
•    O óleo de cozinha, depois de utilizado no preparo dos alimentos, deve ser armazenado em garrafas plásticas e destinado a pontos de coleta.
•    Limpe periodicamente sua caixa de gordura.
•    Todo imóvel deve ter uma caixa de inspeção acessível, na calçada ou próxima da mesma, para que seja possível identificar problemas no esgotamento e para realizar a manutenção das ligações de esgoto.
•    Mantenha os ralos do banheiro sempre livres de obstrução.
•    Nunca jogue fio dental, absorventes, papel higiênico ou qualquer material sólido em pias, vasos sanitários ou ralos de sua casa.
•    Sempre que contratar um profissional para construir ou reformar um imóvel oriente-o a não misturar os sistemas internos de água de chuva e esgoto.
•    Os imóveis também devem manter separadas as redes de esgoto das tubulações de água pluvial (água de chuva).Veja o vídeo que explica a diferença entre as redes pluvial e de coleta de esgoto em: https://www.youtube.com/watch?v=oc_KxMAIBkc
•    Ficou com alguma dúvida? Acesse o site da BRK Ambiental e confira outras informações sobre o serviço de esgoto: https://www.brkambiental.com.br/tocantins/tratamento-de-esgoto

COMPARTILHE:


Confira também:


Polícia Civil

PC deflagra Operação "Barulho" no sul do Estado, prende criminosos e apreende armas, drogas e munições

Na operação foram apreendidas quatro armas de fogo, 32 munições de calibres variados, espoletas de ignição armamentista, porção de cocaína e crack

Economia

Governo sanciona lei que busca enquadramento fiscal e retomada de investimentos no Tocantins

Publicação da medida, que faz parte das ações anunciadas pelo Governo, em fevereiro deste ano, ocorre nesta quinta-feira, 25



Água Potável

A pedido da DPE-TO e MPE, Justiça determina fornecimento de água potável para comunidade de Dianópolis

Crise de abastecimento de água no município é recorrente desde o ano de 2017


Segurança nas Escolas

Segurança pública em escolas públicas da capital é discutida em sessão

O trágico caso ocorrido em 13 de março de 2019, na Escola Estadual Professor Raul Brasil cidade de Suzano – SP, foi lembrado pelos parlamentares como um grande exemplo de insegurança que resulta em mortes de crianças e adolescentes inocentes.


Serviço

Obras de melhorias da Energisa seguem em 32 municípios do Estado

Desligamentos são pontuais e não atingem a cidade toda


Tocantins

Pesca amadora e esportiva necessita licença no Tocantins


Naturatins visita aldeia Ktẽpo para diálogo sobre proteção ambiental com lideranças indígenas Xerente


Pesquisa

Lançada primeira Revista Científica do Ceulp/Ulbra


Saúde

Depressão, não deixe o tempo passar


Promoção

Carlesse promove policiais militares e bombeiros e afirma que as duas corporações são as melhores do país


Turismo

Potencial turístico das Serras Gerais é tema de evento em Palmas



  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira