Tuesday, 12 de November de 2019

ESPORTE


Técnico do Ipiranga pede demissão

03 Mar 2009

Em entrevista exclusiva, o técnico Cassio Cunha explicou os motivos que o levaram a pedir demissão do cargo de treinador do Ipiranga de Aliança, no último domingo, na reunião com a diretoria, realizada um dia após a terceira derrota do time no Estadual de Futebol Profissional do Tocantins.

Segundo Cunha, não se faz omelete sem ovos, e na reunião entregou uma relação de atletas que deveriam ser dispensados e que novas contratações deveriam ser feitas para que o time pudesse ter mais opções e tentar sair da incômoda posição na tabela de classificação. "Quando aqui cheguei no dia 08  de janeiro e até mesmo antes, quando fui contactado pela diretoria, foi pra fazer um trabalho a curto, médio e longo prazo, mas isso não aconteceu e infelizmente quando entreguei a relação dos atletas que não estavam colaborando com o time, a diretoria disse que não tinha condições de demiti-los por falta de dinheiro, então resolvi pedir demissão", esclareceu.

Para Cassio Cunha, a postura de alguns atletas contribuiu para que o início vexatório do time. "Desde que cheguei vinha pregando a necessidade de reforços com qualidade, afinal eu não vim aqui para brigar para não cair, a proposta sempre foi brigar pela classificação, mas infelizmente alguns jogadores não têm espírito guerreiro, não se doam, e na véspera de partidas, ao invés de descansarem, estavam bebendo nos bares da cidade. Isso é inadmissivel no futebol".

Outro problema levantado por Cassio Cunha foi de que no Carnaval, mais precisamente na segunda, alguns diretores foram até o campo suspender o treinamento, sob alegação de que os jogadores precisavam descansar porque estavam cansados do Carnaval. "Isso é amadorismo puro e atitudes como essa contribuiram para que o time não pudesse manter pelo menos os trabalhos fisicos no feriado prolongado do Carnaval. Poucos atletas treinaram e alguns só retornaram na quinta-feira para um jogo importante como era esse no sábado contra o Tocantins", relatou o ex-treinador.

Cassio continua na cidade de Aliança do Tocantins esperando o acerto do período em que permaneceu como técnico e deve deixar a cidade nesta terça-feira (3), quando se apresenta o novo técnico.

A diretoria não quis comentar a entrevista do técnico paulista, confirmando apenas que treinador vive de resultados e que eles não vieram.

O novo treinador, Jonai Lopes, se apresenta nesta terça-feira, às 15h30min no estádio Ipirangão para tentar juntar o que sobrou do time para o importante confronto com o Araguaína, no domingo (8).

COMPARTILHE:


Confira também:


Saúde

Números do câncer infantojuvenil em todo Brasil alertam para o diagnóstico precoce

Instituições de todas as regiões realizam ações para o Dia Nacional de Combate ao Câncer Infantojuvenil (DNCCI), comemorado dia 23

Dpvat

Bolsonaro assina medida provisória que extingue o Dpvat

A MP extingue também o Seguro de Danos Pessoais Causados por Embarcações, ou por sua carga, a pessoas transportadas ou não (DPEM).




  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira