Saturday, 18 de January de 2020

ESPORTE


Saldo Positivo

Tocantins encerra participação nas Paralimpíadas Escolares com 38 medalhas e quatro recordes nacionais

26 Nov 2019
Núbia Daiana Mota Tocantins encerra participação nas Paralimpíadas Escolares com 38 medalhas e quatro recordes nacionais

Os paratletas tocantinenses finalizaram a melhor campanha do Estado nas Paralimpíadas Escolares. Durante a competição, realizada de 19 a 23 de novembro, em São Paulo, foram 38 medalhas e quatro recordes quebrados. Em 2018, o Tocantins havia conquistado 25 medalhas. As Paralimpíadas Escolares são promovidas pelo Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) e é o maior evento esportivo do mundo para pessoas com deficiência na fase estudantil. Neste ano, participaram mais de 1200 atletas de todo o Brasil.

"Tínhamos a meta de superar 2018, quando conquistamos 25 medalhas. Mas o resultado foi extraordinário. Os veteranos foram muito bem, e os estreantes nos surpreenderam em todas as modalidades. É um saldo muito positivo para o Tocantins, resultado do esforço conjunto das escolas e professores, que treinam esses alunos durante todo o ano, e das famílias que apoiam o trabalho desenvolvido pelos técnicos”, comemorou a chefe da delegação do Tocantins, Márcia Rezende.

Nas pistas, piscinas e mesas, os alunos tocantinenses mostraram técnica, força e agilidade. O desempenho da equipe nas provas de atletismo, natação e tênis de mesa rendeu ao Estado 19 medalhas de ouro, 12 de Prata e 7 de bronze. O melhor resultado da delegação foi no atletismo ficou na 13ª colocação nacional.

Para Hentony Santos, aluno da Escola Estadual Machado de Assis, de Dianópolis, a experiência de estar nas Paralimpíadas foi inesquecível. "Foi muito legal conhecer tantas pessoas que são deficientes e que são feras no esporte. Acho que ganhar é uma forma de mostrar para as pessoas que eu posso fazer muitas coisas, apesar do problema no meu braço", revelou o atleta de 12 anos. Ele é deficiente físico e conquistou três medalhas no atletismo: um ouro no arremesso de peso e duas pratas nas provas dos 60 e 150 metros.

Recordes nacionais

Além dos 38 pódios, dois alunos do Tocantins quebraram quatro recordes nacionais. Os autores dos recordes foram Luiz Fernando Pereira, que nasceu com paralisia cerebral e estuda na Escola Estadual Maria dos Reis, em Palmas, e Aline Jordânia Carvalho, que tem nanismo e é estudante da Escola Estadual Machado de Assis, de Araguanã.

Luiz quebrou os recordes que ele mesmo havia conquistado, em 2018. Neste ano, o paratleta alcançou a marca de 18,88 metros no lançamento de dardo, e 5,87 no arremesso de peso. Já Aline fez 4,13 metros, no arremesso de peso, e 15,59 no lançamento de pelota. “É muito emocionante ser a melhor do Brasil, ainda mais que essa é a primeira vez que eu participo. Tomara que outros alunos vejam nosso sucesso e também tenham a coragem de tentar se superar, porque nós somos capazes de qualquer coisa”, relatou empolgada.

Síndrome de Down

Este foi também o primeiro ano que a delegação trouxe uma aluna com Síndrome de Down para o evento, que passou a ter uma categoria exclusiva para eles. A estreante Maria Eduarda Araújo é aluna da Escola Estadual Frederico Pedreira, de Palmas, e conquistou medalha de prata na natação, prova nado livre. "Achei bem legal, mas eu queria o ouro. Ano que vem a gente tenta de novo", falou confiante.

A estudante ainda se destacou no Concurso Cultural promovido pelo CPB. O desenho produzido por Duda, como é chamada carinhosamente pelos colegas, foi premiado como o segundo melhor da região Norte.

Delegação

Do Tocantins, 21 alunos competiram nas modalidades de atletismo, tênis de mesa e natação. O evento aconteceu em São Paulo de 19 a 23 de novemro. A delegação contou com 38 pessoas entre atletas, equipe técnica e de apoio.  Entre os 21 competidores, 16 são alunos de escolas estaduais, uma estudante da rede municipal, além de quatro atletas de Associações de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apaes). Destes, 11 são deficientes físicos, oito intelectuais e dois visuais.

Todos os paratletas foram classificados nos Jogos Paradesportivos Estudantis do Tocantins (Parajets), promovido pela Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc). Para garantir a participação dos tocantinenses no evento, a Pasta também custeou as passagens aéreas e uniformes para toda a delegação.

A secretária de Estado da Educação, Juventude e Esportes, Adriana Aguiar, falou sobre a performance do Tocantins no evento. "Sentimos muito orgulho em ver os nossos paratletas tendo tanto sucesso nas Paralimpíadas. Eles, que são maioria alunos das nossas escolas estaduais, e todos os 21 foram campeões dos Parajets. Ao investir e apoiar o paradesporto estudantil, o Governo do Estado busca oferecer oportunidades e mais qualidade de vida aos alunos por meio do esporte", ressaltou a gestora.

Treinamento e resultado

Antes de chegar ao Parajets e a Paralimpíada, os alunos da rede estadual são treinados nas escolas pelos professores de educação física. São muitos meses de trabalho árduo. Ao ver o desempenho dos atletas na competição, os técnicos se emocionam e seguem confiantes já pensando na preparação dos alunos para 2020.

“O sucesso deles é o que faz nosso trabalho valer a pena. Ver eles crescendo no esporte e ver que isso tem feito a diferença na vida deles é muito gratificante”, frisou o professor Rafael Gabarrão, de Araguanã, que levou cinco alunos para a competição: Kauany Silva (e o guia Denilson Nascimento), Hentony Santos, Iure Paiva, além da recordista Aline Jordânia. Juntos, os paratletas de Araguanã conquistaram oito medalhas.

COMPARTILHE:


Confira também:


Economia

Governo do Tocantins e Conselho Regional de Administração firmam parceria para fomentar empreendedorismo

Parceria entre o Governo do Estado e CRA visa otimizar o desenvolvimento econômico e social do Estado

Economia

Confiança dos empresários do comércio cresce em janeiro

Com relação a gestão de suas empresas, 69% dos entrevistados falaram que esperam aumentar um pouco o número de funcionários em sua empresa.


Educação

Educadores participam de Curso de Liderança e Gestão Educacional

Durante esses dois dias de formação os educadores serão conduzidos pelo conferencista, palestrante e consultor em Educação e Gestão, Renato Casagrande, que os levará a desenvolverem competências comportamentais, conceituais e técnicas de forma que estes at


SES

Mutirão da Corregedoria da SES garante mais de R$ 3 mi em estoque de materiais e medicamentos

Foram analisadas as responsabilidades em casos de produtos não entregues, entregues parcialmente ou com atraso na entrega à SES


Ageto

Governo realiza roçagem de rodovias do perímetro urbano de Palmas


Seduc

Educação amplia atendimento para cadastro de matrículas de alunos novatos na rede estadual


Moradia

Governo inicia entrega de casas no Jardim Taquari em fevereiro


Abastecimento

Estado distribui vacina pentavalente a todos os municípios tocantinenses


Educação Superior

Unitins divulga lista com locais de provas do Vestibular 2020/1 do Câmpus Paraíso


Palmas

AASJN realiza XVIII Encontro de Musicistas, 4º Prêmio Músico Nota 10 e debate Campanha da Fraternidade 2020



  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira