Tuesday, 18 de June de 2019

ESTADO


Viver

Aulões gratuitos de dança animam Parque Cesamar neste fim de semana

21 Jul 2018    14:19
ASCOM/Divulgação Aulões gratuitos de dança animam Parque Cesamar neste fim de semana Atividades são oferecidas pela Fundação de Esporte e Lazer (Fundesportes) e academias parceiras

O Parque Cesamar volta a oferecer, por meio da Fundação de Esporte e Lazer (Fundesportes) e academias parceiras, neste fim de semana,  aulões de dança e atividades funcionais gratuitas. Neste sábado, 21, e domingo, 22, acontecerão a partir das 18 horas aulas de ritmos e diva dance. As aulas serão oferecidas pelos professores de dança Aline Freitas e Marcos Paulo Barros,  da Athletica Fitness Center.

 


Segundo a professora de dança Aline Freitas, da Athlética Fitness Center, para participar das aulas é importante estar com roupas leves, tênis e levar uma garrafa de água para ajudar na hidratação. Sobre a próxima aula, ela explica que a aula de divas usa de passos simples, que todos os perfis de aluno pode seguir, embalados por sucesso que datam desde a década de 1960 até músicas mais atuais. “A aula de ritmos é bem animada, tem uma mistura de ritmos, que vão do forró ao axé”, acrescentou Aline.

 


O instrutor de dança Richard Wagner Brito da Silva, da Academia Personal, explica que as aulas de zumba e ritmos oferecidas no fim de semana anterior (dias 14 e 15 de julho) foram um sucesso. Participaram, segundo ele, nos dois dias cerca de 130 pessoas. “As aulas de dança são um tipo de exercício aeróbico que trabalha o condicionamento cardiorrespiratório, melhorando a resistência a outras atividades. Além de ajudar na queima de calorias, garante interação e descontração leve para todos que participam, desde crianças, jovens, adultos e idosos”, afirmou Silva.

 


Nos dias 28 e 29, também a partir das 18 horas, haverá aulões de atividade funcional efitdance, oferecidos pela Art Sport Fitness Center.

COMPARTILHE:


Confira também:


Drogas

Maconha é a droga mais apreendida no Tocantins, revela estatística

O ranking aponta ainda um crescimento das ocorrências registradas no órgão em relação às apreensões de crack. Enquanto em 2017 foram 319 registros, em 2018, este número subiu para 432.


  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira