Wednesday, 19 de February de 2020

ESTADO


CMEB

Centro da Memória da Eletricidade do Brasil lança a obra O rio Tocantins no olhar dos viajantes - paisagem, território,

18 Jun 2014

O Centro da Memória da Eletricidade no Brasil acompanha as transformações no setor de energia elétrica, registrando e promovendo a preservação da memória e evidenciando a sua importância para a história contemporânea do país. O trabalho de pesquisa recente dá luz às regiões Centro-Oeste e Norte, com a obra O rio Tocantins no olhar dos viajantes - paisagem, território, energia elétrica. A publicação resgata o desenvolvimento das quatro cidades que o rio atravessa – Goiás, Tocantins, Maranhão e Pará – e que fundamentaram a construção das atuais sete hidrelétricas, com 12 mil megawatts instalados. 
 
A publicação relata que a origem do nome do rio Tocantins, ao que tudo indica, é em referência a uma tribo indígena moradora de suas margens, da qual não se conservam registros. A origem quase misteriosa do nome combina com as lendas criadas a respeito de uma lagoa dourada, epicentro de terras encantadas cobertas de ouro, um sonho que levou homens de diversos cantos do mundo a se embrenharem nos sertões, desbravarem rios e descobrirem o Brasil para além do litoral. Embora o Tocantins não tenha se revelado como um eldorado, o rio descerrou aos navegantes distintas riquezas naturais.
 
“Colocar em perspectiva as interferências humanas no vale de um rio e seus desdobramentos constitui um excelente exercício para compreender o mundo no qual nos movemos e atuar com responsabilidade”, afirma Mario Fernando de Melo Santos, presidente do Centro de Memória da Eletricidade no Brasil.
 
Dividido em oito capítulos, o livro desbrava todo o mistério deste rio, cuja foz fica na baía de Marapatá, perto de Belém do Pará, e que em boa parte do seu trajeto apresenta perigosas corredeiras, inúmeras cachoeiras e trechos pedregosos, até desembocar num curso manso em seu trecho final. Suas águas correm do Sul para o Norte, atravessando dois dos mais importantes biomas do Brasil, a floresta amazônica e o cerrado. A narrativa conta com o olhar de diferentes pessoas que por ali passaram, como religiosos, bandeirantes, missionários e expedicionários, além de registros iconográficos e documentos primários, em um mergulho entre os anos de 1500 até 2013.

Sobre o Centro da Memória da Eletricidade no Brasil (CMEB)
Sediado no Rio de Janeiro, o Centro da Memória da Eletricidade no Brasil é uma instituição cultural sem fins lucrativos, criada em outubro de 1986 por iniciativa da Centrais Elétricas Brasileiras (Eletrobras). Ao longo de quase três décadas de atuação, o CMEB vem desenvolvendo ações de preservação de memória de forma continuada. 

Sua atuação, no âmbito do setor de energia elétrica, é dirigida em especial aos agentes responsáveis pela geração, transmissão, comercialização e distribuição de energia elétrica no país. Nos últimos anos, o setor foi palco de muitas redefinições em seu modus operandi, em função das quais passou a abrigar empreendedores de origens variadas (públicos, privados, brasileiros, estrangeiros, antigos e novos), formando parcerias com múltiplas composições para desenvolver aproveitamentos hidrelétricos.

COMPARTILHE:


Confira também:


Redução de cobrança

Nova notificação do Procon à BRK Ambiental solicita explicações sobre funcionamento e prazos de lei

Nesta terça-feira, 18, o Procon Tocantins realizou nova notificação contra a BRK Ambiental exigindo explicações sobre funcionamento, prazos, pagamento e ressarcimento referente a Lei Municipal 2.540/2020 que reduz o valor da tarifa de esgotamento

BRB

Tocantins será o primeiro estado da região Norte a contar com agências do Banco de Brasília

Instituição vai oferecer linhas de crédito com juros competitivos


Sanidade

Adapec emite Nota Técnica sobre caso Mormo em Formoso do Araguaia

A Adapec vem tomando todas as medidas sanitárias cabíveis de acordo as legislações vigentes, com o objetivo de controlar, prevenir e impedir a disseminação da enfermidade.


ALETO

Júnior Geo destina emendas parlamentares para as áreas de Ciência, Tecnologia e Inovação

De acordo com Geo, os investimentos nessa área são necessários por acreditar no poder de mudança que a educação de qualidade pode proporcionar para a sociedade.


CCJ

Medida Provisória cria quadro administrativo da Unitins em Paraíso


Saúde

Governo realiza prestação de contas da Saúde na Assembleia Legislativa


Economia

Fecomércio Tocantins recebe Banco de Brasília para assinatura de Termo de Cooperação


Saúde

HRM realiza seu primeiro mutirão do Opera de 2020


Exemplo

Risoterapia leva sorrisos aos pacientes internados no HGP


Fique atento

Energisa alerta para cuidados com a rede elétrica durante o Carnaval



  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira